Marketing digital se torna aliado de jovens empreendedores rurais na pandemia

Aurineide Alves, 30, possui a loja virtual Xique-Xique Plus, Apuiarés/CE

Há mais de seis meses, o mundo enfrenta um cenário de crise devido à pandemia de Covid-19. As medidas de isolamento social trouxeram impactos significativos para a sociedade brasileira, e, consequentemente, para a economia. Além do fechamento de vários negócios e a queda na renda das famílias, os padrões de consumo da população mudaram. Com isso, os empreendedores precisaram se reinventar.

Nas comunidades rurais no interior do Ceará a rotina também mudou. Os jovens empreendedores tiveram que se adaptar e fortalecer a presença online dos empreendimentos. O empreendedorismo digital é um modelo que dispensa espaço físico e atendimento presencial, sendo ideal para quem busca flexibilidade e um investimento inicial menor. Atualmente, é uma saída para que empreendedores lucrem durante o isolamento social.

Dentre os empreendimentos que tiveram que se adaptar ao novo contexto, temos a loja Xique-Xique Plus, especializada na venda de roupas plus size criada no início deste ano, pela jovem Aurineide Alves, 30, no município de Apuiarés/CE. Com as medidas decretadas pelo Governo do Estado para manter o isolamento social, ela fechou a loja física e priorizou o espaço virtual. “Embora as vendas estejam baixas, nesse período da pandemia o relacionamento com o cliente e a consolidação da marca no meio virtual foi minha prioridade”, conta.

Apoio da Adel

Desde o início do distanciamento para conter a propagação do vírus, a Adel vem desenvolvendo uma série de medidas para apoiar jovens de comunidades rurais de onze municípios do Estado. A atuação acontece em três frentes: assessoria virtual, que já realizou mais de 500 sessões de mentorias online; produção de conteúdo em suas redes sociais, por meio de lives no Instagram e Webinars no YouTube e um Plano de contingência financeira, por meio do Fundo Veredas, estratégia de microcrédito da instituição.

“Poucos dias antes do Governo do Estado decretar isolamento social eu tinha inaugurado minha loja. Havia acessado a linha de crédito do Fundo Veredas para conseguir montar a loja e fiquei bastante preocupada, pois as vendas caíram. Contudo, uma das medidas da Adel com o plano de contingência do Fundo Veredas foi ampliar o tempo de carência para retorno do empréstimo que contratamos. Com isso, posso me planejar melhor, organizar as finanças da loja sem me preocupar com as parcelas do empréstimo nesse momento tão difícil”, relatou a jovem empreendedora rural Aurineide Alves.

Os encontros virtuais oferecem aos jovens novos olhares em meio a enfrentamento da crise. A organização recebe diversos especialistas que trazem dicas práticas sobre educação financeira, inovação, marketing digital, entre outros. A seguir são apresentadas algumas dicas de Marketing para as Redes Sociais, feitas com foco nos beneficiários do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). Confira:

Defina seu posicionamento estratégico
Se posicionar corretamente e qualitativamente define como você será lembrado pelo seu cliente em meio a concorrência. Mantenha sua frequência on-line, alimentando sempre os perfis do seu empreendimento. Passe uma boa imagem do produto ou serviço que está oferecendo e garanta uma comunicação clara do que se trata aquele perfil. Com um bom posicionamento, o cliente sabe o que pode esperar em termos de qualidade, preço, diferenciação, serviços agregados, porque a marca se posiciona a partir desses valores. Deixe bem claro para o seu cliente qual o seu posicionamento.

Esteja presente nas redes sociais
As redes sociais são um importante canal de divulgação do seu negócio e relacionamento com seus clientes. É uma forma de conversar diretamente com seu público, gerar identificação com a sua marca, responder dúvidas e fazer ofertas, por exemplo. Ao construir uma relação de confiança com seus clientes e potenciais clientes, você faz com que eles sejam influenciadores poderosos em seus círculos de amigos, parentes e colegas de trabalho. Tenha sempre em mente qual é o tom de voz e o posicionamento do seu empreendimento e quais os canais digitais que seu público-alvo utiliza.

Use as redes sociais de forma estratégica
Existem diversas redes sociais, mas você não precisa estar em todas elas. É importante saber quem é e onde está seu público-alvo para direcionar, de modo assertivo, o conteúdo produzido. As redes sociais com maior popularidade no mercado brasileiro atualmente são: Instagram, Facebook, YouTube, WhatsApp, LinkedIn e Twitter. Para saber a rede social mais eficaz para o seu empreendimento, observe quais delas o seu público mais utiliza, compreendendo os hábitos e a frequência de uso. A partir dessa análise comece a utilizar essas redes de forma estratégica.

Identifique as personas do seu negócio
A persona é a base para a definir a estratégia de Marketing Digital e de produção de conteúdo. Definir a persona do negócio sintetiza as principais características dos clientes para que a marca consiga criar estratégias alinhadas com o seu público. A persona é um perfil fictício baseado em dados reais, orientam a criação da imagem do cliente ideal de um empreendimento. Diferente do público-alvo, que é abrangente, a persona apresenta informações específicas de um cliente, como nome, gênero, idade, profissão e hábitos. A persona é definida a partir de um levantamento minucioso de informações a partir de pesquisas com seu público.

Gere engajamento com seu público
Trabalhar conteúdo de qualidade que gere engajamento com o público-alvo é a melhor saída para quem busca o tráfego orgânico (visitas espontâneas sem investimento em anúncios). Mas além de investir em conteúdo, você pode também aumentar o seu alcance em um curto espaço de tempo através do tráfego pago (anúncios publicitários patrocinados), principalmente se o seu Empreendimento está em fase de consolidação no mercado. No YouTube você encontra tutoriais ensinando como patrocinar uma publicação no Facebook ou Instagram, por exemplo.

Trabalhe gatilhos mentais
Algumas estratégias estimulam as pessoas irem no seu perfil para comentar, compartilhar a postagem, fazer perguntas, acessar seu site etc. Uma dessas estratégias são os gatilhos mentais. Estimule o público-alvo através das legendas, títulos, imagens e nos posts. Utilize gatilhos mentais de urgência, novidade, escassez. Veja alguns exemplos: temos estoque limitado; peça única; temos a solução para o seu problema. Use esses gatilhos de maneira direcionada e em momentos oportunos.

Organize a bio e o feed das suas redes
A bio é onde você vai inserir dados que seu cliente precisa saber: nome do seu empreendimento, outros canais onde ele possa lhe contactar, site, endereço, se for o caso. O segundo passo é manter o feed organizado, atrativo e didático. Poste boas fotos dos serviços e/ou produtos, dicas de utilização, preços. Organize um cronograma de postagens, pois a frequência aumenta as suas chances de alcance do público-alvo. Pense em legendas estratégicas para os posts e utilize hashtags e emojis, pois criam atrativos visuais para o texto.

Defina suas palavras-chave
Elas são um conjunto de palavras, frases ou conceitos que sintetizam o ponto principal de um assunto. Se você trabalhar essas palavras é bem provável que suas páginas fiquem bem posicionadas nos mecanismos de busca, como o Google, e recebam mais cliques. Isso acontece porque quando uma pessoa busca por um determinado assunto, intuitivamente ela utiliza esses termos. Ou seja, usar palavras-chave em seus conteúdos faz com que você ajude o seu público a te encontrar na rede.

Produza bons conteúdos
Um conteúdo que utiliza as palavras certas terá maior chance de aparecer nos primeiros lugares de uma busca. A base para uma boa estratégia de marketing digital está nos conteúdos de qualidade, bem produzidos e com informações úteis. Entregar as respostas que os usuários procuram é um fator determinante para criar um relacionamento com seu público-alvo e, possivelmente, convertê-los em clientes.

Promova seus conteúdos
São muitas as possibilidades de promoção de conteúdos na internet. Por isso, vale a pena entender mais sobre as estratégias de mídia paga, como anúncios em redes sociais e no Google Ads. O interessante de investir em mídia paga é que ela permite a segmentação dos anúncios de acordo com um público específico. Dessa forma, seus anúncios só serão exibidos para as pessoas que se encaixam no perfil das suas personas ou, em outras palavras, para seus potenciais compradores. O importante é garantir que o seu público receba os seus conteúdos e se mantenha engajado.

Inscrições abertas para o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER)

Turma do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) realizada no Amazonas, 2019

Em tempos de pandemia, a Adel precisou promover uma verdadeira transformação digital do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) para adequá-lo dentro das recomendações de distanciamento social e atender novos jovens que desejam ingressar no Programa.

Nesse novo processo, a Adel abriu inscrições para o PJER com foco exclusivo no município de São Gonçalo do Amarante/CE. As inscrições estão abertas até o dia 20 de agosto e podem participar da seleção jovens com idade entre 18 e 32 anos, que tenham concluído o Ensino Médio e residam nas comunidades Parada, Pecém, Siupé, Taíba, Croatá ou na sede do município.

Trinta (30) jovens que busquem apoio para empreender e conseguirem inclusão socioprodutiva em suas comunidades serão selecionados para o Curso Protagonismo e Empreendedorismo de Negócios e de Impacto Socioambiental. As inscrições e o curso são gratuitos e a formação será realizada no município de São Gonçalo do Amarante/CE, com o início das atividades previsto para o dia 14 de setembro.

O processo formativo ocorrerá num modelo híbrido e seguirá todas as recomendações de saúde e segurança diante o contexto pandêmico. Haverá uma alternância entre momentos presenciais e à distância. Os módulos da etapa formativa serão realizados de maneira fragmentada, com grupos de no máximo 05 jovens e com duração de, no máximo, 02 horas para cada atividade. Serão 06 grupos de 05 pessoas, agendados previamente.

Cada grupo receberá as orientações para realização das atividades de forma individual e em casa. Os encontros serão sempre realizados em locais arejados, amplos e com estruturas que garantam o distanciamento necessário para manter a segurança de todas as pessoas envolvidas. As atividades complementares serão disponibilizadas em uma plataforma, onde os jovens podem acessar todos os conteúdos através de apostilas, listas de exercícios e videoaulas.

Os interessados podem preencher a ficha de inscrição on-line (https://forms.gle/XV2sNwSdq2J1ifbC6).

Curso Protagonismo e Empreendedorismo de Negócios e de Impacto Socioambiental

O Curso Protagonismo e Empreendedorismo de Negócios e de Impacto Socioambiental reúne informações e ferramentas que auxiliarão os jovens na elaboração de seus projetos de negócio, tanto com fins econômicos ou sociais.

Após o Curso e com o Projeto de Negócio em mãos, os jovens podem acessar recursos financeiros no Fundo Veredas, estratégia de microcrédito desenvolvida pela Adel e que receberá investimentos financeiros da EDP, administradora da UTE Pecém, por meio do Instituto EDP, organização que há doze anos gere as ações socioambientais do Grupo EDP, para investir na sua ideia.

Além do apoio financeiro do Instituto EDP, essa turma tem como parceiros articuladores a Associação das Famílias do Pecém (ASFAP) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de São Gonçalo do Amarante.

O Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER)

O Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) cria oportunidades para o desenvolvimento de empreendimentos por jovens empreendedores através de uma abordagem integrada. Desde 2009, possibilita a adolescentes e jovens com idade entre 14 e 32 anos o acesso a conhecimento, crédito orientado, redes e tecnologias, estratégias consideradas adequadas pela Adel para sua atuação em comunidades rurais.

O PJER é uma tecnologia social criada e desenvolvida pela Adel que já beneficiou cerca de 3000 jovens empreendedores. A maioria desses jovens permanecem em suas comunidades. Há dez anos sendo aplicado no Ceará, em 2019 o Programa consolidou seu processo de expansão para o Amazonas e esse ano será realizado também em duas instituições públicas de ensino no Rio Grande do Norte.

Adel comemora o Dia Internacional da Juventude

Feira de Empreendedorismo e Protagonismo Social, Pentecoste/CE, 2017

No Dia Internacional da Juventude, a Adel felicita a todxs os jovens que realizam grandes transformações em suas comunidades. As comemorações referentes a data iniciaram ontem, 11, com a live “Juventude e Desenvolvimento Rural” no Instagram da organização, disponível aqui.

A jovem Milena Camelo, Secretária de Juventude da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (Fetraece) falou sobre os anseios da juventude rural com a Diretora de Programas da Adel, Aurigele Alves.

Para Milena, a juventude rural segue na luta pela garantia de direitos básicos, como educação, acesso à cultura, ao lazer. “O jovem não é uma estaca para ser fincada no campo, o jovem deve ter condições e possibilidades de permanecer ali. Os jovens precisam se reconhecer como sujeitos de direitos, para então conhecerem suas realidades e serem agentes de mudanças”, reforça Milena.

O espírito e o protagonismo jovem, estão intrinsecamente ligados à história e desenvolvimento da Adel, que acredita que só é possível a promoção do desenvolvimento local por meio do protagonismo e empreendedorismo dos jovens. “Eles e elas (jovens) são essenciais na busca por transformações sociais positivas e devem ter acesso a estruturas e políticas públicas que proporcionem a liberdade para serem tudo aquilo que desejam em suas trajetórias, fortalecendo suas vocações e talentos” destaca a Diretora de Programas da Adel, Aurigele Alves.

A juventude é plural, diversa e resiliente. Por meio do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), a Adel sonha e realiza junto com os jovens projetos transformadores em seus territórios de atuação. Já são mais de 3.000 mil jovens beneficiados, centenas de projetos de negócios implementados e quase 700 mil reais de crédito concedido para impulsionar esses as ideias dos jovens. Oportunidades que permitem aos jovens avançarem na concretização de seus projetos de vida e serem exemplos de inspiração e força.

Thiago Mota, 18, é um dos jovens protagonistas apoiado pelos programas da Adel. Em 2018, ele ingressou no PJER, por meio do projeto Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais nas Escolas, que beneficiou 400 adolescentes e jovens, de quatro escolas da rede estadual de ensino do Ceará.

Hoje, o Thiago convoca a todxs jovens a acreditar no seu poder de transformação, por meio da poesia de cordel. “Quero dizer neste dia que nós jovens somos capazes, que podemos quebrar padrões, e que a rima dos meus cordéis expressa o meu desejo de um futuro melhor. A juventude unida de cabeça erguida irá vencer tudo aquilo que falam que somos incapazes da fazer”, enfatiza.

A programação em celebração ao Dia Internacional da Juventude, seguirá amanhã, 13, às 19h, com o Webinar “Direitos humanos e os desafios para as juventudes rurais”. A convidada para esse debate é a Psicóloga, Assessora técnica e pesquisadora do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência da Assembleia Legislativa do Ceará, Daniele Negreiros.

Para acompanhar, inscreva-se aqui.

Encontros virtuais capacitam produtores de leite no Ceará

Produtores de leite durante seminário de abertura do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite, em fevereiro de 2020.

Nesta semana, a Adel realizou o décimo primeiro episódio da série “Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite” no YouTube da instituição. A série é uma ação do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite realizado em dois territórios do Ceará (Médio e Baixo Jaguaribe e na região de Sobral) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER).

O tema do encontro virtual desta quarta foi “Do Produtor à Indústria: Captação de leite para o desenvolvimento da cadeia produtiva“, com a participação de David Girão, Presidente do Instituto Luiz Girão. A apresentação foi realizada pelo Diretor Executivo da Adel, Adriano Batista. O Instituto Luiz Girão, iniciativa da Betânia Lácteos, foi pensado para fomentar e desenvolver a pecuária de leite regional de forma sustentável e valorizar a figura do produtor familiar nordestino.

Para David Girão é preciso inovar a relação da indústria com os produtores familiares de leite, criar ferramentas que facilitem e valorizem esse relacionamento, para além da compra e venda de mercadoria. “Nós fomos a primeira empresa no Brasil a criar um aplicativo para se relacionar com o produtor. No aplicativo tem várias informações que esse produtor pode acessar, como qualidade do leite, antecipação de crédito e acesso à conhecimento. Hoje já estamos com mais de 1500 famílias/produtores utilizando esse aplicativo diariamente”, reforça David.

Alano Luna, Dr. em Zootecnia e Especialista de Projetos da Adel, afirma que a série tem sido fundamental para aproximar os produtores e fortalecer suas atividades. “Tem sido muito proveitoso os encontros virtuais, tanto para os produtores, quanto para os parceiros da região de Sobral e do Médio e Baixo Jaguaribe. Os temas sempre são bem pensados para a cadeia e garantem um retorno positivo desses produtores posteriormente”, enfatiza Alano.

Os episódios da série vão ao ar todas às quartas-feiras, às 19h. As temáticas são pensadas de forma estratégica e com caráter técnico sobre as atividades desenvolvidas pelos bovinocultores, viáveis e aplicáveis para estruturação da cadeia produtiva. Até o momento foram realizados onze episódios que abordaram as seguintes temáticas: cenário e desafios para a cadeia produtiva de leite; estruturação da cadeia produtiva do leite para o desenvolvimento local; planejamento para o sucesso da propriedade rural; o bem-estar animal e a eficiência na produção de leite; gestão da propriedade rural; nutrição e sanidade animal para o aumento da produtividade; arranjos produtivos locais; produção e conservação de forragem; cooperativismo e setor industrial.Todos os episódios estão disponíveis em uma playlist específica da série no canal da Adel no YouTube.

Sobre o Projeto

A série é uma das ações do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite, que busca difundir entre os produtores de leite, novos conhecimentossoluções e tecnologias sociais, ambientais, técnicas e econômicas, permitindo um ganho de qualidade, de eficiência e agregação de valor à produção no território. Para Moisés Maia, que atua na produção de leite em Limoeiro do Norte/CE, os webinars trouxeram bastante conhecimento. “É muito importante esses encontros pelas redes sociais, já que não podemos nos encontrar pessoalmente, pois tem trazido muitos esclarecimentos para os produtores, novos conhecimentos são sempre bem-vindos, para tirar nossas dúvidas nesses tempos. Só tenho a agradecer e continuaremos conversando por lá”, reforça Moisés.

Projeto visa contribuir para o aumento da produtividade e da rentabilidade na atividade de bovinocultura de leite nos territórios onde atua. Objetiva ampliar as capacidades técnicas e de gestão das pequenas propriedades rurais; fortalecer as estruturas organizativas para aumentar a efetividade de estratégias de desenvolvimento da atividade econômica; e, difundir entre os produtores conhecimentos, soluções e tecnologias que gerem resultados efetivos em curto e longo prazo.

Adel recebe Renata Chagas, do Instituto Neonergia, no seu webinar semanal

Nesta quinta, 6, a Adel recebe Renata Chagas, Diretora-presidente do Instituto Neoenergia, para uma conversa no seu canal do YouTube. O webinar desta quinta tem como tema “Sustentabilidade Corporativa: Oportunidades de Impacto Socioambiental”, com apresentação de Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento da Adel, a partir das 19h.

Renata tem vasta experiência adquirida em empresas de grande porte, com atuação nas áreas de Sustentabilidade, Comunicação Corporativa, Marketing, Relações Institucionais e Responsabilidade Social. É pós-graduada em Comunicação Empresarial pela ESPM e em Comunicação e Imagem pela PUC-Rio. Atualmente, é Diretora-presidente do Instituto Neoenergia, braço de atuação social do Grupo Neoenergia.

O Instituto Neoenergia promove iniciativas com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades em que o Grupo Neoenergia atua. Os principais objetivos são a contribuição para a melhoria da qualidade de vida das pessoas mais vulneráveis e a aposta pelo desenvolvimento sustentável, por meio da realização de projetos dentro dos seguintes pilares: Formação e Pesquisa, Biodiversidade e Mudanças Climáticas, Arte e Cultura, Ação Social e Colaboração Institucional.

O bate-papo ao vivo abordará questões como investimento social privado e a importância da relação com as comunidades, no que se refere à mitigação e controle de impactos socioambientais, da construção do diálogo com os atores locais para que esses impactos sejam geridos da melhor forma possível.

Será abordado, ainda, questões como a relevância social e de negócios do Subcrédito Social do BNDES e o envolvimento de Organizações da Sociedade Civil em estratégias de mitigação, compensação e controle de impacto socioambiental. Como as empresas estão associando modelos de geração de impacto social positivo aos seus planos de negócios, com destaque para a experiência do Instituto Neoenergia.

Novos Negócios Adel

A Adel oferece, paralela à sua atuação programática e aproveitando as expertises e os diferenciais gerados em sua história, diversos serviços como: consultoria, assessoria e capacitação para o desenvolvimento local e territorial; gestão, gerenciamento e operacionalização de projetos de desenvolvimento local e territorial; elaboração, execução e gestão de Programas Socioambientais; dentre outros.

Desde a criação da área de Novos Negócios, que possui uma Diretoria específica para sua gestão, a Adel vem desenvolvendo um portfólio de serviços em todo o Nordeste brasileiro, prestados a clientes como: CPFL Renováveis, Siemens Gamesa, Qair, EDP Renováveis, Danone, Banco do Brasil, ChildFund, STCP Engenharia, Governo do Ceará, Echoenergia e Neoenergia.

Segundo Gláucio Gomes, a conversa com Renata Chagas é uma ótima oportunidade para destacar a importância da atuação de organizações como a Adel, mostrando como esse mercado é consistente e relevante. “Na medida que a gente consegue associar o que a gente faz, que é promover desenvolvimento local, aos planos de negócios, estratégias de business das empresas onde está o capital, conseguimos mostrar que essas ações geram impacto social, agregam valor e aumentam os resultados da empresa a longo prazo”, destaca o Diretor.

Para Gláucio, esse é o conceito de Sustentabilidade Corporativa, pensar o crescimento da empresa de forma sustentável, sabendo que ela está inserida numa realidade social, econômica e ambiental que precisa ser preservada a longo prazo.

Para participar do Webinar, inscreva-se no canal da Adel do YouTube, clicando aqui!

Adel inicia retomada de atividades presenciais

Na última semana, a Adel deu início ao seu plano de retomada das atividades presenciais em todo seu território de atuação. O retorno acontece em três etapas gradativas, sempre condicionadas à análise prévia do cenário epidemiológico regional. Seguindo todos os procedimentos obrigatórios e/ou recomendados pelos órgãos oficiais de saúde, a organização prioriza a segurança sanitária de todos, mantendo-se a qualidade de vida no trabalho e nas comunidades onde atua.

Desde os primeiros instantes da pandemia de Covid-19, ainda com os primeiros casos tendo sido identificados em estados do Nordeste brasileiro, a Adel adotou medidas imprescindíveis de controle e de segurança. Todos os colaboradores passaram a realizar trabalho remoto, adotando a modalidade de home office. Já as atividades de campo foram severamente restringidas, mantendo-se apenas operações extremamente essenciais e sob forte controle.

Agora, em meados do mês de julho, com a estabilização no cenário de alastramento da epidemia nos estados nordestinos em que a Adel atua, o momento se mostrou adequado para a retomada das atividades, no entanto, sob severas condições de monitoramento e controle, priorizando sempre a segurança de todos.

A Adel elaborou uma política de retomada detalhada com todos os cuidados que devem ser seguidos, desde o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), veículos, aparelhos de ar condicionado, dentre outros. Produziu também material de comunicação educativo sobre os cuidados de prevenção e contágio do novo coronavírus. O uso de máscara de tecido é obrigatório por todos os colaboradores e visitantes, sendo necessária a troca a cada 3h de uso.

Os escritórios atuarão com número limitado de colaboradores para que não haja aglomeração, sempre de acordo com a necessidade de cada área. Cada colaborador fica responsável pela higienização constante de sua mesa de trabalho e equipamentos pessoais. Profissionais contratados ficarão responsáveis pela limpeza e higienização regular e constante de todas as instalações (escritórios e áreas de operação) da organização. Reuniões e encontros continuam preferencialmente em modalidade online. Segue obrigatório o distanciamento de, no mínimo, 1 (um) metro entre todas as pessoas em situação de trabalho em campo e 2 (dois) metros em ambientes fechados, sejam colaboradores, beneficiários, clientes ou outros atores.

A Adel acredita que por meio da cooperação, empatia e cuidado de todos é possível superar de forma exitosa mais esse desafio.

Adel realiza live sobre o protagonismo de jovens na defesa do meio ambiente

O bate-papo virtual conta com a participação do Jovem Transformador Ashoka, Rhenan Cauê Barbosa, 14, e acontece nesta terça-feira (14). Foto: Pablo Saborido/UOL

Nesta terça, 14/07, às 19h, a Adel recebe Rhenan Cauê Barbosa, 14, em um bate-papo ao vivo no seu perfil do Instagram (@adelceara). Rhenan já se tornou um rostinho conhecido quando o assunto é meio ambiente e integra o Programa Jovens Transformadores da Ashoka. Indicado como delegado na Conferência Estadual da Escola Ambiental no início de 2018, representou sua região, Araguatins, no interior do Tocantins, na etapa nacional da Conferência, em São Paulo. Desde então, a equipe de Rhenan busca promover consciência ambiental em mais comunidades da região.

Seu Projeto de Revitalização e Recuperação do Córrego Brejinho, um dos afluentes do Araguaia, possibilitou a remoção de quase 1 tonelada de resíduos das margens. Rhenan busca mobilizar mais jovens para limpar rios da região, engajar funcionários do governo local para apoiar políticas de proteção ambiental e embelezar o espaço ao redor do rio com a criação de um parque ecológico. Ele conseguiu parceiros sociais em toda a região.

“Nas minhas pesquisas, descobri que o córrego antigamente fez parte da vida dos moradores. Esse é um dos principais motivos pelos quais escolhi revitalizá-lo. Como minha cidade é pequena, eu fui de porta em porta, consegui parceria com o Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental, Polícia Civil, Promotoria de Justiça, outras escolas, faculdades e Prefeitura Municipal”, destaca o adolescente.

O protagonismo de Rhenan também o levou a se tornar um dos integrantes do Programa Jovens Transformadores da Ashoka. A organização promove a conexão entre agentes de transformação dos 92 países em que atua e realiza atividades para incrementar o trabalho deles. Segundo a Ashoka, os objetivos dos agentes de transformação podem começar no local, mesmo dentro da própria casa, mas podem se expandir regional e globalmente.

A live com Rhenan faz parte das estratégias elaboradas pela Adel para interagir com os jovens empreendedores rurais desde o início do isolamento social causado pela pandemia da Covid-19. “Nós acreditamos que conversar com Rhenan sobre o protagonismo dele em defesa do meio ambiente terá um impacto significativo, tanto para os jovens apoiados e que integram o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), quanto para toda nossa comunidade. A iniciativa de Rhenan dialoga com nossa missão e demonstra o quanto é essencial apoiarmos o protagonismo dos jovens, destaca Evilene Abreu, Diretora de Comunicação da Adel.

Outra ação desenvolvida pela Adel para promover a interação com seu público que residem em diversas comunidades rurais do Nordeste são webinars no Youtube, com participações ao vivo de vários especialistas falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas. As lives e webinars acontecem semanalmente, às terças-feiras e quintas-feiras, respectivamente.

Jovens de Trairi recebem apoio da Adel e Qair para empreender

Albis Santos, 29, jovem empreendedor de Canaã, Trairi/CE

Dando continuidade as ações do Projeto de Formação e Apoio a Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais, realizado com jovens de comunidades rurais do entorno do Complexo Eólico e Solar Serrote, em Trairi/CE, idealizado pela Qair e executado pela Adel, jovens que concluíram o Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais receberam no último mês, apoio financeiro para investir em seus negócios.

O acesso ao crédito faz parte da segunda etapa do Projeto e ocorre por meio do Fundo Veredas estratégia de microcrédito da Adel com apoio e investimento da Qair. Inicialmente, foram liberados créditos para cinco (5) jovens. Ao todo, serão apoiados 15 empreendimentos através do Fundo Veredas, totalizando um investimento de R$ 52.500,00 da Qair no território.

Um dos projetos de negócios financiado é do jovem Albis Santos, 29, que mora na comunidade Canaã, em Trairi. Seu projeto de negócio é voltado para o artesanato em madeira. Ele busca valorizar a cultura e o legado de sua família. “O amor pela produção dessas artes é algo que me traz uma enorme satisfação pessoal. É uma motivação saber que tenho esse talento herdado do meu avô, que passou para o meu pai, meus irmãos, até chegar a mim. E agora, após a formação em empreendedorismo, e com o acesso ao crédito, posso ampliar o meu empreendimento com a aquisição das ferramentas e maquinários necessários”, enfatiza o jovem.

Além do crédito, os jovens estão recebendo assessoria técnica e gerencial virtual. Nos últimos três (3) meses, mais de 82 sessões de mentorias online foram realizadas com os jovens do Projeto, com foco na implantação e desenvolvimento dos projetos de negócios ou de impacto socioambiental em suas comunidades.

Para a jovem Franciane Nascimento, 29, da comunidade Alagadiço, Trairi, o apoio financeiro lhe proporcionou o desenvolvimento do seu empreendimento no ramo de confecções. “Depois de ter passado por uma formação sobre como empreender, o crédito era só o que nos faltava para alavancar toda aquela ideia que tínhamos em mente. Com ele, pude comprar os materiais que faltava para trabalhar para mim mesma e abrir minha própria confecção para fabricação de roupas femininas. Agora posso usar tudo aquilo que aprendi para trabalhar para mim mesma e conseguir a tão sonhada realização financeira”, relata.

Encerramento do Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais no início deste ano

A primeira etapa do Projeto consistiu na execução do Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais que abordou os primeiros passos para os jovens empreenderem e serem protagonistas de suas histórias de vida. A formação se propôs a auxiliar os jovens no desenvolvimento de suas capacidades técnicas e gerenciais, bem como na elaboração de projetos de negócios que desejam implementar em suas comunidades.

Sobre o Projeto

Trinta (30) jovens de dezesseis (16) comunidades do município de Trairi/CE, são beneficiados pelo Projeto de Formação e Apoio a Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais, estratégia de fomento ao desenvolvimento de empreendimentos de negócios e de impacto socioambiental com jovens de comunidades rurais do entorno do Complexo Eólico e Solar Serrote, no município de Trairi, idealizado pela Qair e executado pela Adel desde setembro de 2019.

Aquisição de maquinário visa fortalecer a bovinocultura de leite no Ceará

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), adquiriu na última semana, dois tipos de equipamentos que visam facilitar e fortalecer o trabalho dos bovinocultores de leite beneficiados pelo Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite, realizado por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER) em dois territórios do Ceará (Médio e Baixo Jaguaribe e na região de Sobral).

Cada território recebeu a doação de uma máquina Picadeira de Forragem, capaz de picar entre 2 a 5 toneladas de forragem por hora, com um tamanho de corte entre 3 a 9 milímetros. O outro tipo de equipamento adquirido foi uma Ensacadora de Silagem, com capacidade de ensacamento entre 10 a 11 toneladas de silagem por hora.

Arlene Farias, Secretário de Agricultura de Santana do Acaraú e Vagner Gomes, produtor de leite do município, da esquerda para a direita.

Na região de Sobral, as máquinas ficarão na Unidade de Referência localizada no assentamento Tanques, em Santana do Acaraú e foram recebidas pelo Secretário de Agricultura do município, Arlene Farias. Para os produtores beneficiados na região do Baixo e Médio Jaguaribe, as máquinas ficarão disponíveis na Unidade de Referência localizada na Associação de Fomento a Caprino-ovinocultura e a Bovinocultura do Sítio São Bento no município São João do Jaguaribe. Foram recebidas pelo presidente da Associação, Holanir Cabral.

Holanir Cabral, Coordenador do Comitê Gestor Territorial e presidente da Associação em São João do Jaguaribe; e Océlio Freire, bovinocultor do município, da esquerda para a direita.

Ao todo, 265 produtores de 9 municípios serão beneficiados nos dois territórios. Segundo o Especialista de Projetos da Adel, o Zootecnista Alano Luna, a conservação e o armazenamento de forragem já são conhecidos pela importância na alimentação dos rebanhos de ruminantes, principalmente na época de estiagem e escassez desses alimentos no semiárido.

“Tecnologias são lançadas para facilitar e melhorar o passo a passo dos processos de conservação de forragem. Procedimentos como o corte da planta e a diminuição dessa planta em pequenas partículas é fundamental para uma boa compactação e assim uma boa conservação da forragem na forma de silagem”, destaca Alano. Segundo ele, as máquinas são complementares, já que uma permite o corte dessa forragem em pequenos pedaços e facilita a compactação e armazenamento da mesma em sacos. O que torna o processo de Ensilagem eficiente, resultando numa silagem de qualidade.

Em São João do Jaguaribe, os bovinocultores de leite integrantes do PRODETER já estão atuando coletivamente para usufruir de todos os benefícios do novo maquinário. Eles se organizaram e fizeram uma compra coletiva de mais de 1000 embalagens para o armazenamento da silagem que será produzida por eles.

Sobre o Projeto

O Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite busca contribuir para o aumento da produtividade e da rentabilidade na atividade de bovinocultura de leite nos territórios onde atua. Objetiva ampliar as capacidades técnicas e de gestão das pequenas propriedades rurais; fortalecer as estruturas organizativas para aumentar a efetividade de estratégias de desenvolvimento da atividade econômica; e, difundir entre os produtores conhecimentos, soluções e tecnologias que gerem resultados efetivos em curto e longo prazo.

Um dos eixos do Projeto compreende a difusão de tecnologias e permitiu a implantação de Unidades de Referências em Bovinocultura de Leite nos dois territórios atendidos.

Jovens do Ceará participam de sessões de assessoria online durante a pandemia

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), desde o início do isolamento social causado pela pandemia da Covid-19, adota uma série de medidas para apoiar jovens de comunidades rurais de onze municípios no Ceará. A atuação acontece em três frentes: assessoria virtual, que já realizou 486 sessões de mentorias online; produção de conteúdo em suas redes sociais, por meio de lives no Instagram e Webinars no YouTube, em que os empreendedores participam; e um plano de contingência financeira, por meio do Fundo Veredas, estratégia de microcrédito da instituição.

Nas mentorias, que acontecem por meio de chamadas de vídeo ou mensagens de WhatsApp, uma equipe da Adel faz contato diariamente para orientar, planejar ações e divulgar conteúdo. Dentre os pontos mais demandados de auxílio na definição de soluções, estão medidas e estratégias que passam pelo campo do marketing digital, publicidade, vendas no e-commerce, gestão financeira, acesso a crédito e reposicionamento do empreendimento.

Todos os conteúdos são disponibilizados por meio dos perfis da Adel. São lives no Instagram, webinars, rodas de conversa virtuais, fóruns e publicações de encartes com conteúdo. Os Webinars que acontecem no Youtube já somam mais de 1.081 visualizações, com participações ao vivo de vários especialistas falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas.

Segundo a Diretora de Programas da Adel, Aurigele Alves, estas ações têm o objetivo de apoiar/dialogar com os jovens empreendedores rurais para juntos driblarem a crise econômica. “Nem todos eles tiveram acesso aos auxílios governamentais, que garantem a manutenção de seus negócios”, destaca.

Além disso, a Adel, por meio do Fundo Veredas, vem realizando, durante a pandemia, negociações de prazos e dívidas por 90 dias. Inicialmente, cerca de 45 empréstimos estão inseridos em acordos que facilitam os pagamentos. A implementação desse plano tem permitido que os empreendedores se organizem diante da crise e ajudado a ganharem fôlego para seguir adiante. Durante esse período, 6 novos empréstimos foram liberados.

Para Brena Araújo, jovem meliponicultora que mora na comunidade Sitio do Meio, em Pentecoste, o apoio da Adel por meio das tecnologias tem sido essencial nesse momento de crise. “Acho muito importante a ideia da Adel em nos direcionar esse apoio mais focado para o enfrentamento dessa crise na pandemia, assim como em todos os outros momentos sempre se mostrou disponível para nós jovens. Através das lives estou podendo rever assuntos que já tinha visto no nosso período de formação e pensar em formas de manter o meu negócio”, destaca.

Maiores detalhes sobre essas e outras medidas de apoio aos jovens podem ser consultadas pelas redes sociais e/ou telefone e WhatsApp: (85) 9 9984.4131.