Adel realiza webinar Tecnologia e democratização digital

Dia 7, às 14h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) realiza o Webinar Tecnologia e democratização digital, no seu canal do YouTube, com a participação de Asier Ansorena, Mel-king Fellow (MIT Colab) e Senior Change Leader na Ashoka. A mediação será realizada por Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento da Adel, especialista em Desenvolvimento Local.

Asier é formado em Economia e Ciência Política pela Universidade de Michigan. Ele é espanhol, mas passou mais da metade de sua vida no exterior, principalmente entre Brasil e EUA. Em 2019 foi selecionado pela Ashoka como senior change leader para desenvolver uma estratégia de engajamento entre redes de diáspora do mundo e os empreendedores sociais da Ashoka.

Passou os últimos 10 anos no Brasil fazendo parte de um incrível movimento social focado no empoderamento econômico das comunidades, o Banco Palmas e a rede brasileira de bancos comunitários. Lá, ele teve que esquecer boa parte de seu treinamento como economista para compreender o poder da cooperação e da solidariedade na promoção do desenvolvimento local e a democracia econômica.

Hoje existem mais de 100 bancos comunitários no Brasil, seguindo o modelo do Banco Palmas. Como parte de sua missão de desenvolver estratégias de microcrédito, tecnologia e pesquisa para impulsionar o trabalho dos bancos comunitários, ele colaborou com diferentes organizações em temáticas como economia solidária, moedas locais e alternativas, pesquisa-ação participativa, inclusão financeira, fintechs e inovação social. Em 2013 co-fundou o Palmaslab, um laboratório de pesquisa e inovação da periferia urbana de Fortaleza. O Palmaslab tornou-se um espaço de co-criação e implementação de projetos de tecnologia e pesquisa impulsionados por jovens para a transformação das suas comunidades.

O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19. Num cenário de crise e hostilidade é preciso buscar esses exemplos de pessoas que já lutam por um mundo melhor, compartilhar essas experiências com demais jovens para que possam enxergar seu próprio potencial para inovação e superação de crises.

Durante o Webinar a Adel realizará ainda o sorteio de três exemplares do livro Todxs Podem Empreender, publicação de autoria dos Diretores da Adel, Gláucio Gomes e Evilene Abreu que apresenta os primeiros passos para uma jornada empreendedora.

Para participar do webinar e contribuir com o debate, inscreva-se no canal da Adel do YouTube e marque o lembrete. Aproveite e já faça sua inscrição clicando aqui!

Perfuração de poços contribui com o fortalecimento da agricultura em Pernambuco

Seguindo todas as medidas preventivas indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) iniciou na última semana, a perfuração de sete (7) poços profundos em comunidades rurais localizadas nos municípios de Caétes e Capoeiras, no sertão pernambucano. Mais de quatrocentas (400) famílias serão beneficiadas. As ações fazem parte do Projeto Segurança Hídrica do Programa Echosocial Ventos que transformam, da Echoenergia.

As atividades do Programa, executadas pela Adel, incluem duas áreas: segurança hídrica e educacional, definidas após a realização de um Diagnóstico que contou com a intensa participação de moradores das próprias comunidades. O Diagnóstico apresentou o acesso à água como desafio central para o fortalecimento da agricultura familiar nos municípios Caetés e Capoeiras. A agricultura é a principal fonte de renda, atividade econômica e elemento agregador cultural e social das famílias locais nas comunidades.

Com a realização do Diagnóstico, percebeu-se que as famílias sofriam com escassez de água para consumo humano durante a maior parte do ano, o que levou ao trabalho de soluções hídricas de longo prazo e adequadas à realidade local. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), nos últimos anos, as chuvas na região não ultrapassaram 500 milímetros, um valor considerado baixíssimo para o desenvolvimento econômico e humano. Com o período de estiagem, houve uma queda considerável nos níveis dos reservatórios e barragens comunitárias.

Em Caetés, 363 famílias serão beneficiadas. Já em Capoeiras, são 50 famílias da comunidade Piado. Os locais para perfuração dos poços foram definidos a partir de um estudo de prospecção geofísica que identifica as áreas com maior potencial hídrico. Para iniciar as atividades, a Adel realizou o licenciamento de todos os poços junto aos órgãos responsáveis.

Segundo Ilys Santos, Coordenador Socioambiental da Adel, a autorização ambiental é fundamental para que o acesso ao recurso hídrico ocorra de forma sustentável. “Nessa etapa são estabelecidos parâmetros importantes para o poço, tais como profundidade, vazão necessária para a comunidade e a capacidade de captação diária. Dessa forma as comunidades podem utilizar o insumo sem sobrecarregar o aquífero”, destaca.

Após a perfuração dos poços profundos, o próximo passo será a implantação de sistemas de abastecimento de água para garantir o acesso aos recursos hídricos para consumo humano, produção de alimentos e inclusão social e produtiva das famílias. A equipe da Adel continuará desenvolvendo ações com as famílias e implementando tecnologias apropriadas para superação de dificuldades locais e para a construção de uma convivência com o Semiárido de forma cada vez mais sustentável.

Mais sobre o Programa

O foco do Programa Echosocial Ventos que Transformam é contribuir para o desenvolvimento local dos territórios do entorno dos complexos eólicos da empresa Echoenergia, gerando impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos.

Adel realiza webinar Empreendedorismo Social e Protagonismo de Jovens

Nesta quinta-feira, 30, às 19h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), realiza o Webinar Empreendedorismo Social e Protagonismo de Jovens, no seu canal do YouTube, com a participação de Helena Singer, Líder da Estratégia de Juventude na Ashoka América Latina, uma das organizações mais antigas e reconhecidas com atuação no campo do empreendedorismo social. A mediação será realizada por Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento da Adel.

Helena é membro do Conselho Consultivo da Adel, consultora em projetos de pesquisa e formação em educação e inovação social. Como Assessora Especial no Ministério de Educação (MEC), presidiu a iniciativa por Inovação e Criatividade na Educação Básica em 2015. Foi Diretora da Cidade Escola Aprendiz e chefe do Departamento de Ações Estratégicas e Inovação do Sesc Nacional. Doutora em Sociologia pela USP, com pós-doutorado em Educação pela Unicamp. É autora de livros e artigos publicados no Brasil e no exterior sobre educação e direitos humanos.

O Webinar é uma das estratégias da Adel para apoiar jovens empreendedores diante a crise ocasionada pela Covid-19. Num cenário de crise e hostilidade é preciso buscar esses exemplos de pessoas que já lutam por um mundo melhor, compartilhar essas experiências com demais jovens para que possam enxergar seu próprio potencial para inovação e superação de crises.

Acesse o link, se inscreva no canal e marque o lembrete. Durante o Webinar a Adel realiza ainda o sorteio de três exemplares do livro Todxs Podem Empreender, publicação de autoria dos Diretores da Adel, Gláucio Gomes e Evilene Abreu que apresenta os primeiros passos para uma jornada empreendedora.

A Adel segue com a produção de conteúdo e-learning com foco em jovens empreendedores rurais beneficiados pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). A produção de conteúdo acontece por meio de plataformas virtuais com diversos especialistas falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas.

Gestão Financeira para Empreendedores

Lilian Prado, Co-fundadora e Diretora Institucional da Acreditar, foi a convidada do Webinar Gestão Financeira promovido pela Adel. Foto: Alcione Ferreira

Na última quinta-feira, 16, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local – Adel, realizou o Webinar Gestão Financeira em Tempos de Crise no seu canal no Youtube, com a participação de Lilian Prado, Co-fundadora e Diretora Institucional da Acreditar. A mediação foi realizada pela Co-fundadora e Diretora de Comunicação da Adel, Evilene Abreu.

A Acreditar é uma entidade sem fins lucrativos de Pernambuco, que utiliza o empreendedorismo, microcrédito produtivo e orientado, educação financeira, e igualdade de gênero para apoiar o sonho empreendedor das pessoas. A Acreditar amplia os mecanismos para que jovens, mulheres e outros empreendedores permaneçam e gerem riqueza na região, através dos próprios empreendimentos.

Com cenários de atuação bem semelhantes, o diálogo e o compartilhamento de experiência entre as duas organizações trouxeram contribuições significativas para jovens empreendedores que estão se reinventando diante a crise mundial ocasionada pela COVID-19. Assim como a Adel, a Acreditar está desenvolvendo diversas ações de apoio aos empreendedores como a Campanha de suporte a 300 negócios de Pernambuco no site Benfeitoria.

Gestão Financeira

A Gestão Financeira já é um desafio para muitos empreendedores no dia a dia, e no cenário atual se tornou mais difícil e essencial, onde muitos estão com as atividades paralisadas ou reduzidas. Para ajudar os jovens a repensar e reajustar seus negócios Lilian Prado compartilhou algumas dicas que podem ajudar a enfrentar esse momento de crise:

DICA 1: ANALISE SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA
A reserva de emergência é aquele recurso financeiro que você tem guardado, o que popularmente chamamos de poupança. Caso você tenha reserva de emergência, uma alternativa é usar de forma planejada, caso você esteja precisando nesse momento. Mas se o momento não exige o uso da reserva, guarde para um momento futuro. Se não tiver a reserva de emergência, você precisa organizar as contas para que consiga manter o negócio funcionando ou, pelo ou menos, se manter ativo.

DICA 2: FAÇA UM ORÇAMENTO DOS PRÓXIMOS MESES
Listar todas as despesas previstas nos próximos três (3) meses. Tente fazer uma separação do que é seu e do que é do seu negócio. Anote tudo com nome das despesas e valor, como aluguel, energia, água, telefone, fornecedores, fatura de cartão de crédito, empréstimos, salários, entre outros.

DICA 3: DEFINA PRIORIDADES
Depois de fazer a lista, você deve observar onde você pode fazer economias, onde você pode gastar menos, ou quais despesas você pode cortar do seu orçamento nesse momento. Ajuste suas despesas com essa situação de crise. Aqui você precisa saber qual o valor mínimo necessário para manter seu negócio ativo e/ou funcionando.

DICA 4: FIQUE ATENTO AS PROMOÇÕES DE FORNECEDORES
O momento agora é de economizar. Não é um momento de compras de estoque ou de matéria prima. Evite fazer despesas que não sejam extremamente necessárias para seu negócio.

DICA 5: NEGOCIE COM SEUS FORNECEDORES
Para reduzir suas despesas, você pode negociar prazos e descontos com seus fornecedores.

DICA 6: CUIDADO COM AS DÍVIDAS
Você pode entrar em contato com as operadoras do seu cartão de crédito e negociar sua fatura. Tenha cuidado e muita atenção com uso de cartão de crédito. Não deixe de pagar, pois essa será mais complicado para você e para seu negócio devido às altas taxas de juros. Você também pode negociar seus empréstimos, com prazos e/ou suspensão de pagamentos.

DICA 7: CONVERSE COM SEUS COLABORADORES
Caso você tenha colaboradores formais ou informais comunique a situação real do seu negócio. Dialoguem e pensem soluções para reinventar o negócio. Se for o caso, faça redução de horas ou dias trabalhados para manter o negócio e o emprego.

DICAS 8: AÇÕES DE GERAÇÃO DE RECEITAS NA CRISE
Esse é um momento de reinventar-se e ajustar seu negócio para aumentar o seu faturamento. Crie alternativas para vendas. Seja criativo para usar a tecnologia como aliada do seu negócio, divulgue seus produtos utilizando estratégias de marketing digital. Pense em promoções para escoar seus produtos. Pense em oferecer brindes para atrair seus clientes, realizar vendas antecipadas e disponibilizar serviços de entrega. Busque parcerias com outros empreendedores para realizar “vendas casadas”. Fortaleça a compra de produtos de pequenos empreendedores locais.

DICA 9: LEVANTAMENTO DAS CONTAS A RECEBER
E ainda, para ajudar na entrada de receitas, é o momento de fazer cobranças das contas a receber. Faça um levantamento e entre em contato para negociar as dívidas. Explique a situação e tente sensibilizar aquele cliente que possui um débito antigo.

DICA 10: ACESSO A CRÉDITO E AOS BENEFÍCIOS GOVERNAMENTAIS
Se todas essas dicas não forem suficientes, os empreendedores podem acessar empréstimos nas instituições bancárias, fundos e financiamentos. E ainda, organizar um sistema de financiamento coletivo, ou seja, de crowdfunding, para levantar investimentos para o negócio. Se você for MEI (Microempreendedor Individual) poderá solicitar o Auxílio Emergencial do Governo Federal, caso venha a contrair a COVID-19, você pode acessar o auxílio saúde.

A Adel segue com a produção de conteúdo e-learning que acontece por meio de plataformas virtuais com diversos especialistas falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas. Amanhã, 23, às 19h, a Adel realiza seu segundo Webinar com o tema Empreendedorismo Social e Protagonismo de Jovens no seu canal no YouTube. O encontro virtual será com Helena Singer, membro do Conselho Consultivo da Adel. Helena é líder da Estratégia de Juventude da Ashoka para a América Latina, uma das organizações mais antigas e reconhecidas com atuação no campo do empreendedorismo social, e, mediação de Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento da Adel. Visite o canal da Adel YouTube e faça sua inscrição clicando aqui!

Adel amplia sua atuação no Rio Grande do Norte

Este ano, a Adel ampliou sua atuação no Rio Grande do Norte contemplando mais três municípios do estado: Lajes, Cerro Corá e São Tomé. Por meio da Diretoria de Novos Negócios, a instituição realiza os serviços de implantação e gestão do Programa EDP Renováveis Rural e do Programa de Comunicação Social dos Complexos Eólicos Aventura II a V e Santa Rosa e Mundo Novo da Empresa EDP Renováveis.

As atividades do Programa EDP Renováveis Rural incluem a capacitação técnica e gerencial das famílias para implantação, operação e gestão de soluções de segurança hídrica nas comunidades; perfuração e/ou recuperação de poços profundos que viabilizem e ampliem o acesso de famílias a água e a produção de alimentos; implantação de sistemas de abastecimento de água residencial; dentre outras tecnologias de convivência com o semiárido.

No Programa de Comunicação Social, a Adel desenvolve e implementa uma estratégia com vista a criação de um canal de comunicação contínuo entre a EDP Renováveis e a sociedade, especialmente a população nas comunidades impactadas diretamente pelos empreendimentos e os trabalhadores envolvidos nas obras dos Complexos Eólicos Aventura II a V e Santa Rosa e Mundo Novo.

Desde 2017, a Adel desenvolve diversos serviços para EDP Renováveis. Um dos serviços prestados foi a implantação de uma das fases do Programa EDP Renováveis Rural em comunidades rurais de Touros e Jandaíra. A ação beneficiou quarenta (40) agricultores familiares e foram implementadas as seguintes tecnologias socioambientais nas comunidades: Sistemas de Produção Agroecológica de Alimentos; Cisternas Telhadão, Unidades de Beneficiamento da Mandioca, Unidades de Criação de Abelhas Nativas e Unidades de Produção Agroecológica de Galinha Caipira. A Adel ainda realizou 899 visitas de assistência técnica em um ano de implementação do projeto, oficinas e dias de campo com os/as agricultores/as.

“Estamos felizes com a oportunidade de expandir nossa atuação no Rio Grande do Norte e trabalharmos com as famílias das comunidades rurais de Lajes, São Tomé, Cerro Corá e Touros. Além do desenvolvimento das ações do Programa EDP Renováveis Rural, estamos executando as atividades de Comunicação Social de dois importantes Complexos Eólicos da EDP Renováveis”, destaca Wagner Gomes, Diretor de Novos Negócios.

Adel realiza webinar sobre Gestão Financeira

Para colaborar com a contenção do avanço da pandemia de COVID-19 no país, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), paralisou há cerca de um mês suas atividades presenciais e está elaborando diversas medidas de apoio aos Jovens Empreendedores Rurais e agricultores(as) beneficiados por seus programas. Uma das medidas adotadas é a produção de conteúdo e-learning que acontece por meio de plataformas virtuais com diversos especialistas falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas.

Nesta quinta-feira, 16, a partir das 14h, a Adel realiza o webinar Gestão Financeira em Tempos de Crise com a participação de Lilian Prado, Co-fundadora e Diretora Institucional da Acreditar. A mediação fica por conta de Evilene Abreu, Co-fundadora e Diretora de Comunicação da Adel.

Lilian Prado co-fundou a Acreditar quando tinha 20 anos. Ela possui graduação em Administração de Empresas, com especialização em Planejamento e Gestão Organizacional. Fellow Ashoka e Fellow Womanity Foundation, lidera a atuação da Acreditar, entidade sem fins lucrativos de Pernambuco, que utiliza o empreendedorismo, microcrédito produtivo e orientado, educação financeira, e igualdade de gênero para apoiar o sonho empreendedor das pessoas. A Acreditar amplia os mecanismos para que jovens, mulheres e outros empreendedores permaneçam e gerem riqueza na região, através dos próprios empreendimentos.

Como Empreendedora Social, Lilian já foi reconhecida por diversas organizações Nacionais e em 2015 recebeu o Prêmio Inspiração do Caldeirão do Huck, como um dos 5 brasileiros que estão mudando a realidade de suas comunidades. A cooperação entre as duas organizações busca gerar um conteúdo que fortaleça a atuação dos jovens empreendedores de todo o Brasil, com foco especial para os jovens do PJER.

Cerca de três mil jovens rurais apoiados pelo PJER têm como principal renda os serviços e produtos que disponibilizam por meio de seus pequenos e médios negócios. As medidas de apoio da Adel para enfrentamento a COVID-19 direcionadas aos jovens são divididas em três eixos: Assessoria e Mentoria virtual; Produção de Conteúdo e-learning; e; um Plano de contingência do Fundo Veredas, iniciativa de crédito própria e particular criada pela instituição.

Para participar do webinar e contribuir com o debate, inscreva-se no canal da Adel YouTube. Aproveite e já faça sua inscrição clicando aqui!

Jovens da Cooperativa Caroá fazem entregas delivery em Fortaleza

Na última terça-feira, 7, os jovens agricultores da Cooperativa Caroá começaram a entregar frutas, legumes e verduras orgânicas para consumidores de Fortaleza e Caucaia. A Feira Caroá em Casa foi organizada com o objetivo de garantir maior segurança às famílias do campo e da cidade, diminuindo o risco de contágio do novo coronavírus.

A estratégia de entregas delivery foi organizada após a paralisação da Feira Caroá que acontecia aos sábados na Praça das Flores, em Fortaleza. Nesse novo formato, os jovens divulgam todas as segundas-feiras a lista de produtos disponíveis na semana. Às terças-feiras e sextas-feiras acontecem as entregas.

“A ideia que a gente teve para contornar esse período, ajudar os produtores e atender os pedidos dos nossos clientes foi o delivery. A gente fez as primeiras entregas na última semana, foi bem difícil porque é um modelo novo de negócio, mas é uma ótima oportunidade de garantir nossa produção. A gente resolveu fazer duas vezes na semana para facilitar e dividir a quantidade de pedidos que tem sido bem grande. Os agricultores ficaram bem felizes de poder continuar produzindo e com venda garantida. Tem sido gratificante, é uma experiência nova de escoar nossos produtos. Após a quarentena pretendemos continuar com as entregas e conciliar com a nossa feira física” , enfatiza Rayssa Duarte, Jovem Empreendedora.

Os consumidores podem fazem as encomendas pelo Whatsapp ou Instagram da Cooperativa. O pagamento pode ser feito com antecedência via transferência bancária para evitar a circulação de dinheiro e contato com maquinetas, e, proteger consumidores e produtores. A taxa de entrega é fixa para Fortaleza e Caucaia no valor de dez reais.

Esta semana a Feira Caroá em Casa disponibiliza 34 variedades de produtos. Abacate, abobrinha, acelga, alface, alho poró, banana, batata doce, brócolis, cebola, cenoura, chuchu, coentro, couve-flor, espinafre, feijão verde, rúcula, salsa, dentre outros produtos. “Todos agroecológicos e orgânicos”, garante Vitor Esteves, Diretor Executivo da Cooperativa Caroá.

Nesse período, os jovens da Cooperativa Caroá adotaram as seguintes medidas de higienização – uso de álcool gel, máscaras e luvas e a pequena circulação dos alimentos e de pessoas. Dois jovens são responsáveis pela coleta e distribuição dos alimentos. Também os produtos não vão para prateleiras, mas direto do campo para a cesta, sem passar por locais com risco de contaminação.

A Cooperativa Caroá

Mais de vinte agricultorxs, todos jovens beneficiados pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), deram início a Cooperativa Caroá, primeira cooperativa de jovens na região do Vale do Curu. Filhos de agricultores e agricultoras, pescadores e pequenos comerciantes, uniram as forças e os desafios e começaram a pensar meios para comercializarem seus produtos orgânicos, provenientes da agricultura familiar.

Um dos objetivos da Cooperativa Caroá é dar ao jovem do campo a oportunidade de fazer uma escolha, a de permanecer. Com o trabalho que têm realizado, a Caroá mostra aos jovens do semiárido nordestino que é possível viver em suas comunidades com qualidade de vida através do trabalho agrícola. Além disso, as ações da Cooperativa têm um forte impacto na sucessão rural e na sustentabilidade da agricultura familiar.

Gerida por três jovens – Rayssa Duarte, Vitor Esteves e José Wirton, a Cooperativa Caroá atua seguindo princípios agroecológicos e éticos na produção, incentivando a alimentação saudável, a sustentabilidade, o comércio justo, a economia solidária e o protagonismo de mulheres e jovens rurais que acreditam no potencial local.

Feira Caroá em Casa | Whatsapp: (85) 9 9997.8674; Instagram: @feiracaroa

Adel divulga Medidas de Apoio aos Jovens Empreendedores Rurais

Samuel Mesquita, 28, agricultor e produtor de galinha caipira, mora na comunidade rural Laura Muquém, Tejuçuoca/CE

Diante de todos os problemas ocasionados pela pandemia que mudou o ritmo do planeta, a COVID 19, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) divulga medidas de apoio aos Jovens Empreendedores Rurais beneficiados pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER).

Cerca de três mil jovens rurais apoiados pelo PJER têm como principal renda os serviços e produtos que disponibilizam por meio de seus pequenos e médios negócios. As medidas de apoio da Adel a estes jovens são divididas em três eixos: Assessoria e Mentoria virtual; Produção de Conteúdo e-learning; e; um Plano de contingência do Fundo Veredas, iniciativa de crédito própria e particular criada pela instituição.

As assessorias e mentorias para os jovens são feitas por telefone e whatsapp pela equipe de Programas da Adel. A equipe analisa a situação de cada empreendimento e planeja junto com o jovem soluções e medidas para amenizar os impactos da crise no negócio. Já a produção de conteúdo e-learning acontece por meio das redes sociais. Serão realizadas, a partir de segunda-feira, 13, lives, webinars, rodas de conversa virtuais, fóruns e publicações de encartes com conteúdo para auxiliar os empreendedores. Diversos especialistas estarão junto com a Adel falando sobre resiliência, educação financeira, empreendedorismo, inovação, economia criativa, diversidade, dentre outros temas.

Marcelo Barros, 21, produz bolos e doces, mora no município de Pentecoste/CE

O primeiro encontro online vai abordar o tema Resiliência. Será na segunda-feira, 13, às 19h, com a participação de dois Diretores da Adel, Gláucio Gomes (Desenvolvimento) e Aurigele Alves (Programas). A live será no instagram da Adel (@adelceara). Na quinta-feira, 16, às 14h, acontece um webinar sobre Educação Financeira no canal do youtube, com a participação de Lilian Prado, Co-fundadora e Diretora da ONG Acreditar.

Ações do Fundo Veredas

O Plano de contingência do Fundo Veredas é destinado a todos jovens que tomaram crédito nos últimos anos para implementarem seus negócios. As medidas de apoio para os jovens que acessaram o Fundo Veredas, incluem a suspensão de pagamentos, ampliação de carência, renegociação de prazos e dívidas pelos próximos 90 dias.

Segundo a Diretora de Programas da Adel, Aurigele Alves, estas ações objetivam apoiar/dialogar com os jovens empreendedores rurais para juntos driblarem essa crise. “Mesmo com os auxílios governamentais disponibilizados, a maioria dos jovens, em especial os jovens rurais, não terão acesso a benefícios que garantam a manutenção de seus negócios”, destaca.

Tanto os empreendedores que residem no meio rural quantos os que vivem nos centros urbanos estão remodelando seus processos e buscando alternativas para sobreviverem a esta crise. Os gestores da Adel seguem analisando o cenário diariamente e elaborando estratégias para proteger e apoiar aqueles que estão mais expostos a toda dificuldade que a crise ocasionada pela COVID 19 provocará ainda mais nos próximos meses.

Maiores detalhes sobre essas e outras medidas de apoio aos jovens podem ser consultadas pelas redes sociais e/ou telefone e whatsapp: (85)  9 9984.4131.

Adel finaliza campanha em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Elissandra Pereira e Eliane Cruz, mãe e filha atuam no ramo do artesanato

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) lançou no mês de março, a campanha “A Resiliência Delas” para celebrar a força de todas as mulheres brasileiras. A organização compartilhou diversas histórias de mulheres que são exemplos de inspiração por sua força, delicadeza, resiliência, coragem e sabedoria. A campanha destacou, em especial, a história de Mulheres Rurais que enfrentam todos os dias os desafios do patriarcado e, mesmo assim, não hesitam em lutar por equidade de gênero e por uma sociedade mais justa.

Segundo a Diretora de Comunicação da Adel, Evilene Abreu, as Mulheres Rurais contribuem com o desenvolvimento de suas comunidades e merecem ser respeitadas e valorizadas todos os dias. “A mensagem principal da campanha foi destacar o perfil das novas mulheres rurais, a capacidade e a resiliência que elas têm. As novas gerações de mulheres rurais têm conseguido ultrapassar a ‘bolha’ do analfabetismo, denunciar atos de violência, sentar-se no banco das universidades, sonhar e ousar”, ressalta.

Cinco jovens foram destaque nesta primeira etapa da campanha “A Resiliência Delas”, todas beneficiadas pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Adel. Mais da metade do público do Programa é formado por mulheres que atuam na agricultura, no comércio e nas mais distintas atividades. Nessa nova geração, há jovens mulheres que, quando crianças, não tinham liberdade para se envolverem em trabalhos agrícolas, mas hoje são Engenheiras Agrônomas e responsáveis pela gestão das propriedades rurais. Há mulheres formadas em zootecnia, administração, economia, comunicação, oceanografia, mulheres líderes e empreendedoras.

Essas mulheres são exemplos de protagonismo e liderança em suas comunidades. Mulheres que tiveram a ousadia de empreender e gerir seus próprios empreendimentos. Elissandra Pereira apostou no artesanato, Iara Clécia na venda de cosméticos, Carla Lima no ramo da beleza e estética, Jéssica Gama na agricultura e Aurineide Alves na venda de moda plus size. Todas sempre enfrentaram os desafios do patriarcado, mas com o apoio de suas mães conseguem realizar seus sonhos, ingressar no Ensino Superior, ter uma profissão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Minha mãe sempre teve instinto para a arte e nos incentivava. Ela sempre sonhou em investir nesse seguimento. Minha avó também era empreendedora no ramo do comércio, isso foi passado de geração em geração. Há dois anos juntamos as nossas habilidades e decidimos criar um pequeno negócio para complementar a renda de casa. Eu passei um período ajudando de longe, até que 2019 voltei pra Pentecoste. Formada, decidi fazer o caminho inverso e investir no negócio da família. No mesmo ano conheci a Adel, adquiri novos conhecimentos e investi ainda mais no empreendimento. As demandas não param chegar”, Elissandra celebra enfatizando a importância de outras mulheres em sua vida.

Além das histórias das jovens do PJER, a organização também destacou mulheres históricas que tiveram grande contribuição social como Rosa Parks, Marielle Franco e Malala Yousafzai. Após o período de isolamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) devido a pandemia da COVID-19, a Adel fará um Painel com a participação de todas as mulheres que participaram da campanha. Todo o conteúdo da campanha #AResiliênciaDelas está disponível nas redes sociais da Adel (@adelceara).

Veja aqui os demais vídeo da campanha.

Cooperativa de Jovens fortalece a Agricultura Familiar

Há dois anos, mais de vinte agricultorxs, todos jovens beneficiados pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), deram início a Cooperativa Caroá, primeira cooperativa de jovens na região do Vale do Curu. Esses jovens filhos de agricultores e agricultoras, pescadores e pequenos comerciantes, uniram as forças e os desafios e começaram a pensar meios para comercializarem seus produtos orgânicos, provenientes da agricultura familiar.

Um dos objetivos da Cooperativa Caroá é dar ao jovem do campo a oportunidade de fazer uma escolha, a de permanecer. Com o trabalho que têm realizado, a Caroá mostra aos jovens do semiárido nordestino que é possível viver em suas comunidades com qualidade de vida através do trabalho agrícola. Além disso, as ações da Cooperativa têm um forte impacto na sucessão rural e na sustentabilidade da agricultura familiar.

Gerida por três jovens – Rayssa Duarte, Vitor Esteves e José Wirton, a Cooperativa Caroá atua seguindo princípios agroecológicos e éticos na produção, incentivando a alimentação saudável, a sustentabilidade, o comércio justo, a economia solidária e o protagonismo de mulheres e jovens rurais que acreditam no potencial local. Atualmente, um dos principais canais de comercialização da Cooperativa são as Feiras livres geridas e organizadas pelo grupo. A estratégia gera renda e possibilita ao consumidor o acesso a um alimento agroecológico e com um preço justo.

Rayssa Duarte e Vitor Esteves, casal de jovens empreendedores que gerencia a Cooperativa Caroá

Vitor Esteves, Diretor Executivo, acredita que a Cooperativa surgiu para somar esforços.  “Passamos dois anos planejando a Cooperativa Caroá, a ideia dessa união surgiu ainda no Programa Jovem Empreendedor Rural, visando o beneficiamento mútuo de nossos membros por meio dessa união de esforços para venda de produtos, compra de insumos e capacitação. Além de tudo isso, tem a troca de experiência entre os associados e a criação de uma rede de negócios interna que só fortalece ainda mais a nossa missão”, enfatiza.

Além das Feiras, outro canal de comercialização da Cooperativa são os programas governamentais para aquisição da agricultura familiar para a alimentação escolar. Atualmente, a Caroá fornece produtos para a Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O grupo também trabalha para acessar o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), tanto municipal quanto estadual. A venda da produção diretamente para as Prefeituras permite o consumo de alimentos saudáveis e o vínculo regional com os municípios.

Colheita de acerola no Sítio Sossego, na comunidade Boca da Picada, em São Gonçalo do Amarante/CE

Em São Gonçalo do Amarante/CE, a Cooperativa Caroá também fornece produtos orgânicos para a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Uma parte do hortifruti consumido na empresa é fornecido pela Cooperativa. O relacionamento com este cliente iniciou em 2017 com o apoio da Adel. O Projeto da Cooperativa Caroá foi selecionado em um edital do Programa Ideia da Gente promovido pela CSP. Em seguida, os jovens da Caroá abraçaram a oportunidade de comercializar os produtos para uma das maiores Companhias Siderúrgicas do país.

Feira Caroá

A principal Feira organizada pelo grupo leva o mesmo nome da Cooperativa e acontece aos sábados no período da manhã, na Praça das Flores, em Fortaleza, Ceará. Mas, para evitar a proliferação do coronavírus as atividades da Feira foram paralisadas desde o dia 14 de março. No momento, os jovens estão focando na produção e com a esperança de que logo essa pandemia vai passar.

“A Caroá paralisou a Feira. Pensamos em fazer as entregas, mas depois desistimos. Dia 14 foi nossa última feira. Os outros produtores continuam cuidando da plantação e fazendo as entregas para os outros clientes como a CSP (Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP). Aqui no sítio estamos aproveitando para adiantar o serviço”, disse Rayssa hoje a nossa equipe, por telefone.

Na Feira Caroá são comercializados frutas, legumes e hortaliças orgânicas produzidos pelos jovens. Além de hortifruti, diversos empreendedores locais vendem alimentos, cosméticos e produtos de higiene pessoal sustentáveis.