Adel e BNB realizam Seminário com produtores de leite em Sobral

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) realizaram na última terça, 4, o Seminário Bovinocultura de Leite e Desenvolvimento Rural Sustentável, no Sistema Integrado de Saneamento Rural (SISAR), no município de Sobral/CE.

O Seminário marca o lançamento do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite realizado pela Adel e BNB em quatro municípios na região de Sobral. O evento promoveu um debate sobre os principais desafios da Cadeia Produtiva da Bovinocultura de Leite no território e as possíveis estratégias de superação. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes.

O Seminário iniciou com a fala dos parceiros. Em seguida, a Gerente Executiva Estadual do BNB, Jeânia Rogério Gomes, apresentou o Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER) desenvolvido pelo BNB. Adriano Batista, Diretor Executivo da Adel, fez uma breve apresentação do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite, iniciativa da Adel com apoio do PRODETER/BNB.

Jeânia Rogério Gomes, Gerente Executiva Estadual do BNB

Para Jeânia Gomes, a parceria com a Adel é de grande importância para o Banco do Nordeste, assim como para os outros parceiros e produtores do território. “Eu acredito muito no trabalho da Adel, eu já tive a oportunidade de trabalhar com a organização. É uma equipe muito comprometida com o que faz”, reforça. Para Jeânia o sentimento é de gratidão pela parceria e acredita que os produtores só têm a ganhar com todas as atividades que serão desenvolvidas.

Após as apresentações, aconteceu o Painel Desafios da Cadeia Produtiva da Bovinocultura de Leite no território do Polo de Sobral I e estratégias de superação. O Professor do IFCE/Campus Limoeiro do Norte, Dr. Cleber Medeiros Barreto; e, o Prof. Dr. Magno José Duarte Cândido do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Coordenador do Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura (NEEF/UFC), trouxeram contribuições valorosas sobre a cadeia produtiva do leite. O Painel foi mediado por Alano Luna, Dr. em Zootecnia e Especialista de Projetos da Adel.

Segundo Alano Luna, o Seminário foi de extrema importância para fortalecer o contato entre as entidades executoras do Projeto e seus beneficiários. “O Seminário possibilitou o encontro entre produtores de leite, parceiros de órgãos públicos e privados no mesmo local, discutindo o fortalecimento da cadeia produtiva do leite na região”, reforça Alano.

Para Adriano Batista, a expectativa é contribuir com o aumento da produtividade e da rentabilidade na atividade de bovinocultura de leite de forma sustentável nos territórios de atuação do Projeto. “É muito importante para os produtores entenderem melhor quais são os desafios da cadeia produtiva e também quais são as soluções”, enfatizou o Diretor. As ações do Projeto buscam contribuir com a eficiência das áreas leiteiras, investindo na especialização e articulação dos profissionais. Destacando questões como o fortalecimento dos cuidados sanitários, alimentação do rebanho e controle econômico da atividade, fatores que influenciam diretamente no rendimento da produção.

Segundo o IBGE, o Brasil segue com o maior rebanho comercial do mundo, com cerca de 213,5 milhões de cabeças de gado. O Ceará ocupa a 16ª colocação do ranking nacional de criação de bovinos, com uma participação de 1,1% do rebanho brasileiro. Já em relação à produção de leite, o país produziu 33,8 bilhões de litros em 2018, com projeções de crescimento para os próximos anos.

Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite

O Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite na região de Sobral busca ampliar as capacidades técnicas e de gestão das pequenas propriedades rurais; fortalecer as estruturas organizativas para aumentar a efetividade de estratégias de desenvolvimento da atividade econômica; e, difundir entre os produtores conhecimentos, soluções e tecnologias que gerem resultados efetivos em curto e longo prazo.

Evaristo Barbosa, produtor de leite de Irauçuba, afirma ser engajado em ações que valorizam a sua atividade. “É muito importante trazer essas informações para nós produtores, para aplicarmos na nossa propriedade. Achei de grande valia a parte de forragens com ensinamentos para o nosso dia a dia”, destaca Evaristo.

As atividades do Projeto são divididas em três eixos: capacitação, assessoria e difusão de tecnologias. Desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER). Cento e vinte e cinco (125) pequenos produtores de leite de quatro municípios (Sobral, Irauçuba, Miraíma e Santana do Acaraú) serão beneficiados diretamente durante um ano.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *