Nova série da Adel discute estratégias para a cadeia produtiva do leite na pandemia

Na última quarta-feira, 27, às 18h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) iniciou o primeiro episódio da série “Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite” com bate-papo ao vivo no YouTube da instituição. A convidada do episódio apresentado por Adriano Batista, Diretor Executivo e Zootecnista da Adel, foi a Gerente Executiva Estadual do Banco do Nordeste (BNB), Jeânia Gomes.

A série é uma ação que faz parte do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite realizado pela Adel em dois territórios do Ceará (Médio e Baixo Jaguaribe e na região de Sobral) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER).

Todas às quartas-feiras, às 18h, os episódios vão mostrar estratégias e técnicas aos bovinocultores viáveis e aplicáveis para estruturação da cadeia produtiva da bovinocultura de leite. A série tem como objetivo difundir entre os produtores de leite, novos conhecimentos, soluções e tecnologias social, ambiental, técnica e economicamente permitindo um ganho de qualidade, de eficiência e agregação de valor à produção no território.

Próximas ações da série

O segundo episódio da série “Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite” será na próxima quarta-feira, 3, a partir das 18h. A temática será “A importância da estruturação da Cadeia Produtiva do leite para o desenvolvimento local” com a participação do Diretor de Desenvolvimento da Adel Gláucio Gomes.

Gláucio Gomes é Especialista em Gestão do Desenvolvimento Local. Tem vasta experiência em planejamento estratégico, gestão, captação de recursos e avaliação de programas e projetos de desenvolvimento e de iniciativas de sustentabilidade corporativa e investimento social privado no Brasil.

Além da série no YouTube, a Adel realiza, a partir desta semana, reuniões virtuais com os membros dos Comitês Territoriais do Médio e Baixo Jaguaribe e da região de Sobral. O link das reuniões é enviado aos participantes via WhatsApp. Essa é mais uma medida de apoio desenvolvida pela Adel para apoiar os produtores de leite em tempos de COVID-19 e isolamento social. Para acompanhar os novos episódios da série, faça sua inscrição clicando aqui!

Adel e BNB finalizam Unidade de Referência em Produção de leite

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER), realizam desde o ano passado, o Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite em dois territórios do Ceará. Na região do município de Sobral, cento e vinte e cinco (125) pequenos produtores de leite são beneficiados, incluindo ainda as cidades de Irauçuba, Miraíma e Santana do Acaraú.

Um dos eixos do Projeto consiste na implantação de uma Unidade de Referência de Bovinocultura de Leite na sede da Associação Comunitária dos Assentados de Tanques em Santana do Acaraú/CE. Uma instalação pré-existente foi restaurada e readequada, conforme decisão do Comitê Gestor Territorial (CGT).

O espaço tem como objetivo difundir entre os produtores de leite, novos conhecimentos, soluções e tecnologias social, ambiental, técnica e economicamente viáveis e aplicáveis para estruturação da cadeia produtiva da bovinocultura de leite, permitindo um ganho de qualidade, de eficiência e agregação de valor à produção no território.

A construção da Unidade de Referência teve início em fevereiro de 2020 e foi concluída no início de abril. Segundo o Diretor Executivo da Adel, Adriano Batista, os espaços foram construídos pensando na eficiência da atividade produtiva e no conforto e bem-estar dos animais. “O Projeto fez questão de utilizar mão de obra e materiais da região, a fim de contribuir ainda mais com o desenvolvimento local. Além de ser uma instalação que beneficiará diretamente os produtores do Assentamento de Tanques, será de fundamental importância para a difusão de conhecimentos e tecnologias para mais de cem produtores de outros municípios do território”, ressalta.

A instalação é composta por espaços como sala de ração, sala de ordenha e curral de espera. Além das estruturas devidamente reformas, a Unidade ganhará diversos equipamentos, como ordenha, máquina picadora de forragem, máquina ensacadora de silagem, botijão de sêmen, tanque de resfriamento do leite, misturador de ração, entre outros. A reinauguração da Unidade será realizada após o período de isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) devido a Covid-19.

Ao final do Projeto, a Unidade será doada pela Adel e BNB à Associação dos Assentados de Tanques que ficará responsável pela gestão do espaço. No prazo de 10 anos ficará aberta para visitação e formação dos 125 produtores beneficiados pelo projeto. A Unidade será importante para a estruturação da Cadeia Produtiva do Leite ao se tornar uma referência em difusão de soluções e tecnologias socioambientais viáveis e aplicáveis ao contexto e aos desafios enfrentados pelos pequenos produtores.

Sobre o Projeto

As atividades do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite são divididas em três eixos: capacitação, assessoria e difusão de tecnologias. O eixo capacitação compreende a realização de seminários, minicursos, dias de campo e intercâmbios. Já o eixo assessoria foca na elaboração de planos de negócios, no fortalecimento organizativo e na criação de Arranjos Produtivos Locais (APLs). O eixo difusão de tecnologias propõe a implantação da Unidade de Referência de Bovinocultura de Leite.

O Projeto busca contribuir para o aumento da produtividade e da rentabilidade na atividade de bovinocultura de leite no território. Objetiva ampliar as capacidades técnicas e de gestão das pequenas propriedades rurais; fortalecer as estruturas organizativas para aumentar a efetividade de estratégias de desenvolvimento da atividade econômica; e, difundir entre os produtores conhecimentos, soluções e tecnologias que gerem resultados efetivos em curto e longo prazo.

Adel realiza webinar sobre Diversidade e Empreendedorismo

Nesta quinta-feira, 28, às 19h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), realiza o Webinar Diversidade e Empreendedorismo, no seu canal do YouTube, com a participação de Ricardo Sales, Consultor de Diversidade e Pesquisador na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). O momento será conduzido por Aurigele Alves, Diretora de Programas da Adel.

Doutorando em Políticas de diversidade nas organizações na USP, Ricardo Sales é sócio na Mais Diversidade. A organização presta consultoria para elaboração, acompanhamento e avaliação de políticas de diversidade no ambiente de trabalho. Traçando estratégias para contratação, desenvolvimento e retenção de funcionários representantes de grupos minorizados, como negros, mulheres na liderança, LGBTI+, pessoas com deficiências e outros.

Ricardo atua para clientes como Siemens, Ford, Heineken, Grupo Boticário, EDP e outros. Faz parte da equipe que revolucionou a comunicação de cerveja no país, atendendo a marca Skol. É conselheiro do Comitê de Diversidade do Itaú. Foi eleito pela Out&Equal um dos brasileiros mais influentes no assunto diversidade nas organizações. Foi bolsista do Departamento de Estado do Governo dos EUA e da Human Rights Campaign, sendo reconhecido como uma liderança mundial no tema diversidade. É também palestrante, professor da Fundação Dom Cabral, colunista da revista Você SA e membro fundador do grupo de estudos em diversidade e interculturalidade da ECA/USP.

A Adel é uma das organizações beneficiadas pelo edital LGBT+ Orgulho, uma iniciativa do Itáu e da Mais Diversidade. O edital visa contribuir para implementação de projetos que tenham impactos positivos para a população LGBTI+. No Ceará, a Adel realiza o Projeto Diversidade no Empreendedorismo de Jovens Rurais, que busca fomentar o empreendedorismo desses jovens que vivem muitas vezes em ambientes hostis e preconceituosos, sem acesso digno ao mercado de trabalho.

A Adel espera que a expertise de Ricardo Sales possa incentivar e destacar a importância do tema diversidade em todos os âmbitos da sociedade, com foco para o empreendedorismo de jovens rurais. Para participar do webinar, inscreva-se no canal da Adel do YouTube e marque o lembrete.

O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19. Faça sua inscrição clicando aqui!

Adel divulga oportunidades para profissionais no Nordeste

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), que atua em todo o Nordeste, investe na contratação de novos colaboradores mesmo diante da crise provocada pela COVID-19. Inicialmente a vaga aberta é para contratação imediata de profissional com interesse em atuar no suporte operacional e técnico de atividades inerentes à área de Novos Negócios da organização, tais como implantação e gestão de projetos socioambientais, no município de Lajes, no Rio Grande do Norte. O contratado poderá ser requisitado para atuar em outros estados do Nordeste.

A vaga de Analista Socioambiental possui carga horária de 40h/semanais, vínculo CLT, com regime compensatório por meio de banco de horas. O salário é compatível com a função.

Requisitos
Ensino Superior completo na área socioambiental e/ou em áreas afins, como: Sociologia, Agronomia, Economia Doméstica, Biologia, Geografia, Engenharia Florestal/Ambiental, Engenharia Agronômica, Antropologia e Ciência Política. Experiência profissional mínima de dois anos em gestão de projetos socioambientais com foco no desenvolvimento de Programas de Comunicação Social. Possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria B. Desejável experiência em articulação e mobilização institucional junto ao Terceiro Setor, setor privado e governos.

Sobre a Adel

A Adel é qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e busca desenvolver, através de suas ações, capacidades técnicas e gerenciais com jovens empreendedores e agricultores/as para promoção do desenvolvimento local do Nordeste brasileiro.

Por meio da sua Diretoria de Novos Negócios, disponibiliza um leque de serviços a empresas, governos e outros atores da sociedade civil para colaborar com suas próprias estratégias de promoção do desenvolvimento humano e local, incorporar ou disseminar práticas de sustentabilidade corporativa ou ainda compensar, controlar e mitigar impactos derivados de suas operações. A área oferece e realiza serviços como consultoria, assessoria, gestão, gerenciamento e operacionalização de projetos de desenvolvimento local.

Os interessados deverão enviar o CV com pretensão salarial até 12 de junho de 2020 para oportunidades@adel.org.br com o título: Analista Socioambiental.

Serviço:
Adel divulga oportunidade(s) para profissionais no Nordeste
Onde: Lajes – RN
Como: enviar currículo para oportunidades@adel.org.br
Quando: Até o dia 12 de junho

Jovens Rurais criam estratégias para driblar a crise provocada pelo coronavírus

Jéssica Gama, jovem empreendedora rural de Serrota, no munícipio de Pentecoste/CE

Devido a necessidade de isolamento social, inclusive nas comunidades rurais, os jovens empreendedores rurais do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), desenvolvido pela Adel, estão adotando diversas estratégias para driblar os desafios do dia a dia, no cenário de crise da Covid-19.

Com o suporte da Adel, por meio de assessorias virtuais, aqueles que atuam na produção agrícola, elaboraram estratégias para comercializar seus produtos durante o isolamento social. É o caso dos jovens da Cooperativa Caroá, que há dois meses, iniciaram a Feira Caroá em Casa em Fortaleza, e da empreendedora Jéssica Gama, que mora em Serrota, no munícipio de Pentecoste/CE.

Jéssica, 27, é agrônoma e cultiva grãos, frutíferas e hortaliças agroecológicas na propriedade da família. Para ela, o momento é de se reinventar, recriar e reorganizar as ideias. Ela acredita no fortalecimento de uma atividade sustentável no campo e o melhor aproveitamento dos quintais produtivos. Para garantir uma renda nesse período e alimentos saudáveis na mesa dos consumidores, ela começou a vender seus produtos para as famílias da sua comunidade e na sede do município. Os consumidores podem encomendar via telefone ou WhatsApp e os produtos são entregues em suas residências, seguindo todas medidas de higiene recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“A produção sustentável, a produção de quintal, é uma forte alternativa de renda e pertinho de casa, sem falar na entrega domiciliar que é favorável para as produções e única alternativa para esse momento de distanciamento social. Desde que finalizei o curso de empreendedorismo da Adel, minha visão para o interior mudou. O lugar de aconchego, mas que tem seus desafios, se transformou em um lugar de oportunidades de empreender. No quintal de minha casa tem uma cajazeira que já tem seus mais de 15 anos de produção. Nesse ano, tive um novo olhar e resolvi colher os frutos e vender”, reforça a jovem.

Jéssica também está comercializando a produção de milho e feijão. Apesar de algumas perdas na cultura do milho, a produção de feijão superou as expectativas, tendo uma demanda considerável. Os produtos disponíveis nesta semana são cajá, coco e banana. Os pedidos podem ser feitos via telefone ou WhatsApp: 85 98129 5722.

Sustentabilidade e Agricultura Familiar é tema do próximo webinar da Adel

Nesta quinta-feira, 21, às 19h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), realiza o Webinar Sustentabilidade e Agricultura Familiar, no seu canal do YouTube, com a participação de Luiz André Soares, Professor e pesquisador do Núcleo de Sustentabilidade da Fundação Dom Cabral. O momento será conduzido por Wagner Gomes, Diretor de Negócios da Adel.

Luiz André é membro do Conselho Consultivo da Adel e já atuou nas áreas de Sustentabilidade, Valor Compartilhado e Relações Institucionais da Souza Cruz, Coca-Cola Brasil, VLI Logística e Fundação Renova, tendo experiência em agricultura familiar, fortalecimento de cadeias produtivas e desenvolvimento territorial. Dirigiu por 13 anos o Instituto Souza Cruz e foi coordenador da Rede Jovem Rural. Possui graduação em Ciências Sociais (UFF) e mestrado em Administração (COPPEAD/UFRJ).

O encontro virtual irá abordar as oportunidades e desafios para o desenvolvimento rural no cenário atual, em meio à crise ocasionada pela pandemia da Covid-19. A agricultura familiar é a principal produtora dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros. Diferente da monocultura, a maioria das propriedades familiares produzem alimentos variados, respeitando o solo e o ecossistema, e é feita por agricultores/as que têm na terra sua principal fonte de renda.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a atividade envolve aproximadamente 4,4 milhões de famílias e é responsável por gerar renda para 70% dos brasileiros no campo. A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 80% de toda a comida do planeta venha desse tipo de produção.

Para participar do webinar e contribuir com esse debate, inscreva-se no canal da Adel do YouTube e marque o lembrete. O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19.

Faça sua inscrição clicando aqui!

Adel assessora jovens empreendedores rurais

Iara Clécia, 25, reside na comunidade rural Vila Nova Maracajá, em Pentecoste/CE e empreende com a venda de cosméticos

Uma das medidas de apoio elaboradas pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), para Jovens Empreendedores Rurais beneficiados pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), são as assessorias remotas. A iniciativa é uma forma de driblar e amenizar os problemas ocasionados pela pandemia que mudou o ritmo do planeta, a COVID 19. Desde o início de abril, a organização já realizou mais de 250 sessões de assessorias individuais, beneficiando 55 jovens empreendedores.

Dos empreendimentos acompanhados, 23 são geridos por mulheres e 31 por homens. Atuando em áreas como artesanato, criação de abelha jandaíra, vendas de produtos da agricultura familiar, roupas, cosméticos; e, prestação de serviços como salões de beleza, tecnologia da informação e gráfica rápida. Segundo a Diretora de Programas da Adel, Aurigele Alves, com o início do período de isolamento social, decretado pelo governo do Estado do Ceará, a grande maioria dos jovens pararam temporariamente as atividades, pois não se enquadram em serviços essenciais. “Mesmo aqueles que permaneceram funcionando estão sofrendo com a queda brusca nas vendas. É preciso readaptar as estratégias para manter os empreendimentos ativos nessa crise”, destaca.

As assessorias e mentorias personalizadas com os jovens é um dos canais de comunicação disponibilizados pela Adel. Os jovens compartilham os desafios vividos em seus empreendimentos e são orientados diariamente pela equipe da organização sobre a elaboração de novas estratégias, a divulgação de conteúdos, a mobilização de recursos e parcerias, acesso ao auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal, bem como as medidas financeiras disponibilizadas pelo Fundo Veredas.

Os desafios e limitações são imensos, mas com resiliência e cooperação, a Adel tem conseguido fortalecer a Rede de Jovens Empreendedores Rurais, para que eles próprios possam também articular novas parcerias e pensar estratégias que favoreçam seus empreendimentos e de seus colegas. Uma das alternativas tem sido conectar os jovens com empreendimentos agrícolas a estratégia da Cooperativa Caroá, para que consigam escoar suas produções. Mas ainda assim, existe o desafio logístico dessa conexão entre os produtores em meio ao isolamento social.

A jovem Brena de Araújo, que reside na comunidade Sitio do Meio, em Pentecoste/CE, e cria abelhas nativas, acredita que a assessoria virtual é essencial nesse momento. “Acho muito importante a ideia da Adel em nos direcionar esse apoio mais focado para o enfrentamento dessa crise na pandemia, assim como em todos os outros momentos sempre se mostrou disponível para nós jovens. Estou revendo assuntos que já tinha visto no período de formação do PJER. Esse apoio é muito importante para que os jovens empreendedores não desistam e pensem em formas de manter o seu negócio”, destaca Brena.

Cerca de três mil jovens rurais apoiados pelo PJER têm como principal renda os serviços e produtos que disponibilizam por meio de seus pequenos e médios negócios. As medidas de apoio da Adel a estes jovens são divididas em três eixos: Assessoria e Mentoria virtual; Produção de Conteúdo e-learning; e; um Plano de contingência do Fundo Veredas, iniciativa de crédito própria e particular criada pela instituição.

Adel realiza webinar Comunicação em Tempos de Crise

Nesta quinta-feira, 14, às 19h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), realiza o Webinar Comunicação em Tempos de Crise, no seu canal do YouTube, com a participação de Maristela Crispim, Jornalista e Diretora da Agência de Conteúdo Eco Nordeste. A mediação será realizada por Evilene Abreu, Diretora de Comunicação da Adel.

Maristela é idealizadora da Eco Nordeste – Agência de Conteúdo. Jornalista formada pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFC). É professora de Marketing e Estratégias de Comunicação Ambiental no MBA em Planejamento e Gestão Ambiental na Cadeia Produtiva da Universidade de Fortaleza (Unifor). Conquistou, entre 2002 e 2017, 45 prêmios jornalísticos locais, nacionais e internacionais, sendo considerada, em 2014, a jornalista mais premiada do Nordeste, pelo Ranking J&Cia.

O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19. Num cenário de crise e hostilidade é preciso buscar esses exemplos de pessoas que já lutam por um mundo melhor, compartilhar essas experiências com demais jovens para que possam enxergar seu próprio potencial para inovação e superação de crises.

Para participar do webinar e contribuir com o debate, inscreva-se no canal da Adel do YouTube e marque o lembrete. Aproveite e já faça sua inscrição clicando aqui!

Adel realiza webinar Tecnologia e democratização digital

Dia 7, às 14h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) realiza o Webinar Tecnologia e democratização digital, no seu canal do YouTube, com a participação de Asier Ansorena, Mel-king Fellow (MIT Colab) e Senior Change Leader na Ashoka. A mediação será realizada por Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento da Adel, especialista em Desenvolvimento Local.

Asier é formado em Economia e Ciência Política pela Universidade de Michigan. Ele é espanhol, mas passou mais da metade de sua vida no exterior, principalmente entre Brasil e EUA. Em 2019 foi selecionado pela Ashoka como senior change leader para desenvolver uma estratégia de engajamento entre redes de diáspora do mundo e os empreendedores sociais da Ashoka.

Passou os últimos 10 anos no Brasil fazendo parte de um incrível movimento social focado no empoderamento econômico das comunidades, o Banco Palmas e a rede brasileira de bancos comunitários. Lá, ele teve que esquecer boa parte de seu treinamento como economista para compreender o poder da cooperação e da solidariedade na promoção do desenvolvimento local e a democracia econômica.

Hoje existem mais de 100 bancos comunitários no Brasil, seguindo o modelo do Banco Palmas. Como parte de sua missão de desenvolver estratégias de microcrédito, tecnologia e pesquisa para impulsionar o trabalho dos bancos comunitários, ele colaborou com diferentes organizações em temáticas como economia solidária, moedas locais e alternativas, pesquisa-ação participativa, inclusão financeira, fintechs e inovação social. Em 2013 co-fundou o Palmaslab, um laboratório de pesquisa e inovação da periferia urbana de Fortaleza. O Palmaslab tornou-se um espaço de co-criação e implementação de projetos de tecnologia e pesquisa impulsionados por jovens para a transformação das suas comunidades.

O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19. Num cenário de crise e hostilidade é preciso buscar esses exemplos de pessoas que já lutam por um mundo melhor, compartilhar essas experiências com demais jovens para que possam enxergar seu próprio potencial para inovação e superação de crises.

Durante o Webinar a Adel realizará ainda o sorteio de três exemplares do livro Todxs Podem Empreender, publicação de autoria dos Diretores da Adel, Gláucio Gomes e Evilene Abreu que apresenta os primeiros passos para uma jornada empreendedora.

Para participar do webinar e contribuir com o debate, inscreva-se no canal da Adel do YouTube e marque o lembrete. Aproveite e já faça sua inscrição clicando aqui!

Perfuração de poços contribui com o fortalecimento da agricultura em Pernambuco

Seguindo todas as medidas preventivas indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) iniciou na última semana, a perfuração de sete (7) poços profundos em comunidades rurais localizadas nos municípios de Caétes e Capoeiras, no sertão pernambucano. Mais de quatrocentas (400) famílias serão beneficiadas. As ações fazem parte do Projeto Segurança Hídrica do Programa Echosocial Ventos que transformam, da Echoenergia.

As atividades do Programa, executadas pela Adel, incluem duas áreas: segurança hídrica e educacional, definidas após a realização de um Diagnóstico que contou com a intensa participação de moradores das próprias comunidades. O Diagnóstico apresentou o acesso à água como desafio central para o fortalecimento da agricultura familiar nos municípios Caetés e Capoeiras. A agricultura é a principal fonte de renda, atividade econômica e elemento agregador cultural e social das famílias locais nas comunidades.

Com a realização do Diagnóstico, percebeu-se que as famílias sofriam com escassez de água para consumo humano durante a maior parte do ano, o que levou ao trabalho de soluções hídricas de longo prazo e adequadas à realidade local. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), nos últimos anos, as chuvas na região não ultrapassaram 500 milímetros, um valor considerado baixíssimo para o desenvolvimento econômico e humano. Com o período de estiagem, houve uma queda considerável nos níveis dos reservatórios e barragens comunitárias.

Em Caetés, 363 famílias serão beneficiadas. Já em Capoeiras, são 50 famílias da comunidade Piado. Os locais para perfuração dos poços foram definidos a partir de um estudo de prospecção geofísica que identifica as áreas com maior potencial hídrico. Para iniciar as atividades, a Adel realizou o licenciamento de todos os poços junto aos órgãos responsáveis.

Segundo Ilys Santos, Coordenador Socioambiental da Adel, a autorização ambiental é fundamental para que o acesso ao recurso hídrico ocorra de forma sustentável. “Nessa etapa são estabelecidos parâmetros importantes para o poço, tais como profundidade, vazão necessária para a comunidade e a capacidade de captação diária. Dessa forma as comunidades podem utilizar o insumo sem sobrecarregar o aquífero”, destaca.

Após a perfuração dos poços profundos, o próximo passo será a implantação de sistemas de abastecimento de água para garantir o acesso aos recursos hídricos para consumo humano, produção de alimentos e inclusão social e produtiva das famílias. A equipe da Adel continuará desenvolvendo ações com as famílias e implementando tecnologias apropriadas para superação de dificuldades locais e para a construção de uma convivência com o Semiárido de forma cada vez mais sustentável.

Mais sobre o Programa

O foco do Programa Echosocial Ventos que Transformam é contribuir para o desenvolvimento local dos territórios do entorno dos complexos eólicos da empresa Echoenergia, gerando impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos.