Ganhador do Prêmio Rosani Cunha está na final de premiação da Folha de São Paulo

Brasília, 22/11 – “Primeiro, foi o Prêmio Rosani Cunha. Depois, a certificação como organização ecoeficiente na Econegócios Nordeste 2010. Agora, estamos na final do Prêmio Empreendedor Social do Futuro, da Folha de S. Paulo em parceria com a Fundação Schwab”. A declaração de Wagner Gomes expressa a satisfação pelo reconhecimento das ações desenvolvidas pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel). Diretor da organização, o jovem Wagner ganhou o Prêmio Rosani Cunha em março deste ano.

Iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Prêmio Rosani Cunha foi entregue para 21 participantes em três modalidades: práticas governamentais; da sociedade civil organizada; e estudos acadêmicos. Para participar da seleção, os trabalhos deveriam abordar, necessariamente, a articulação de programas e ações nas áreas de atuação do MDS: assistência social; gestão do Programa Bolsa Família; inclusão produtiva; e segurança alimentar e nutricional. Missões nacionais e internacionais para troca de experiências foram os prêmios concedidos aos selecionados.

A Adel é uma entidade que produz tecnologias e soluções modernas e inovadoras para incrementar as atividades econômicas e aumentar a eficiência na gestão produtiva de pequenas e médias propriedades, especialmente as que trabalham com a agricultura familiar. As atividades da agência são todas direcionadas a potencializar e articular saberes, vocações e oportunidades em prol do desenvolvimento econômico e social de comunidades e territórios cearenses através da formação de redes cooperativas, da produção de conhecimento e do apoio técnico contínuo a empreendimentos produtivos e sociais. Além de Wagner, outros jovens dos municípios de Apuiarés e Pentecoste, cidades do sertão do Ceará, participam do projeto. Segundo Wagner, a Adel tem se destacado por causa do “espírito de vanguarda e empreendedorismo de seus jovens fundadores”.
 

Wagner sonha agora com a conquista do Prêmio Empreendedor Social do Futuro. A premiação ocorrerá nesta quinta-feira (25), às 19h, em cerimônia restrita a convidados no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Apenas dez pessoas estão na final do concurso, que busca identificar líderes sociais em todo o País. Promovido em 14 países e em seis regiões de todos os continentes, o concurso brasileiro teve sete fases, sendo que 25 empreendedores foram selecionados para a semifinal e só dez, na final. O vencedor do Empreendedor Social do Futuro receberá uma consultoria de gestão e uma bolsa de estudos no terceiro setor.

Planos – O economista Wagner Gomes acredita que o Prêmio Rosani Cunha contribuiu para dar visibilidade aos projetos da Adel e afirma que as atividades serão ampliadas. “A conquista foi fruto da parceria com os jovens produtores e produtoras das comunidades rurais de Apuiarés, Pentecoste, Tejuçuoça, General Sampaio, Umirim e Itarema. Essa experiência de desenvolvimento tem se tornado um referencial para o fortalecimento do semiárido cearense. Esperamos, nos próximos anos, nos consolidar como uma organização com capacidade técnica e gerencial para executar projetos de larga escala e de gestão de conhecimento nas comunidades e territórios cearenses, a partir do ganho de legitimidade e da ampliação de parcerias locais e nacionais”, planeja.

Fernanda Souza
Ascom/MDS
3433-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *