“A Nova Cara do Sertão” está no ar

Está no ar, desde a última terça-feira (25), a Campanha Social – A Nova Cara do Sertão, projeto desenvolvido em parceria com a Rummos, através da E-feito sua agência virtual.
A proposta da campanha é apresentar jovens envolvidos com os projetos da instituição que representam o novo perfil da juventude do sertão: empreendedora e comprometida com soluções para o desenvolvimento de suas comunidades. A iniciativa envolve um hotsite onde, uma vez por mês, um jovem ligado aos projetos da agência é apresentado.

Os jovens que fazem a ADEL são exemplos de uma nova geração que começa a ganhar vida e assumir posições de destaque em todo o semiárido brasileiro – uma geração de empreendedores. Que, motivados por um cenário mais favorável para a mobilidade social e atuação social e política, conhecem os desafios locais, mas também as oportunidades e potencialidades para criar novos modelos de negócios, propor novas formas de produção e relação com mercados e de transformar as realidades sociais das regiões em que vivem. São jovens que não têm como foco os problemas e obstáculos e, embora reconheçam os obstáculos históricos e a dificuldade de vencê-los, optam em transformar recursos, com criatividade e inovação, em trabalho, produção, conhecimento e tecnologias que vem construído a nova cara do sertão. Jovens que pensam, e põem em pratica, soluções sustentáveis para o desenvolvimento socioeconômico da região. 
A ADEL reúne um grupo desses jovens. E a campanha irá contar as histórias deles, apresentar suas motivações, suas idéias e seus projetos. Um dos principais objetivos do projeto A Nova Cara do Sertão é justamente dar visibilidade a referências reais e tangíveis de mobilidade social positiva e empreendedorismo, que possam inspirar outros jovens e mostrar a investidores sociais, empresas e governos que o Sertão brasileiro não apenas é viável, é uma terra de oportunidades.
Através do hotsite você ou sua empresa podem apoiar os jovens do sertão brasileiro. Acesse a campanha e participe: http://www.adel.org.br
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *