Adel implantará Agroindústria em Pentecoste

Pequenos agricultores de Pentecoste (CE) ganharão uma agroindústria de processamento de produtos derivados de carnes caprina e ovina, equipada com serra elétrica, moedor de carne, misturador de massa, freezer, embutideira e balança elétrica digital.
Com o projeto “Tecnologia de Processamento da Carne Ovinocaprina em Pentecoste”, a Adel é umas das entidades selecionadas em edital do Programa de Pesquisa e Difusão de Tecnologias para Caprinos e Ovinos do Banco do Nordeste.
A agroindústria de processamento de Pentecoste será administrada por um grupo gestor composto pela Associação dos Produtores de Rancho dos Moços, Adel e Banco do Nordeste. O projeto prevê o treinamento dos agricultores na produção de embutidos e cortes padronizados de carnes e acompanhamento técnico especializado aos produtores.
O projeto liderado pela Adel contará com R$ 49 mil do Banco do Nordeste, através do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) e do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundeci).
Segundo o diretor da Adel, o economista Wagner Gomes, o projeto visa dar oportunidades de qualificação da mão de obra local, bem como agregação de valor da caprinovinocultura no âmbito da agricultura familiar. 
“Esta ação incluirá economicamente agricultores familiares na cadeia de produção da caprinovinocultura de corte no município de Pentecoste” enfatiza, Wagner.

Lançamento no Brasil do filme Ciclovida: Lifecycle

Ciclovida: Lifecycle é um documentário narrativo que segue um grupo de pequenos agricultores do Ceará numa viagem atravessando o continente da América do Sul de bicicleta, na campanha de resgate das sementes naturais.

Os viajantes documentam a dominação dos agrocombustíveis no campo e o deslocamento de milhões de pequenos agricultores e comunidades indígenas. www.ciclovida.org

O Brasil é responsável por 12% das lavouras geneticamente modificadas no mundo. É o que mostra estudo divulgado pelo Serviço Internacional para a Agrobiotecnologia.

Os viajantes documentam a dominação dos agrocombustíveis no campo e o deslocamento de milhões de pequenos agricultores e comunidades indígenas. Cultivos e matas nativas estão sendo substituídos por desertos verdes de monoculturas transgênicas onde nada mais, planta ou animal, pode sobreviver aos agrotóxicos.

O documentário faz parte do projeto Ciclovida e foi produzido pelos irmãos americanos Matt Feinstein e Loren Feinstein com colaborações de ativistas brasileiros.

Lifecycle foi escolhido melhor documentário na categoria conservação do Green Screen Environmental Festival Film/2010 e selecionado para o Blue Planet Film Fest em Los Angeles (EUA) e Byron Bay Film Festival na Austrália.

Serviço:
02/03/11 (Quarta-feira)
19h na Vila das Artes
 Rua 24 de Maio,1221, Centro – Fortaleza 
Após do filme, discussão com cineastas

Fonte: http://ciclovida.org/pt-br/node/39 

Jovens do PEJR recebem visita de colaboradores

Nesta terça-feira, dia 22 de fevereiro, aconteceu mais um dia de atividades intensas na VIII sequência de formação do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural – PEJR.

Pela manhã, o diretor técnico da Adel, Adriano Batista, apresentou uma palestra sobre o tema Cadeias Produtivas, contextualizando as informações de acordo com a realidade do jovem rural.

À tarde, os jovens participaram de uma aula teórica sobre ovino e caprino com Helano Luz, gerente de projetos de caprinovinocultura da Adel e sobre apicultura com Marciano Moreira, engenheiro agrônomo e pesquisador da Universidade Federal do Ceará.
O grupo também recebeu a visita de Guilherme Mattoso, do Instituto Souza Cruz, que veio ao Centro de Formação para atualizar as informações sobre os jovens participantes do PEJR.

Ainda esta semana, na quinta-feira, o grupo participará de oficinas práticas sobre avicultura, caprinovinocultura e apicultura, de acordo com a afinidade dos projetos dos jovens.

“A cada nova sequência temos a oportunidade de adquirir mais conhecimentos, esta semana nos surpreendemos com a diversidade de temas abordados. Já estamos ansiosos para a próxima sequência”, relata a jovem Camila Cardoso, participante do PEJR.

VIII Sequência do PEJR

Iniciou hoje, a VIII Sequência do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR), desenvolvido pela ADEL, em parceria com o Instituto Souza Cruz e Fundação Konrad Adenauer.

A VIII Sequência tem como objetivo apresentar diferentes realidades organizativas de empreendimentos sociais e econômicos presentes no território como etapa preparatória à Viagem de Estudos dos jovens.
Durante esta sequência será analisado as dimensões de viabilidade social, técnica, legal, ambiental e política dos projetos dos jovens, e eles participaram de várias oficinas sobre Engenharia de Projetos.

Nesta semana, eles vão estudar sobre cadeias produtivas, aprofundando seus conhecimentos na área de apicultura e ovinocaprinocultura, e terão como colaboradores a equipe técnica da ADEL.

Casa do Mel é construída em Vila Nova Serrota

A Unidade de Extração dos Produtos das Abelhas, normalmente denominada “Casa do Mel”, está na fase final de sua construção, na comunidade de Vila Nova Serrota, em Pentecoste. 

Resultado de uma parceria entre a ADEL, ETENE/FUNDECI/BNB, Prefeitura e Associação Comunitária dos Apicultores de Vila Nova Serrota (AVNAPIS), a unidade tem o acompanhamento e orientação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A construção da Unidade de Extração dos Produtos das Abelhas é um dos produtos do Projeto Apicultura Integrada e Sustentável, que tem como objetivo aumentar a produtividade e rentabilidade da produção apícola, por meio da organização e estruturação da cadeia produtiva. 

As principais metas são o treinamento e capacitação dos apicultores em manejo geral, produção de própolis, rainhas, boas práticas, beneficiamento, conservação e custo de produção. 

Segundo Adriano Batista, Diretor Técnico da ADEL, trabalhar com os pequenos apicultores a organização e reestruturação da cadeia traz bons resultados, pois a apicultura é uma atividade socialmente justa e ambientalmente correta.

“Esta unidade vai contribuir bastante com o desenvolvimento da cadeia produtiva na comunidade, pois ao manipular os produtos alimentícios de forma higiênica e segura, os produtos terão mais qualidade”, enfatiza Adriano.

Projeto Juventude Empreendedora chega a Pentecoste

A Prefeitura Municipal de Pentecoste acaba de fechar uma parceria com o Governo do Estado do Ceará para a implantação do Projeto Juventude Empreendedora. O projeto beneficiará 50 jovens de 17 e 21 anos, com renda per capita familiar menor ou igual a meio salário mínimo, matriculados na escola pública regular.
O Projeto Juventude Empreendedora tem por objetivo fornecer o desenvolvimento dos valores de responsabilidade social e da cultura empreendedora na formação pessoal, social e comunitária dos jovens, visando assim sua integração na comunidade, na sociedade e no mercado de trabalho. Funciona como um processo de aprendizagem teórica e prática, dividido em três etapas, foca temas que proporcionam a formação básica e específica de acordo com cada curso.
Em todas as fases, o projeto trabalha o desenvolvimento de comportamentos e condutas voltadas para a gestão empreendedora e a comercialização da produção. Na última etapa, a ação direciona o jovem para as possibilidades de inserção no mercado de trabalho, além de promover o assessoramento para a criação de negócios individuais e coletivos.
O Projeto Juventude Empreendedora tem como matriz institucional a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) e Prefeituras Municipais.

Seminário na Alemanha discute agricultura familiar brasileira

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e o Planeta Orgânico realizam nesta terça-feira (15/02), em Nuremberg, na Alemanha, um seminário para mostrar o crescimento da agricultura familiar brasileira nos mercados de produtos orgânicos, doméstico e internacional. O evento Sociobiodiversidade Brasileira e a Copa 2014 acontece na véspera da Biofach, maior feira de produtos orgânicos que recebe 43 mil profissionais do segmento de 124 países, também realizada na cidade.

O MDA participa do estande do Projeto Organics Brasil, que terá oito empresas expositores e mais de 20 como visitantes na Biofach e ainda contará com 10 cooperativas aptas para exportação que trabalham com produtos como cacau, café, castanha de caju, mel, umbu, cachaça, açúcar e guaraná.

Segundo informações dos organizadores do evento, o coordenador do Projeto Organics Brasil, Ming Liu, vai mostrar as oportunidades de negócios para os produtores familiares, os dados mais recentes do setor no Brasil e como explorar o potencial da marca Brasil.

O tema do painel de abertura do seminário agregará destacará as oportunidades de parceria com o setor privado, particularmente com o projeto Talentos Brasil Rural.

Entre os palestrantes estão Julio Pinho, gerente de Agroextrativismo do Ministério do Meio Ambiente; Iran Trentim, presidente da Associação Brasileira da Agricultura Familiar Orgânica, Agroecológica e Agroextrativista; Rogério Ern, da Secretaria da Agricultura Familiar; Maria Beatriz Martins Costa, diretora executiva do Planeta Orgânico; e Jedielson de Jesus Oliveira, representante da Copoam, PA, e Terezinha Maria de Oliveira Medeiros, representante da Coopercaju, RN.

O Seminário espera receber convidados das principais redes de distribuição de orgânicos da Europa e Estados Unidos.

 

Empreendedorismo cearense ganha prêmio

Agência do semiárido alia educação formal e tradição em metodologia que fortalece os elos da comunidade e estimula o crescimento econômico e social

14/02/2011
– Eles são do semiárido cearense, mas, ao contrário da leva nordestina que busca o Sudeste em busca de oportunidades de trabalho, encontraram lá mesmo, onde nasceram, o caminho para o crescimento, aliando educação e cooperação. Três anos depois de criada a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), o grupo de jovens empreendedores que acreditou na iniciativa não têm qualquer dúvida de que o sertão pode, sim, ser fértil em empreendedorismo.
Regina Nakayama e Ozires Silva
O trabalho realizado pela Adel, que mira na transformação social, no incremento econômico e no desenvolvimento social, foi um dos cinco agraciados, na última terça-feira,  em Curitiba, com o Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável,  criado para identificar e dar visibilidade às iniciativas inovadoras que contribuem para o desenvolvimento local e regional do País, com base na sustentabilidade.
Criada na microrregião do Médio Curu, no Ceará, a agência venceu na categoria Empreendedorismo Cívico e Público. Sem fins lucrativos, prioriza ações com foco na juventude e na agricultura familiar, por meio de uma metodologia que valoriza a educação formal, sem descartar as tradições e saberes locais, possibilitando uma parceria que fortalece as comunidades.
A almejada transformação social é fomentada por meio da promoção e do desenvolvimento econômico, da assessoria técnica, do microcrédito, da capacitação e da gestão de projetos e pequenos empreendimentos.  Com isso, a Adel, que integra a RTS, estimula a geração de emprego e renda, favorecendo o crescimento dos grupos locais.
Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, publicada na última quarta-feira, o ex-ministro da Infraestrutura Ozires Silva, criador do  prêmio, destacou a necessidade de se investir mais no empreendedorismo, já que, entre outras vantagens, isso poderia resultar na queda do nível de desemprego. “O mundo todo está atento ao empreendedorismo, que é algo valioso. Não podemos ficar para trás, porque o brasileiro tem muito potencial”, declarou o fundador da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e ex-presidente da Petrobras.
Promovida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pela Rede Paraense de Comunicação (RPC), a quarta prêmio destacou iniciativas sociais e ambientais. Além da Adel, foram agraciados quatro empreendimentos: Forplás, de Curitiba, na categoria Indústria, com um programa de reaproveitamento de resíduos de madeira; Cooperativa Industrial Agrária, de Guarapuava (PR),na categoria Agronegócio, com um projeto de gestão ambiental; Projeto Terra, de São Paulo, na categoria Comércio e Turismo, com o incentivo à venda de produtos artesanais; HSBC Climate Partnership, na categoria Cultura, com a redução do impacto das mudanças climáticas; e América Latina Logística (ALL), de Curitiba, na categoria Transporte e Logística, pelo sistema de armazenamento de água.
Por Karine Rodrigues, jornalista do portal da RTS em http://www.rts.org.br/noticias/destaque-3/empreendedorismo-cearense-ganha-premio

Secretário de Agricultura de General Sampaio, José do Egito visita o escritório da Adel

Na manhã desta segunda, dia 14, esteve visitando o escritório da Adel em Fortaleza, o secretário de agricultura de General Sampaio, José do Egito. Na ocasião, o secretário foi recebido pelo diretor executivo da Adel, Wagner Gomes e pela gerente de projetos de jovens, Aurenir Luz. 
O encontro teve o objetivo de discutir novos projetos da Adel para General Sampaio. O município é beneficiado pelas ações da instituição principalmente, no setor de juventude, onde são atendidos os jovens através do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural – PEJR.

Adel conquista Prêmio Ozires Silva

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) ganhou na noite de ontem (08/02), em Curitiba-PR, o Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável, uma iniciativa que visa identificar e reconhecer o empreendedorismo nos principais setores de atividade econômica do Brasil que contribuíram ou contribuem para o desenvolvimento sustentável da sociedade e prestigiar as empresas que promovem o empreendedorismo. 

Promovida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pela Rede Paranaense de Comunicação (RPC), a premiação destaca as principais iniciativas empreendedoras e sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento local e regional. O nome do prêmio leva o nome de Ozires Silva, um dos maiores empreendedores brasileiros e fundador da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer).

Regina Nakayama (representante da Adel) recebe o prêmio das mãos de Ozires Silva

Os demais ganhadores deste ano são: Forplas Fábrica de Escadas Ltda (categoria Indústria), a Coo­­pe­­rativa Industrial Agrária (Agro­­ne­­gócio), o Projeto Terra Ltda. (Co­­mér­­­cio e Turismo), o HSBC (Cultura) e a ALL (Transporte e Logística). “O objetivo não é apenas premiar as iniciativas inovadoras, para que esses projetos se tornem mais conhecidos, mas também fazer com que o prêmio inspire outras empresas a atuar na mes­­ma linha”, afirma superintendente do Isae/FGV, Norman Arruda Filho. 

Veja os cases vencedores em cada uma das categorias:

Cívico-Público
A Agência de Desenvolvimento Econômico Local – Adel, Pentecoste-Cea­­rá, é um empreendimento social, que presta consultoria e treinamento a produtores do estado. A idéia do programa, que venceu a categoria de empreendedorismo Cívico-Público, é fortalecer as redes cooperativas cearenses, com capacitação e apoio técnico a produtores locais.  

Comércio e Turismo
Um projeto para incentivar o consumo consciente venceu a categoria Comércio e Turismo. O Projeto Terra Ltda., de São Paulo, incentiva a venda de produtos artesanais provenientes de trabalhos sociais ou de origem reconhecidamente ecológica. O programa tem ações de incentivo à produção, divulgação e venda dos artesanatos.

Indústria
A Forplas Fábrica de Escadas Ltda, de Curitiba, foi a vitoriosa na categoria Indústria com um programa de reaproveitamento de resíduos de madeiras, depois transformados em degraus de escadas. A partir dos resíduos, a empresa também criou uma linha de produtos com design alternativo, como cadeiras, mesas, biombos, tr eliças e redes de madeira.

Agronegócio
A Cooperativa Industrial Agrária, de Guarapuava, possui desde 2002 um projeto de gestão ambiental em que tenta reduzir a poeira e os ruídos em suas indústrias. A cooperativa também implementou, em 2006, a coleta seletiva de lixo em todos os seus departamentos. Os investimentos no programa chegam a R$ 17 milhões, de acordo com o site da empresa.

Cultura
O programa ambiental do HSBC, o HSBC Climate Partnership, vencedor da categoria Cultura, é uma parceria do banco com outras quatro organizações: WWF, The Cli­­mate Group, Earthwatch Institute e Smithso­­nian Tropical Research Institute. Com investimento de US$ 100 milhões, o programa busca reduzir o impacto das mudanças climáticas. São quatro linhas estratégicas de atuação: preservação de fontes de água doce, redução das emissões de gases do efeito estufa nas grandes metrópoles, pes­­quisas sobre a biodiversidade em florestas tropicais e o engajamento pessoal para transformar a atitude individual dos colaboradores.

Transporte e Logística
O programa de reutilização de água de chuva da ALL – América Latina Logística venceu a categoria Transporte e Logística. A empresa utiliza um sistema de armazenamento da água para posterior utilização na lavagem das locomotivas nas cidades de Araraquara e Bauru, no interior de São Paulo, e Curitiba e Ma­­ringá, no Paraná.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/posgraduacao/conteudo.phtml?tl=1&id=1094882&tit=Reuso-de-agua-e-de-residuos-ganha-premio</font%3E