Jovens Rurais criam estratégias para driblar a crise provocada pelo coronavírus

Jéssica Gama, jovem empreendedora rural de Serrota, no munícipio de Pentecoste/CE

Devido a necessidade de isolamento social, inclusive nas comunidades rurais, os jovens empreendedores rurais do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), desenvolvido pela Adel, estão adotando diversas estratégias para driblar os desafios do dia a dia, no cenário de crise da Covid-19.

Com o suporte da Adel, por meio de assessorias virtuais, aqueles que atuam na produção agrícola, elaboraram estratégias para comercializar seus produtos durante o isolamento social. É o caso dos jovens da Cooperativa Caroá, que há dois meses, iniciaram a Feira Caroá em Casa em Fortaleza, e da empreendedora Jéssica Gama, que mora em Serrota, no munícipio de Pentecoste/CE.

Jéssica, 27, é agrônoma e cultiva grãos, frutíferas e hortaliças agroecológicas na propriedade da família. Para ela, o momento é de se reinventar, recriar e reorganizar as ideias. Ela acredita no fortalecimento de uma atividade sustentável no campo e o melhor aproveitamento dos quintais produtivos. Para garantir uma renda nesse período e alimentos saudáveis na mesa dos consumidores, ela começou a vender seus produtos para as famílias da sua comunidade e na sede do município. Os consumidores podem encomendar via telefone ou WhatsApp e os produtos são entregues em suas residências, seguindo todas medidas de higiene recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“A produção sustentável, a produção de quintal, é uma forte alternativa de renda e pertinho de casa, sem falar na entrega domiciliar que é favorável para as produções e única alternativa para esse momento de distanciamento social. Desde que finalizei o curso de empreendedorismo da Adel, minha visão para o interior mudou. O lugar de aconchego, mas que tem seus desafios, se transformou em um lugar de oportunidades de empreender. No quintal de minha casa tem uma cajazeira que já tem seus mais de 15 anos de produção. Nesse ano, tive um novo olhar e resolvi colher os frutos e vender”, reforça a jovem.

Jéssica também está comercializando a produção de milho e feijão. Apesar de algumas perdas na cultura do milho, a produção de feijão superou as expectativas, tendo uma demanda considerável. Os produtos disponíveis nesta semana são cajá, coco e banana. Os pedidos podem ser feitos via telefone ou WhatsApp: 85 98129 5722.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *