Adel reúne meliponicultores em Vila Soares

No dia 27/02 aconteceu na comunidade de Vila Soares, em Apuiarés, o primeiro encontro com o grupo de meliponicultores, participantes do projeto “Sertão produtivo e agroecológico”.

Ao todo, participaram da reunião, 13 moradores, entre criadores de abelhas nativas sem ferrão (jandaíra) e interessados. O objetivo do encontro era mapear os produtores de melíponas da comunidade e discutir estratégias de produção e fortalecimento do grupo.

Inicialmente, cada meliponicultor relatou as técnicas utilizadas na cultura e as experiências vividas. Em seguida, Aurigele Barbosa, da Adel, discutiu a iniciativa do projeto “Sertão produtivo e agroecológico”, que busca fortalecer a produção agroecológica de mel de abelhas nativas na região, como uma forma de incentivar o desenvolvimento comunitário e a conservação da natureza.

Segundo Aurigele, o encontro com o grupo foi bastante produtivo. Eles apresentaram muito interesse na realização do projeto e acreditam ser uma ótima oportunidade para tornar a atividade uma fonte de renda complementar. “Já existe produção na comunidade. Acredito que com mais organização e incentivo eles irão ampliar a produção e aumentar a renda com a atividade feita de forma rústica”, relata.

O Coordenador do Núcleo de Desenvolvimento Local (Nud), Edilardo Sales, parceiro local da Adel no projeto, destaca a motivação do grupo. “Esse projeto irá nos fortalecer quanto grupo e nos possibilitar o aumento da produção. Estamos empolgados, pois entendemos que com o apoio agente vai melhorar a produção e a organização do grupo e tornar esta atividade rentável e sustentável.”

Além de Vila Soares, outras comunidades dos municípios de Apuiarés e Pentecoste participam da iniciativa, apoiada pelo Programa de Pequenos Projetos Ecossociais do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN).

Sítio do Meio e Vila Soares recebem Arca das Letras

Nos dias 11 e 13/12, aconteceu na comunidade de Sítio do Meio, em Pentecoste, e Vila Soares, em Apuiarés, respectivamente, a entrega da Arca das Letras, programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que implanta bibliotecas nas comunidades rurais.

O objetivo do programa é facilitar o acesso ao livro e à informação no meio rural. Com isso, busca parceria nas próprias comunidades para o acompanhamento e motivação da leitura. Em Sítio do Meio e Vila Soares, a parceria é com os jovens do Centro Integrado de Tecnologias (Cit), implantado pela Adel com o apoio do Instituto Oi Futuro.

Entrega da Arca das Letras em Sítio do Meio, Pentecoste.

Nos Cit’s, as crianças, jovens e adultos tem acesso à internet, mas também são estimulados a utilizar as tecnologias em prol do desenvolvimento local. A vinda das bibliotecas traz para estas comunidades o acesso à leitura e motivou a realização de outros projetos. Em Vila Soares o grupo iniciou o projeto Leitura Poética “Declamar” com as crianças.

Entrega da Arca das Letras em Vila Soares, Apuiarés. (Foto: Nud)

Além destas comunidades, outras duas serão beneficiadas ainda este ano, com a Arca das Letras, Cipó e Providência, ambas em Pentecoste. O Programa Arca das Letras foi articulado para estas comunidades pela Rede de Jovens Empreendedores Rurais junto a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA).

Segundo Marcos Rocha, um dos articuladores da Rede de Jovens Empreendedores Rurais e facilitador do projeto Casa Digital desenvolvido pela SDA, o acesso à inclusão digital e a leitura contribui para aumentar as oportunidades de permanência dos jovens nos seus lugares de origens.

Saiba mais sobre o Arca das Letras: http://portal.mda.gov.br/portal/sra/programas/arcadasletras

Comunidade de Vila Soares celebra a conquista do Centro Integrado de Tecnologias (Cit)

Na última sexta-feira (18/10), às 15h, aconteceu na comunidade de Vila Soares, em Apuiarés, a inauguração do Centro Integrado de Tecnologias (Cit), uma ação do Projeto Rede de Jovens Empreendedores Rurais, realizado pela Adel.

A comunidade de Vila Soares, é a segunda em Apuiarés a receber um Cit, um espaço gerido pelos jovens da comunidade, que possibilita o acesso às Tecnologias de Informações e Comunicação (TIC’s) e contribui com a formação e o desenvolvimento local.

Equipe Adel e o coordenador do Nud – Edilardo Sales (à direita)

Além da implantação dos Centros o projeto motiva os jovens a participarem da “Rede de Jovens Empreendedores Rurais”, uma rede virtual lançada internacionalmente com o apoio do Changemakers da Ashoka, parceira da Adel.

Na plataforma, os jovens têm seus próprios perfis e trocam ideias com outros jovens e possíveis investidores dos seus empreendimentos. A maioria dos jovens que participam da rede implantaram ou sonham em ter seu próprio negócio rural.

Em Vila Soares, o Cit conta com o apoio do Núcleo de Desenvolvimento Local (Nud) empreendimento
social constituído em sua maioria por jovens da comunidade, que surgiu do interesse de alguns jovens de buscar soluções para problemas sociais existentes na comunidade e comunidades vizinhas.

Para o Coordenador do Nud Edilardo Sales, o Cit é um ambiente importante para a comunidade. “Os Cit’s são um espaço de troca de conhecimentos no meio rural, uma vez que traz a informação as nossas comunidades e poderemos divulgar os nossos empreendimentos”, enfatiza.

O Projeto Rede de Jovens Empreendedores Rurais é apoiado pelo Programa Oi Novos Brasis do Instituto Oi Futuro. Ao todo, cinco Centros foram implantados nas comunidades rurais do Médio Curu.

Comunidade de Vila Soares recebe a visita da Adel

No dia 24 de maio, aconteceu em Vila Soares, Apuiarés, uma reunião com os jovens da comunidade, articulada pelo o Núcleo de Desenvolvimento Local (NUD), uma associação sem fins lucrativos da comunidade.

O objetivo da reunião foi fazer um levantamento da quantidade de jovens interessados em participar do projeto Rede de Jovens Empreendedores Rurais e discutir a possibilidade de instalar o 5º Centro Integrado de Tecnologias (Cit) na comunidade. O Cit é um espaço gerido pelos próprios jovens que disponibiliza ferramentas de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s).
Durante a reunião foi apresentado o projeto e discutido a parceria entre a Adel e o NUD na implantação do Cit, que será responsável por ceder à estrutura física, onde irá funcionar o projeto na comunidade. 
Para o jovem e coordenador do NUD, Edlardo Soares, esse é um momento importante para a juventude de Vila Soares. “A hora de iniciarmos as mudanças e irmos em busca do que tanto sonhamos. O Cit sem dúvidas nos possibilitará grandes coisas, entre elas a interação com o resto do mundo”, enfatiza.
A comunidade de Vila Soares é uma forte candidata a receber o 5º e último Cit apoiado pelo Instituto Oi Futuro. Desde janeiro, quatro Centros já foram implantados e estão possibilitando aos jovens e moradores das comunidades o acesso às Tecnologias de Informações e Comunicação (TIC’s).