“Eu já achava que sabia de tudo, a natureza e nossos pais ensinam muita coisa a gente, não tenha dúvida, mas, através das formações que participo da Adel e do acompanhamento dos técnicos, eu percebi que temos muito a aprender para melhorar nossa produção e, para acessar o mercado, é preciso investir em gestão, coisa que não tinha muita noção”.

Trabalhar na roça é uma atividade que Gilberto, 65 anos, aprendeu desde criança com o pai e repassou para os quatro filhos, que cresceram vendo ele trabalhar com agricultura de subsistência e criando bovinos, caprinos e ovinos na propriedade. Acreditar que, por meio da cooperação o meio rural poderia alcançar desenvolvimento, foi outra expertise que Gilberto percebeu desde cedo. Em 1987, juntamente com outros agricultores da comunidade de Canafístula, onde reside até hoje, fundou a Associação Comunitária dos Agricultores de Canafístula (ACAC) com o objetivo de buscar melhorias para a comunidade.

Gilberto é um dos primeiros agricultores a participar e a apoiar as atividades desenvolvidas pela Adel na região, que começou a mudar as práticas de produção na propriedade dele. A partir do diagnóstico das potencialidades da comunidade, oficinas, dias de campo e do contato com os técnicos da Adel, ele decidiu, juntamente com os demais produtores da associação, investir na produção de caprinos e ovinos, um grande potencial na comunidade.

Hoje, ele afirma que o apoio da Adel foi importante para que pudesse transformar a criação de caprinos e ovinos em um negócio rural. “Eu já achava que sabia de tudo, a natureza e nossos pais ensinam muita coisa a gente, não tenha dúvida, mas, através das formações que participo da Adel e do acompanhamento dos técnicos, eu percebi que temos muito a aprender para melhorar nossa produção e, para acessar o mercado, é preciso investir em gestão, coisa que não tinha muita noção”, afirma. Gilberto aprendeu também que é importante conhecer o mercado que compra o seu produto e a valorizar a mercadoria. Hoje, ele estoca parte da produção para vender em períodos de entressafra, com a mercadoria valorizada.