Adel e CPFL Renováveis inauguraram Sistemas de Abastecimento de Água em RN

 

A equipe de campo da Adel estará amanhã, 25/07, no Rio Grande do Norte, onde serão inaugurados três sistemas produtores de água nas comunidades atendidas pelo Programa Raízes da CPFL Renováveis. As ações compõe a agenda do Projeto Segurança Hídrica que promove o acesso e uso sustentável dos recursos hídricos, contribuindo para a convivência com o semiárido a partir da sustentabilidade ambiental e social das comunidades rurais.

O Projeto Segurança Hídrica está localizado nas comunidades rurais de Umburana, Queimadas e Florêncio José, nos municípios de João Câmara e São Miguel do Gostoso e tem por objetivo ampliar o acesso à água segura para consumo humano e para a produção, através de um modelo que integra inovação tecnológica, fortalecimento de capacidades e gestão comunitária das águas. Ao todo 273 famílias serão beneficiadas (1.365 pessoas) das 3 comunidades.

Em Queimadas, o sistema implantado é composto por uma rede de abastecimento com 9 km de extensão, recuperação de um poço profundo, um reservatório de 60m³, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 500 litros de água por hora. 200 famílias serão beneficiadas (1000 pessoas)

Em Florêncio José, o sistema implantado contemplou a recuperação do poço da comunidade, a implantação de um kit de irrigação para dois hectares, a instalação de uma bomba de 7,5 cv e uma implantação de uma microusina solar de 3,24 Kwp. 8 famílias serão beneficiadas (40 pessoas)

Em Umburana, o sistema implantado é composto por uma rede de abastecimento com 6 km de extensão, recuperação de um poço profundo, um reservatório de 30m³, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 250 litros de água por hora. 65 famílias serão beneficiadas (325 pessoas)

Além das infraestruturas implantadas nas comunidades, o Programa vem atuando no desenvolvimento de capacidades das famílias para a gestão eficiente e sustentável dos recursos hídricos. Os investimentos somam mais de R$ 1,7 milhões com o objetivo de manter o atendimento atual e para as futuras demandas, diante do crescimento esperado para as próximas décadas.

As ações previstas no projeto visam contribuir para o fortalecimento de Políticas Públicas Federais e dos Estados do Rio Grande do Norte, vinculadas à segurança hídrica. As ações vão contribuir diretamente para o Programa de Fomento à Inclusão Produtiva Rural e ao Programa Cisternas, ambos do Governo Federal, além de atender à Política Estadual dos Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte – Lei No. 6.908 e demais regulamentações do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte – IGARN.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *