ADEL PROMOVE DIA DE CAMPO SOBRE IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA EM TEJUÇUOCA

A ADEL realizou no dia 4 de julho um dia de campo com os produtores de caprinos e ovinos de Tejuçuoca. Esta atividade faz parte do projeto “Alimentação de caprinos e ovinos com silagem e feno em Unidade de Confinamento Comunitária”, realizado em parceria com a Associação dos Criadores de Tejuçuoca (ACRIA) e Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula (ACAC) e financiado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Prefeitura Municipal de Tejuçuoca.

Durante o dia foi discutido a importância da alimentação para a caprinovinocultura e contou com a participação do Prof. de Forragicultura e Pastagem da Universidade Federal do Ceará, Dr. Magno Candido. O evento ocorreu na comunidade de Boqueirao da Alegria em Tejuçuoca.

Com o objetivo de orientar produtores sobre as práticas de formação e manejo de capineira, foi realizada uma visita as propriedades dos ovinocaprinocultores, Manoel Araújo e Wanderley Braga.

Na ocasião, os produtores tiveram a oportunidade de tirar suas duvidas e conhecer aspectos importantes sobre as espécies forrageiras, formação e manejo de capineira e conservação de forragem.

Oferecer uma alimentação adequada para os caprinos e ovinos é de fundamental importância tanto do ponto de vista nutricional quanto econômico. De maneira geral, a alimentação do rebanho representa de 40 a 60% ou até mais do custo total de produção. Por isso, a redução dos gastos com alimentação tem impacto direto no preço final da carne caprina e ovina. O planejamento adequado do manejo nutricional do rebanho evita gastos desnecessários e maximiza os lucros do produtor. Para Helano Luz, engenheiro agrônomo e coordenador técnico da ADEL, uma alimentação eficiente é importante para obter o melhoramento do rebanho e o sucesso dos produtores.

ADEL PROMOVE DIA DE CAMPO SOBRE IMPLANTAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA EM TEJUÇUOCA

A ADEL realizou no dia 4 de julho um dia de campo com os produtores de caprinos e ovinos de Tejuçuoca. Esta atividade faz parte do projeto “Alimentação de caprinos e ovinos com silagem e feno em Unidade de Confinamento Comunitária”, realizado em parceria com a Associação dos Criadores de Tejuçuoca (ACRIA) e Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula (ACAC) e financiado pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Prefeitura Municipal de Tejuçuoca.

Durante o dia foi discutido a importância da alimentação para a caprinovinocultura e contou com a participação do Prof. de Forragicultura e Pastagem da Universidade Federal do Ceará, Dr. Magno Candido. O evento ocorreu na comunidade de Boqueirao da Alegria em Tejuçuoca.

Com o objetivo de orientar produtores sobre as práticas de formação e manejo de capineira, foi realizada uma visita as propriedades dos ovinocaprinocultores, Manoel Araújo e Wanderley Braga.

Na ocasião, os produtores tiveram a oportunidade de tirar suas duvidas e conhecer aspectos importantes sobre as espécies forrageiras, formação e manejo de capineira e conservação de forragem.

Oferecer uma alimentação adequada para os caprinos e ovinos é de fundamental importância tanto do ponto de vista nutricional quanto econômico. De maneira geral, a alimentação do rebanho representa de 40 a 60% ou até mais do custo total de produção. Por isso, a redução dos gastos com alimentação tem impacto direto no preço final da carne caprina e ovina. O planejamento adequado do manejo nutricional do rebanho evita gastos desnecessários e maximiza os lucros do produtor. Para Helano Luz, engenheiro agrônomo e coordenador técnico da ADEL, uma alimentação eficiente é importante para obter o melhoramento do rebanho e o sucesso dos produtores.

ADEL PROMOVE PALESTRA E CURSO SOBRE FORMAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA NA COMUNIDADE DE RANCHO DOS MOÇOS – PENTECOSTE

A alimentação dos caprinos e ovinos é o que mais onera o custo da produção da carne na época da seca e uma maneira eficiente para reduzir as despesas é investir em meios alternativos. Pensando nisso, a ADEL em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Secretaria de Agricultura de Pentecoste, Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula e União das Associações do Vale do Rio Canindé ofereceu aos agricultores das comunidades de Rancho dos Moços e Providência no município de Pentecoste uma palestra e um curso sobre Formação e Manejo de Capineira.

Capineira é uma área cultivada com gramíneas que apresentam elevada produtividade e que são cortadas e picadas para fornecimento de alimento verde aos animais. Quando bem utilizada minimiza a escassez de forragem no período seco, refletindo positivamente sobre o desempenho do rebanho.

A capacitação aconteceu no dia 03 de julho e contou com a participação de 18 produtores de caprinos e ovinos. No curso, os produtores aprenderam sobre a importância da capineira na alimentação dos animais na época da seca, principalmente, para caprinos e ovinos de corte.

O curso abordou os seguintes assuntos: o capim elefante; implantação da capineira; seleção e preparo das mudas; plantio; tratos culturais; manejo da capineira; estratégia de uso na seca; corte e preparo do capim e o modo de fornecer aos animais. A coordenação técnica ficou a cargo dos Engenheiros Agrônomos Helano Luz e Nacélio Gomes e do estudante de Zootecnia, Adriano Batista. Os três são técnicos da ADEL.

Na palestra o técnico da ADEL, Adriano Batista, explicou que para a capineira proporcionar resultados satisfatórios, o produtor deve seguir várias práticas que vão desde sua formação até o manejo correto, o que implica no corte na época ideal de colheita, na altura deste corte e, principalmente, nos tratos culturais que são dispensados à capineira.

ADEL PROMOVE PALESTRA E CURSO SOBRE FORMAÇÃO E MANEJO DE CAPINEIRA NA COMUNIDADE DE RANCHO DOS MOÇOS – PENTECOSTE

A alimentação dos caprinos e ovinos é o que mais onera o custo da produção da carne na época da seca e uma maneira eficiente para reduzir as despesas é investir em meios alternativos. Pensando nisso, a ADEL em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Secretaria de Agricultura de Pentecoste, Associação Comunitária dos Agricultores de Canafistula e União das Associações do Vale do Rio Canindé ofereceu aos agricultores das comunidades de Rancho dos Moços e Providência no município de Pentecoste uma palestra e um curso sobre Formação e Manejo de Capineira.

Capineira é uma área cultivada com gramíneas que apresentam elevada produtividade e que são cortadas e picadas para fornecimento de alimento verde aos animais. Quando bem utilizada minimiza a escassez de forragem no período seco, refletindo positivamente sobre o desempenho do rebanho.

A capacitação aconteceu no dia 03 de julho e contou com a participação de 18 produtores de caprinos e ovinos. No curso, os produtores aprenderam sobre a importância da capineira na alimentação dos animais na época da seca, principalmente, para caprinos e ovinos de corte.

O curso abordou os seguintes assuntos: o capim elefante; implantação da capineira; seleção e preparo das mudas; plantio; tratos culturais; manejo da capineira; estratégia de uso na seca; corte e preparo do capim e o modo de fornecer aos animais. A coordenação técnica ficou a cargo dos Engenheiros Agrônomos Helano Luz e Nacélio Gomes e do estudante de Zootecnia, Adriano Batista. Os três são técnicos da ADEL.

Na palestra o técnico da ADEL, Adriano Batista, explicou que para a capineira proporcionar resultados satisfatórios, o produtor deve seguir várias práticas que vão desde sua formação até o manejo correto, o que implica no corte na época ideal de colheita, na altura deste corte e, principalmente, nos tratos culturais que são dispensados à capineira.

Projeto da ADEL é aprovado na BrazilFoundation

Em dezembro de 2008, a ADEL enviou o projeto intitulado de Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte para o edital da BrazilFoundation.

A BrazilFoundation é uma organização não-governamental que apóia iniciativas de organizações da sociedade civil brasileira que propõem soluções criativas e diferenciadas para os desafios enfrentados por comunidades em todo o Brasil.

O projeto Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte irá beneficiar 180 produtores e pretende contribuir para o aumento da produtividade e rentabilidade da caprinovinocultura de corte através da organização e estruturação da cadeia produtiva, gerando trabalho e elevando o nível de renda de pequenos produtores rurais. As principais ações do projeto são: ampliação do número de produtores de caprinos e ovinos assessorados pela ADEL e implantação de uma mini-fábrica de produção de ração.

O projeto concorreu com 896 projetos de todo o Brasil e, ficou entre os 25 projetos aprovados. Do Ceará foram 04 projetos aprovados.

Para ver os projetos aprovados, acesse: http://brazilfoundation.org/download/Projetos_2009.pdf

Projeto da ADEL é aprovado na BrazilFoundation

Em dezembro de 2008, a ADEL enviou o projeto intitulado de Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte para o edital da BrazilFoundation.

A BrazilFoundation é uma organização não-governamental que apóia iniciativas de organizações da sociedade civil brasileira que propõem soluções criativas e diferenciadas para os desafios enfrentados por comunidades em todo o Brasil.

O projeto Estruturação e Difusão da cadeia produtiva da caprinovinocultura de corte irá beneficiar 180 produtores e pretende contribuir para o aumento da produtividade e rentabilidade da caprinovinocultura de corte através da organização e estruturação da cadeia produtiva, gerando trabalho e elevando o nível de renda de pequenos produtores rurais. As principais ações do projeto são: ampliação do número de produtores de caprinos e ovinos assessorados pela ADEL e implantação de uma mini-fábrica de produção de ração.

O projeto concorreu com 896 projetos de todo o Brasil e, ficou entre os 25 projetos aprovados. Do Ceará foram 04 projetos aprovados.

Para ver os projetos aprovados, acesse: http://brazilfoundation.org/download/Projetos_2009.pdf

Capacitação em tecnologia de produtos defumados de carne caprina e ovina

Produtores, filhos e cônjuges de produtores de Tejuçuoca participarão do curso sobre “Fabricação de Produtos Derivados da Carne Caprina e Ovina”. O curso terá uma carga horária de 32 horas e será realizado no Parque de Exposição do TEJUBODE em Tejuçuoca-CE no período de 21/07 a 24/07. A proposta é apresentar técnicas de processamento com a carne caprina e ovina, agregando valor na elaboração de cortes especiais, embutidos e defumados.

O curso terá conteúdo teórico e prático. Na parte teórica serão abordados temas como “Relação higiene e qualidade, “O manipulador de alimentos e suas responsabilidades”, “Legislação sanitária e saúde pública”, “Tecnologia em processamento de embutidos”, “Tecnologia em elaboração de cortes especiais em carne caprina” e “Tecnologia de produtos defumados”. Já o conteúdo prático ensinará a produzir lingüiça frescal caprina, lingüiça calabresa caprina, defumados de cortes especiais e derivados da carne caprina, almôndegas e hamburguer de carne caprina, cortes especiais de caprinos, desossa e salga de caprino adulto em forma de manta, além da embalagem e rotulagem dos produtos fabricados.

Também serão apresentados alguns pratos da culinária caprina e ovina, como espetinhos de carne caprina, pernil assado, almôndegas de bode com macaxeira e paçoca de bode.

A capacitação utiliza uma metodologia com aulas expositivas, apresentação dos produtos aos participantes, aulas práticas, seminários sobre tecnologia de processamento da carne caprina, demonstração e degustação de pratos especiais.

O curso será promovido pela Associação dos Criadores de Tejuçuoca em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil, Agência de Desenvolvimento Econômico Local (ADEL), Prefeitura Municipal de Tejuçuoca, Secretaria de Agricultura de Tejuçuoca e EMARTECE.

Para saber mais entre em contato com a ADEL:
Email: adelmediocuru@yahoo.com.br
Tel: (085) 91247403

Capacitação em tecnologia de produtos defumados de carne caprina e ovina

Produtores, filhos e cônjuges de produtores de Tejuçuoca participarão do curso sobre “Fabricação de Produtos Derivados da Carne Caprina e Ovina”. O curso terá uma carga horária de 32 horas e será realizado no Parque de Exposição do TEJUBODE em Tejuçuoca-CE no período de 21/07 a 24/07. A proposta é apresentar técnicas de processamento com a carne caprina e ovina, agregando valor na elaboração de cortes especiais, embutidos e defumados.

O curso terá conteúdo teórico e prático. Na parte teórica serão abordados temas como “Relação higiene e qualidade, “O manipulador de alimentos e suas responsabilidades”, “Legislação sanitária e saúde pública”, “Tecnologia em processamento de embutidos”, “Tecnologia em elaboração de cortes especiais em carne caprina” e “Tecnologia de produtos defumados”. Já o conteúdo prático ensinará a produzir lingüiça frescal caprina, lingüiça calabresa caprina, defumados de cortes especiais e derivados da carne caprina, almôndegas e hamburguer de carne caprina, cortes especiais de caprinos, desossa e salga de caprino adulto em forma de manta, além da embalagem e rotulagem dos produtos fabricados.

Também serão apresentados alguns pratos da culinária caprina e ovina, como espetinhos de carne caprina, pernil assado, almôndegas de bode com macaxeira e paçoca de bode.

A capacitação utiliza uma metodologia com aulas expositivas, apresentação dos produtos aos participantes, aulas práticas, seminários sobre tecnologia de processamento da carne caprina, demonstração e degustação de pratos especiais.

O curso será promovido pela Associação dos Criadores de Tejuçuoca em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil, Agência de Desenvolvimento Econômico Local (ADEL), Prefeitura Municipal de Tejuçuoca, Secretaria de Agricultura de Tejuçuoca e EMARTECE.

Para saber mais entre em contato com a ADEL:
Email: adelmediocuru@yahoo.com.br
Tel: (085) 91247403

II Módulo do Projeto Feira da Agricultura Familiar e Agroecológica de Apuiarés

No último dia 03 de julho de 2009, aconteceu o II Módulo do Projeto Feira da Agricultura Familiar e Agroecológica de Apuiarés na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apuiarés e teve como tema: Planejamento da Produção Local.

O encontro contou com a participação de 15 agricultores (as) familiares, técnicos da ADEL, do Instituto SeSeMar e Secretaria de Agricultura de Apuiarés. As atividades foram coordenadas pela agrônoma Polly Quemel da Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM).

O projeto é fruto de uma parceria da ADEL com a Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM), União Européia, Instituto SeSeMar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apuiarés, Federação das Associações de Apuiarés e Prefeitura Municipal de Apuiarés.

As próximas atividades do projeto acontecerão nos dias 24 e 29 de julho de 2009. No primeiro dia, os produtores discutirão o seguinte tema: Técnicas de venda e gestão em grupo e será coordenado pelos facilitadores Narciso (Fundação Korand Adenauer) e Ribamar (Instituto SeSeMar). Já no dia 29 o grupo de agricultores e agricultoras de Apuiarés visitarão à Feira Agroecológica de Trairí. Com esta atividade os produtores terão a oportunidade de conhecer o dia-a-dia de uma feira de produtores agroecológicos.

II Módulo do Projeto Feira da Agricultura Familiar e Agroecológica de Apuiarés

No último dia 03 de julho de 2009, aconteceu o II Módulo do Projeto Feira da Agricultura Familiar e Agroecológica de Apuiarés na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apuiarés e teve como tema: Planejamento da Produção Local.

O encontro contou com a participação de 15 agricultores (as) familiares, técnicos da ADEL, do Instituto SeSeMar e Secretaria de Agricultura de Apuiarés. As atividades foram coordenadas pela agrônoma Polly Quemel da Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM).

O projeto é fruto de uma parceria da ADEL com a Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM), União Européia, Instituto SeSeMar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apuiarés, Federação das Associações de Apuiarés e Prefeitura Municipal de Apuiarés.

As próximas atividades do projeto acontecerão nos dias 24 e 29 de julho de 2009. No primeiro dia, os produtores discutirão o seguinte tema: Técnicas de venda e gestão em grupo e será coordenado pelos facilitadores Narciso (Fundação Korand Adenauer) e Ribamar (Instituto SeSeMar). Já no dia 29 o grupo de agricultores e agricultoras de Apuiarés visitarão à Feira Agroecológica de Trairí. Com esta atividade os produtores terão a oportunidade de conhecer o dia-a-dia de uma feira de produtores agroecológicos.