Adel inicia fase conclusiva do Projeto Paulo Freire

 

Após concluir a primeira fase dos Percursos Formativos do Projeto Paulo Freire, que beneficiou cerca de 6000 pessoas no Cariri Oeste, dentre estas, aproximadamente, 2800 mulheres e 2000 jovens, chegamos a fase conclusiva do Projeto.

No total, já realizamos 160 oficinas nos itinerários formativos sobre Acessibilidade às Políticas Públicas com agricultores, mulheres e jovens. Nessa fase de finalização, nossa equipe realiza as oficinas com famílias das comunidades de Baixa Grande e Cavalcante, ambas no município de Salitre.

As comunidades beneficiadas pelo Projeto caracterizam-se pela carência na organização e ausência de entidade associativa, de conhecimento e informação sobre seus direitos e de acesso às políticas públicas, tais como: seguridade social, acesso à água, assistência técnica e extensão rural.

Estas temáticas são abordadas em cada Percurso Formativo, que prioriza a participação dos agricultores e a abordagem metodológica da pedagogia do oprimido e da educação popular desenvolvida por Paulo Freire. Os conteúdos são apresentados de forma contextualizada, já que não há “saber mais” ou “saber menos”, mas sim diferentes saberes que se complementam e contribuem com a construção social e o desenvolvimento das comunidades.

 

 

Além da troca de saberes, as oficinas utilizam a ludicidade como estímulo para a formação humana, do caráter individual e a construção de valores coletivos. O uso dessa abordagem metodológica contribui efetivamente para formação dos jovens e adultos, e até das crianças que acompanham seus pais nas oficinas. A participação dos moradores de cada comunidade e o desejo deles de aprenderem mais sobre associativismo, novas técnicas de produção e tecnologias de convivência com o semiárido é inspirador.

Para o agricultor e atual Presidente da Associação Local de Sítio Teixeira, Marcos Arsênio, 25, o Percurso Formativo do Projeto Paulo Freire proporciona o acesso dos agricultores ao conhecimento e oportuniza o desenvolvimento local. “Nossa comunidade tem uma carência de abastecimentos de água, poços profundos, mas principalmente de conhecimento. A formação sobre políticas públicas com a Adel trouxe muitas informações importantes para nós agricultores sobre nossos direitos e deveres. Também aprendemos sobre reutilização da água, de como podemos tornar nossa terra produtiva e ter a oportunidade melhorar de vida”, enfatiza.

A Adel atende através dos Percursos Formativos, em média, 170 comunidades de 10 municípios do Cariri Oeste. Cada Percurso é composto por oficinas sobre os seguintes temas: Direitos Humanos e Educação; Terra, Trabalho e Produção; Mulheres, Jovens, Povos e Comunidades Tradicionais; Água, Soberania e Segurança Alimentar.

Sobre o Projeto

 

O Projeto Paulo Freire visa contribuir para a redução da pobreza rural em 31 municípios cearenses por meio do desenvolvimento do capital humano e social e do desenvolvimento produtivo sustentável pautado na geração de renda, no âmbito agrícola e não agrícola, com foco principal em jovens e mulheres.

No que tange ao Acesso às Políticas Públicas, o Projeto Paulo Freire é executado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), com realização da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *