Jovens apresentam projetos ao programa Fundo Rotativo Solidário

Conquistar um emprego e melhorar sua formação são dois desafios naturais da juventude. O jovem é um ator estratégico do desenvolvimento de um país. Mas ainda estão longe de ser valorizados. A taxa de desemprego para brasileiros de 15 a 24 anos é 3,5 vezes maior do que a dos adultos, de acordo com pesquisa divulgada em maio de 2008 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Os dados mostram que o Brasil tem a maior proporção de jovens desempregados em uma análise que inclui Argentina, México, Alemanha, Espanha, Itália, França, Grã-Bretanha, Suécia e Estados Unidos.

Assim, há muito a ser feito. As políticas públicas que encaram os jovens como sujeitos de direitos devem prever ações voltadas à educação, saúde, combate à violência e qualificação profissional. Essa última, em especial, está diretamente direcionada à transição para a vida adulta e à contribuição do indivíduo para o desenvolvimento do país.

Neste sentido, a ADEL criou, em 2008, o projeto Fundo Rotativo Solidário, com o objetivo de incentivar jovens com vontade de montar seu próprio empreendimento, porém não possuem recursos financeiros para isto. A finalidade é apoiar e fortalecer iniciativas voltadas para a caprinovinocultura, horticultura, apicultura, artesanato, avicultura e prestação de serviços que contribuam para a geração de emprego e renda na microrregião do Médio Curu do Ceará, bem como o desenvolvimento social.

No dia 01 de setembro, 11 empreendimentos de 38 jovens dos municípios de Apuiarés e Pentecoste, foram apresentados a uma banca formada por representantes do poder público e da sociedade civil organizada, que notificaram que suas idéias estão prontas para serem implementadas. Atualmente o Fundo Rotativo Solidário apóia 17 projetos de 50 jovens do Médio Curu.

Os jovens além de receber apoio financeiro têm um acompanhamento do empreendimento. Existe a preocupação de despertar nos jovens a valorização e a responsabilidade pelo o incentivo que recebem. “Acreditamos que se construirmos uma cultura de responsabilidade, a partir da execução das atividades, bem como do financiamento, iremos ter uma geração de jovens empreendedores e com melhores condições de vida”, diz Wagner Gomes, um dos idealizadores do Fundo Rotativo Solidário.

ADEL realiza dia de campo sobre Ensilagem em Tejuçuoca


Os produtores de caprinos e ovinos de Tejuçuoca, região Norte do Estado, realizaram no dia 11 de agosto um dia de campo sobre Ensilagem, na propriedade do Sr. Wanderley Braga na comunidade de Alegria – Tejuçuoca/CE.

O maquinário utilizado na realização deste trabalho está contribuindo para o fortalecimento dos produtores familiares. E foram adquiridos recentemente, pela ADEL em parceira com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Associação Comunitária dos Agricultores de Canafístula (ACAC), Prefeitura Municipal de Tejuçuoca e Associação dos Criadores de Tejuçuoca (ACRIA).

A aquisição das máquinas custou R$ 8,5 mil – recurso proveniente do FUNDECI/BNB – e já atendeu 13 agricultores com uma produção de 12,5 toneladas de alimentos. O kit está beneficiando diversos produtores das comunidades de Alegria e Malaquias, conforme agenda definida pela ADEL e Secretaria de Desenvolvimento Rural de Tejuçuoca.

O projeto de Ensilagem recebe o acompanhamento dos técnicos da ADEL e da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Tejuçuoca. “A quantidade de ensilagem por produtor depende da demanda existente, ou seja, do tamanho do rebanho caprino ovino”, explica Helano Luz, coordenador técnico do projeto. Ele acrescenta que, além do kit, a ADEL comprou 1.600 m2 de lona, que foram doados aos produtores, que por sua vez, participam com a mão-de-obra no processo de ensilagem.

A iniciativa da ADEL é fazer com que o produtor tenha condições de armazenar forragem para o período de estiagem. A forragem é armazenada em silos cincho. Esta tecnologia permite que o produtor conserve pequenas quantidades de alimentos podendo usar o excedente ou os restos culturais de diversas forrageiras.

O processo de conservação dos alimentos para rebanhos caprinos e ovinos é antigo. No município, com cerca de 13 mil cabeças de caprinos e ovinos, o projeto de conservação de forragens garante o ganho de peso do rebanho e contribui para a melhoria da carne, além do estado sanitário dos animais no período de estiagem.

Agricultores Familiares de Apuiarés conquistam espaço de comercialização

A Feira da Agricultura Familiar Agroecológica de Apuiarés, resultado de uma parceria entre a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (ADEL), Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM), Prefeitura Municipal de Apuiarés, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Federação das Associações de Apuiarés (Faap) e Instituto SeSeMar espera se consolidar como um espaço para divulgação e venda dos produtos da agricultura familiar.

A última quarta-feira (02/09) foi movimentada para os grupos produtivos e os 10 agricultores que participaram da 1ª Feira da Agricultura Familiar Agroecológica de Apuiarés. O espaço pretende se tornar local de divulgação e comercialização dos produtos da agricultura familiar, proporcionando para a população do município acesso a produtos de qualidade, cultivados a partir dos princípios agroecológicos.

Para o agricultor Everardo Alves, da comunidade de Lagoa das Pedras, um dos grandes obstáculos para os produtos da agricultura familiar está na comercialização. “A feira será mais um espaço de divulgação e comercialização dos nossos produtos, já que é difícil competir diretamente no comércio, os nossos produtos têm a vantagem de serem produzidos numa perspectiva mais agroecológica”. O agricultor faz parte do Projeto Agentes Multiplicadores em Agroecologia da Fundação Konrad Adenauer (Projeto AFAM) em parceria com a ADEL e Instituto SeSeMar.

Diversos produtos como hortaliças, frutas, verduras, jeremum, milho, feijão, mel, artesanato e derivados como bolos, tapioca, sucos naturais, entre outros produtos podem ser encontrados na feira, que acontecerá quinzenalmente no município.

Serviço: Feira da Agricultura Familiar Agroecológica de Apuiarés
Próxima Feira: 16 de Setembro de 2009
Horário: 06h às 10h.
Local: Praça Alcides Paraíba, Centro, Apuiarés – CE.
Contato: (85) 91247403 / adelmediocuru@yahoo.com.br