Inscrições para o Projeto Diversidade e Empreendedorismo de Jovens Rurais

 

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) torna público as inscrições para o Projeto Diversidade e Empreendedorismo de Jovens Rurais, ação que integra as estratégias de atuação do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) desenvolvido há 10 anos pela organização e selecionado pelo edital nacional LGBT+ Orgulho do Itaú Social em 2018.

O Projeto Diversidade e Empreendedorismo de Jovens Rurais é a primeira iniciativa da Adel com foco exclusivo para a comunidade LGBT+. Busca contribuir para o acesso de 25 jovens LGBT+ de comunidades rurais dos municípios de Pentecoste, Apuiarés, Tejuçuoca, Paracuru e São Gonçalo do Amarante, no Ceará, a conhecimento, crédito, redes colaborativas e tecnologias que lhes permitam empreender e permanecer com qualidade de vida em suas comunidades.

A inclusão socioprodutiva de jovens LGBT+ é um dos desafios no semiárido brasileiro. Diversos jovens que vivem no meio rural, em situação de vulnerabilidade socioeconômica, lidam diariamente com a hostilidade desse contexto que cria barreiras para que possam trabalhar e gerar renda para si mesmos.

A maioria destes jovens são intimidados, lidam com conflitos em suas famílias e sofrem diariamente com a exclusão, com o preconceito, com a violação de seus direitos, dificuldade de acesso à educação e ao mercado de trabalho. Por não encontrarem apoio em seus territórios, eles são os primeiros a migrar para centros urbanos.

O empreendedorismo é uma alternativa para jovens LGBT+ permanecerem em seus territórios. É uma estratégia que proporciona aos jovens maior autonomia para serem protagonistas de suas vidas e nas comunidades onde vivem. Por meio deste projeto, a Adel almeja junto com os parceiros criar possibilidades para mobilidade social positiva e a garantia de liberdades fundamentais aos jovens LGBT+ que vivem no meio rural.

Podem participar jovens com idade entre 18 e 32 anos, com Ensino Médio concluído e que residam em um dos cinco municípios de abrangência do projeto. As inscrições são on-line (https://forms.gle/ZyNhUqWWG1mU4Tj4A) ou na sede da Adel e estão abertas até 26 de abril.

Como funciona o projeto

O Projeto Diversidade e Empreendedorismo de Jovens Rurais será realizado ao longo de 2019 pela Adel e inclui além da formação em protagonismo e empreendedorismo, assessoria na elaboração de projetos de negócio, acesso a crédito e gestão.

A primeira atividade que o jovem participa ao ingressar no Projeto é o Curso Protagonismo e Empreendedorismo Rural. O Curso possui quatro (4) módulos, contabilizando 110 horas/aula. No curso serão ministradas oficinas sobre Desenvolvimento Local, Empreendedorismo Rural, Educação Financeira, Planejamento e Gestão, Administração na produção e gestão operacional, Comercialização e Protagonismo e Empreendedorismo Socioambiental.

A etapa formativa do Programa inclui ainda encontros focais, sessões de assessoria, palestras, mentorias coletivas, tutorias individuais e painéis para apresentação dos Projetos de Negócio. Os jovens também serão incentivados a cooperar e colaborar entre si, entre suas iniciativas, para formação de Arranjos Produtivos Locais (APLs), como contribuições para o desenvolvimento local.

Sobre a iniciativa

Este Projeto é fruto do edital nacional LGBT + Orgulho que visa incentivar o desenvolvimento de iniciativas que auxiliem e estimulem a visibilidade, segurança e respeito às pessoas LGBT+, com apoio institucional do Itaú Unibanco em parceria com a consultoria Mais Diversidade.

Por meio desta iniciativa a Adel busca fomentar o desenvolvimento de empreendimentos de negócios e impacto socioambiental em meio rural, proporcionando aos jovens LGBT+ acesso aos componentes de atuação do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER).

O PJER, criado pela Adel em 2009, consiste na aliança entre quatro (4) componentes: acesso a conhecimento, crédito orientado, apoio no fortalecimento organizativo e acesso as tecnologias de informação e comunicação. Mais de 1000 jovens empreendedores já foram apoiados pelo Programa e cerca de 90% desses jovens permanecem em suas comunidades. Este ano o PJER se encontra também em processo de expansão para o Amazonas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *