Curso de Melhoramento Genético para aves nativas

Nos dias 29 e 30 de julho, aconteceu no Centro de Inclusão Digital na comunidade de Boa Vista, em Pentecoste, o Curso de Melhoramento Genético para aves nativas, uma parceria entre a Adel, a Rede de Jovens Empreendedores Rurais e a Universidade Estadual do Ceará (UECE).

A iniciativa tem como objetivo selecionar e multiplicar aves nativas, através do manejo, profilaxia, nutrição e cruzamento com reprodutores de linhagens com características mistas (carne e ovos), promovendo a difusão do material genético de linhagens superiores, como também o desenvolvimento sustentável da região.

O curso contou com a participação de jovens (avicultores) da Rede de Jovens Empreendedores Rurais e agricultores familiares da região. Ministrado pelo Médico Veterinário e Prof. Artur Henrique Soares da Silva, o curso tem uma carga horária de 16 horas e certificado emitido pela UECE.

Pela segunda vez é realizado este curso no município de Pentecoste. Nos dias 22 e 23 de julho, criadores de aves da comunidade de Sítio do Meio tiveram a oportunidade de participar da capacitação que foi realizada na sede da associação local.

Para Neto Ribeiro, articulador da Rede de Jovens Empreendedores Rurais e Presidente da Associação Comunitária de Sítio do Meio, a formação é uma grande oportunidade. “Os empreendedores aprenderam que na cadeia produtiva da galinha caipira acrescentar conhecimento e tecnologia no processo de produção é mais vantajoso, tendo aulas práticas com um especialista nessa área é melhor ainda”, afirma.

Além da UECE, o Curso teve o apoio da Associação Comunitária de Sítio do Meio e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar do Município de Pentecoste (SINTRAF).

Adel entrega certificados do curso Formação de Agentes de Convivência com o Semiárido

Na última sexta-feira (18/07), a Adel entregou os certificados aos 15 jovens dos municípios de Apuiarés, Pentecoste e Tejuçuoca, que participaram do curso Formação de Agentes de Convivência com o Semiárido.

Composto por 06 módulos, o curso abordava as tecnologias sócio-ambientais e a importância da conservação da água e do solo, bem como a recuperação de áreas degradadas e a redução da desertificação na região.

Segundo o Diretor Executivo da Adel, Wagner Gomes, esta formação é mais uma ação estratégica do projeto Convivência com o Semiárido. “O intuito do curso é preparar os jovens e agricultores familiares do território do Médio Curu para a construção e difusão de práticas que se adequam a região. Hoje a Adel tem realizado diversas ações, a exemplo a construção de cisternas com sistemas de boia para limpeza de telhados”, relata.

O projeto Convivência com o Semiárido é realizado pela Adel em parceria com o Banco do Nordeste. E conta com o apoio da Universidade Federal do Ceará (UFC), da Prefeitura Municipal de General Sampaio, do Centro de Educação Popular e Formação Social (CEPFS), da União das Associações do Vale do Rio Canindé (UAVRC), do Núcleo de Psicologia Comunitária da UFC (NUCOM) e do Instituto Regional de Assistência Técnica e Extensão Rural (IRATER).