Empreendedorismo cearense ganha prêmio

Agência do semiárido alia educação formal e tradição em metodologia que fortalece os elos da comunidade e estimula o crescimento econômico e social

14/02/2011
– Eles são do semiárido cearense, mas, ao contrário da leva nordestina que busca o Sudeste em busca de oportunidades de trabalho, encontraram lá mesmo, onde nasceram, o caminho para o crescimento, aliando educação e cooperação. Três anos depois de criada a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), o grupo de jovens empreendedores que acreditou na iniciativa não têm qualquer dúvida de que o sertão pode, sim, ser fértil em empreendedorismo.
Regina Nakayama e Ozires Silva
O trabalho realizado pela Adel, que mira na transformação social, no incremento econômico e no desenvolvimento social, foi um dos cinco agraciados, na última terça-feira,  em Curitiba, com o Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável,  criado para identificar e dar visibilidade às iniciativas inovadoras que contribuem para o desenvolvimento local e regional do País, com base na sustentabilidade.
Criada na microrregião do Médio Curu, no Ceará, a agência venceu na categoria Empreendedorismo Cívico e Público. Sem fins lucrativos, prioriza ações com foco na juventude e na agricultura familiar, por meio de uma metodologia que valoriza a educação formal, sem descartar as tradições e saberes locais, possibilitando uma parceria que fortalece as comunidades.
A almejada transformação social é fomentada por meio da promoção e do desenvolvimento econômico, da assessoria técnica, do microcrédito, da capacitação e da gestão de projetos e pequenos empreendimentos.  Com isso, a Adel, que integra a RTS, estimula a geração de emprego e renda, favorecendo o crescimento dos grupos locais.
Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, publicada na última quarta-feira, o ex-ministro da Infraestrutura Ozires Silva, criador do  prêmio, destacou a necessidade de se investir mais no empreendedorismo, já que, entre outras vantagens, isso poderia resultar na queda do nível de desemprego. “O mundo todo está atento ao empreendedorismo, que é algo valioso. Não podemos ficar para trás, porque o brasileiro tem muito potencial”, declarou o fundador da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e ex-presidente da Petrobras.
Promovida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pela Rede Paraense de Comunicação (RPC), a quarta prêmio destacou iniciativas sociais e ambientais. Além da Adel, foram agraciados quatro empreendimentos: Forplás, de Curitiba, na categoria Indústria, com um programa de reaproveitamento de resíduos de madeira; Cooperativa Industrial Agrária, de Guarapuava (PR),na categoria Agronegócio, com um projeto de gestão ambiental; Projeto Terra, de São Paulo, na categoria Comércio e Turismo, com o incentivo à venda de produtos artesanais; HSBC Climate Partnership, na categoria Cultura, com a redução do impacto das mudanças climáticas; e América Latina Logística (ALL), de Curitiba, na categoria Transporte e Logística, pelo sistema de armazenamento de água.
Por Karine Rodrigues, jornalista do portal da RTS em http://www.rts.org.br/noticias/destaque-3/empreendedorismo-cearense-ganha-premio
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *