1º Fórum de Agroecologia do Vale do Curu e Aracatiaçu


Nos dias 04 e 05 de setembro de 2009, no Centro de Pesquisa do DNOCS, em Pentecoste/CE, acontecerá o 1º Fórum de Agroecologia do Território Vale do Curu e Aracatiaçu, que tem como objetivo construir estratégias para agriculturas sustentáveis dentro dos princípios da agroecologia nos Territórios rurais e do Fórum Cearense de Agroecologia, com enfoque na Juventude Rural. O Fórum Territorial tem como tema Agroecologia: estratégias para agriculturas sustentáveis nos territórios rurais, e integra na programação Encontros da Juventude Rural.

Os objetivos específicos do fórum são:
• Fortalecer as políticas públicas no território, visando o fortalecimento da agricultura familiar agroecológica.
• Fomentar o intercâmbio de experiências entre agricultores familiares, instituições de pesquisa e entidades da extensão rural nas regiões semi-áridas.
• Discutir estratégias da Juventude rural dentro do território.

A expectativa de participação é de cento e cinqüenta pessoas no fórum, na ocasião serão escolhidos trinta delegados: vinte representando os agricultores e jovens rurais e dez técnicos.

O público alvo do evento são Representantes de entidades da agricultura familiar, jovens rurais, produtores, professores, pesquisadores e estudantes das universidades, técnicos de extensão rural, representantes das organizações não-governamentais de assistência técnica rural.

O Fórum é uma realização da Fundação Korand Adenauer e Associação Científica de Estudos Agrários, em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico Local – ADEL; Instituto SeSeMar; Instituto Agropolos; Banco do Nordeste e Prefeituras Municipais de Pentecoste, Apuiarés e Tejuçuoca.

Fórum da Ovinocaprinocultura

Dia 28/08/09 vai acontecer mais um “Fórum da Ovinocaprinocultura”, vamos todos participar, será no auditório do Colégio Interescolar-Tejuçuoca-CE.

Fórum da Ovinocaprinocultura

Dia 28/08/09 vai acontecer mais um “Fórum da Ovinocaprinocultura”, vamos todos participar, será no auditório do Colégio Interescolar-Tejuçuoca-CE.

Projeto de Agroecologia recebe visita da União Européia

No dia 12 de agosto de 2009, integrantes da ADEL receberam em Pentecoste a visita da representante da União Européia, Ana Almeida, e da Fundação Konrad Adenauer, Ângela Kuster para discutir estratégias de desenvolvimento da agroecologia no Médio Curu.


O dia começou com uma visita à comunidade de Irapuá, localidade em que funciona um horta orgânica reestruturada após curso de Agentes Multiplicadores em Agroecologia no Médio Curu. Após a visita o grupo se reuniu na sede da COAMP em Pentecoste, para uma breve reunião onde também estavam presentes representantes do Instituto Sesemar.

Projeto de Agroecologia recebe visita da União Européia

No dia 12 de agosto de 2009, integrantes da ADEL receberam em Pentecoste a visita da representante da União Européia, Ana Almeida, e da Fundação Konrad Adenauer, Ângela Kuster para discutir estratégias de desenvolvimento da agroecologia no Médio Curu.


O dia começou com uma visita à comunidade de Irapuá, localidade em que funciona um horta orgânica reestruturada após curso de Agentes Multiplicadores em Agroecologia no Médio Curu. Após a visita o grupo se reuniu na sede da COAMP em Pentecoste, para uma breve reunião onde também estavam presentes representantes do Instituto Sesemar.

ADEL PROMOVE DIA DE CAMPO SOBRE IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA EM TEJUÇUOCA

A ADEL realizou no dia 4 de julho um dia de campo com os produtores de caprinos e ovinos de Tejuçuoca. Esta atividade faz parte do projeto “Alimentação de caprinos e ovinos com silagem e feno em Unidade de Confinamento Comunitária”, realizado em parceria com a Associação dos Criadores de Tejuçuoca (ACRIA) e Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula (ACAC) e financiado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Prefeitura Municipal de Tejuçuoca.

Durante o dia foi discutido a importância da alimentação para a caprinovinocultura e contou com a participação do Prof. de Forragicultura e Pastagem da Universidade Federal do Ceará, Dr. Magno Candido. O evento ocorreu na comunidade de Boqueirao da Alegria em Tejuçuoca.

Com o objetivo de orientar produtores sobre as práticas de formação e manejo de capineira, foi realizada uma visita as propriedades dos ovinocaprinocultores, Manoel Araújo e Wanderley Braga.

Na ocasião, os produtores tiveram a oportunidade de tirar suas duvidas e conhecer aspectos importantes sobre as espécies forrageiras, formação e manejo de capineira e conservação de forragem.

Oferecer uma alimentação adequada para os caprinos e ovinos é de fundamental importância tanto do ponto de vista nutricional quanto econômico. De maneira geral, a alimentação do rebanho representa de 40 a 60% ou até mais do custo total de produção. Por isso, a redução dos gastos com alimentação tem impacto direto no preço final da carne caprina e ovina. O planejamento adequado do manejo nutricional do rebanho evita gastos desnecessários e maximiza os lucros do produtor. Para Helano Luz, engenheiro agrônomo e coordenador técnico da ADEL, uma alimentação eficiente é importante para obter o melhoramento do rebanho e o sucesso dos produtores.

ADEL PROMOVE DIA DE CAMPO SOBRE IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA EM TEJUÇUOCA

A ADEL realizou no dia 4 de julho um dia de campo com os produtores de caprinos e ovinos de Tejuçuoca. Esta atividade faz parte do projeto “Alimentação de caprinos e ovinos com silagem e feno em Unidade de Confinamento Comunitária”, realizado em parceria com a Associação dos Criadores de Tejuçuoca (ACRIA) e Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula (ACAC) e financiado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Prefeitura Municipal de Tejuçuoca.

Durante o dia foi discutido a importância da alimentação para a caprinovinocultura e contou com a participação do Prof. de Forragicultura e Pastagem da Universidade Federal do Ceará, Dr. Magno Candido. O evento ocorreu na comunidade de Boqueirao da Alegria em Tejuçuoca.

Com o objetivo de orientar produtores sobre as práticas de formação e manejo de capineira, foi realizada uma visita as propriedades dos ovinocaprinocultores, Manoel Araújo e Wanderley Braga.

Na ocasião, os produtores tiveram a oportunidade de tirar suas duvidas e conhecer aspectos importantes sobre as espécies forrageiras, formação e manejo de capineira e conservação de forragem.

Oferecer uma alimentação adequada para os caprinos e ovinos é de fundamental importância tanto do ponto de vista nutricional quanto econômico. De maneira geral, a alimentação do rebanho representa de 40 a 60% ou até mais do custo total de produção. Por isso, a redução dos gastos com alimentação tem impacto direto no preço final da carne caprina e ovina. O planejamento adequado do manejo nutricional do rebanho evita gastos desnecessários e maximiza os lucros do produtor. Para Helano Luz, engenheiro agrônomo e coordenador técnico da ADEL, uma alimentação eficiente é importante para obter o melhoramento do rebanho e o sucesso dos produtores.

ADEL PROMOVE PALESTRA E CURSO SOBRE FORMAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA NA COMUNIDADE DE RANCHO DOS MOÇOS – PENTECOSTE

A alimentação dos caprinos e ovinos é o que mais onera o custo da produção da carne na época da seca e uma maneira eficiente para reduzir as despesas é investir em meios alternativos. Pensando nisso, a ADEL em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Secretaria de Agricultura de Pentecoste, Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula e União das Associações do Vale do Rio Canindé ofereceu aos agricultores das comunidades de Rancho dos Moços e Providência no município de Pentecoste uma palestra e um curso sobre Formação e Manejo de Capineira.

Capineira é uma área cultivada com gramíneas que apresentam elevada produtividade e que são cortadas e picadas para fornecimento de alimento verde aos animais. Quando bem utilizada minimiza a escassez de forragem no período seco, refletindo positivamente sobre o desempenho do rebanho.

A capacitação aconteceu no dia 03 de julho e contou com a participação de 18 produtores de caprinos e ovinos. No curso, os produtores aprenderam sobre a importância da capineira na alimentação dos animais na época da seca, principalmente, para caprinos e ovinos de corte.

O curso abordou os seguintes assuntos: o capim elefante; implantação da capineira; seleção e preparo das mudas; plantio; tratos culturais; manejo da capineira; estratégia de uso na seca; corte e preparo do capim e o modo de fornecer aos animais. A coordenação técnica ficou a cargo dos Engenheiros Agrônomos Helano Luz e Nacélio Gomes e do estudante de Zootecnia, Adriano Batista. Os três são técnicos da ADEL.

Na palestra o técnico da ADEL, Adriano Batista, explicou que para a capineira proporcionar resultados satisfatórios, o produtor deve seguir várias práticas que vão desde sua formação até o manejo correto, o que implica no corte na época ideal de colheita, na altura deste corte e, principalmente, nos tratos culturais que são dispensados à capineira.

ADEL PROMOVE PALESTRA E CURSO SOBRE FORMAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA NA COMUNIDADE DE RANCHO DOS MOÇOS – PENTECOSTE

A alimentação dos caprinos e ovinos é o que mais onera o custo da produção da carne na época da seca e uma maneira eficiente para reduzir as despesas é investir em meios alternativos. Pensando nisso, a ADEL em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Secretaria de Agricultura de Pentecoste, Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula e União das Associações do Vale do Rio Canindé ofereceu aos agricultores das comunidades de Rancho dos Moços e Providência no município de Pentecoste uma palestra e um curso sobre Formação e Manejo de Capineira.

Capineira é uma área cultivada com gramíneas que apresentam elevada produtividade e que são cortadas e picadas para fornecimento de alimento verde aos animais. Quando bem utilizada minimiza a escassez de forragem no período seco, refletindo positivamente sobre o desempenho do rebanho.

A capacitação aconteceu no dia 03 de julho e contou com a participação de 18 produtores de caprinos e ovinos. No curso, os produtores aprenderam sobre a importância da capineira na alimentação dos animais na época da seca, principalmente, para caprinos e ovinos de corte.

O curso abordou os seguintes assuntos: o capim elefante; implantação da capineira; seleção e preparo das mudas; plantio; tratos culturais; manejo da capineira; estratégia de uso na seca; corte e preparo do capim e o modo de fornecer aos animais. A coordenação técnica ficou a cargo dos Engenheiros Agrônomos Helano Luz e Nacélio Gomes e do estudante de Zootecnia, Adriano Batista. Os três são técnicos da ADEL.

Na palestra o técnico da ADEL, Adriano Batista, explicou que para a capineira proporcionar resultados satisfatórios, o produtor deve seguir várias práticas que vão desde sua formação até o manejo correto, o que implica no corte na época ideal de colheita, na altura deste corte e, principalmente, nos tratos culturais que são dispensados à capineira.

Projeto da ADEL é aprovado na BrazilFoundation

Em dezembro de 2008, a ADEL enviou o projeto intitulado de Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte para o edital da BrazilFoundation.

A BrazilFoundation é uma organização não-governamental que apóia iniciativas de organizações da sociedade civil brasileira que propõem soluções criativas e diferenciadas para os desafios enfrentados por comunidades em todo o Brasil.

O projeto Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte irá beneficiar 180 produtores e pretende contribuir para o aumento da produtividade e rentabilidade da caprinovinocultura de corte através da organização e estruturação da cadeia produtiva, gerando trabalho e elevando o nível de renda de pequenos produtores rurais. As principais ações do projeto são: ampliação do número de produtores de caprinos e ovinos assessorados pela ADEL e implantação de uma mini-fábrica de produção de ração.

O projeto concorreu com 896 projetos de todo o Brasil e, ficou entre os 25 projetos aprovados. Do Ceará foram 04 projetos aprovados.

Para ver os projetos aprovados, acesse: http://brazilfoundation.org/download/Projetos_2009.pdf