Empreendedorismo e Protagonismo Social nas Escolas

 

Com o objetivo de debater a atuação de adolescentes e jovens na promoção do desenvolvimento local, a Adel realiza na próxima quinta-feira, 6 de dezembro, às 8h, o Seminário de Empreendedorismo e Protagonismo Social nas Escolas, no auditório da EEEP Alan Pinho Tabosa, em Pentecoste.

O evento encerra as atividades do Projeto Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais nas Escolas que faz parte do portfólio de ações do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). No Seminário, será abordado o quanto é importante o empreendedorismo e o protagonismo social na Escola. Os jovens, mesmo em um contexto de grande vulnerabilidade, quando são estimulados e apoiados são capazes de realizar ações positivas em suas vidas e nas comunidades onde vivem.

É o que está acontecendo com os beneficiários deste Projeto. No Seminário, eles vão apresentar os Microprojetos que eles elaboraram na oficina de Inovação e Tecnologias Socioambientais. Os Microprojetos envolvem temáticas diversas e foram elaborados com o objetivo de contribuir na solução de alguns desafios encontrados no ambiente escolar.

Dentre as temáticas que serão trabalhadas nas Escolas, destacam-se a realização de eventos culturais, melhorias na qualidade da merenda escolar, bullying na escola, educação ambiental, inclusão do público LGBTQ+ em sala de aula, combate às drogas e empatia no convívio escolar.

Todos os Microprojetos buscam criar uma convivência agradável entre alunos, professores e funcionários. Ao participarem de forma mais ativa na Escola, os jovens além de se desenvolverem enquanto pessoas, vão contribuir positivamente com a comunidade escolar e com o desenvolvimento local.

O Projeto

O Projeto Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais nas Escolas foi realizado ao longo do ano com adolescentes e jovens, na faixa etária entre 15 e 17 anos de idade, de quatro escolas da rede estadual de ensino: EEM São Sebastião em Apuiarés; EEM Waldemar Alcântara em São Gonçalo do Amarante; EEM Etelvina Gomes Bezerra em Pentecoste; e, EEFM Edite Alcântara Mota em General Sampaio.

No total, 400 estudantes foram beneficiados pelo Projeto e participaram das oficinas: Juventude e Direitos Humanos; Sustentabilidade e Conservação da Caatinga; Águas e Desenvolvimento do Semiárido; Juventude e Protagonismo Rural; Juventude e Empreendedorismo Rural e Inovação e Tecnologias Socioambientais. Eles também vivenciaram, ao final das oficinas, o Intercâmbio Educativo e elaboraram Microprojetos que serão implementados na própria Escola em que estudam.

O Projeto é realizado pela Adel em parceria com a UNESCO e a Rede Globo, por meio do Criança Esperança, e com o Conselho de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ceará (CEDCA/CE). Conta com o apoio da Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC-CE).

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *