Adel conquista Prêmio FIES 2012


O Programa Jovem Empreendedor Rural, desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), conquistou o prêmio nacional concedido pelo Fundo Itaú de Excelência Social – o FIES 2012 – concorrendo com mais de 1.200 projetos em todo o Brasil.

Na edição de 2012, o FIES selecionou programas que atuam no atendimento direto à crianças e adolescentes e na formação de educadores nas áreas de educação infantil, educação ambiental e educação para o trabalho, que estejam em execução há pelo menos dois anos.
O Programa Jovem Empreendedor Rural, que participou da premiação na categoria educação para o trabalho, oportuniza o desenvolvimento de negócios rurais protagonizados por jovens empreendedores dos municípios de Pentecoste, Apuiarés, Tejuçuoca e General Sampaio, localizados no semiárido cearense. 
O Programa oferece serviços de formação técnica e gerencial, assistência técnica, crédito orientado para implantação dos planos negócios, articulação de arranjos produtivos locais e acesso às tecnologias de informação e comunicação.
Para o Diretor Executivo da Adel, Wagner Gomes, o prêmio do Fundo Itaú de Excelência Social, foi um belo presente de Natal antecipado: “mais do que o valor em dinheiro, esta premiação tem uma importância fundamental para a Adel, pois, por possuir concorrentes de todo o Brasil, possibilita visibilidade nacional e a concretização de novas parceiras”, afirmou ele. No total, 15 organizações foram premiadas, sendo apenas três na mesma categoria da qual a Adel participou. 
O FIES investe em ações de empresas socialmente responsáveis e destina 50% da sua taxa de administração para projetos educacionais desenvolvidos por organizações não governamentais. De 2004 até o final deste ano, o FIES terá destinado mais de 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadores.
Confira a lista completa dos vencedores do prêmio aqui.

Adel conquista Prêmio FIES 2012

O Programa Jovem
Empreendedor Rural, desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Econômico
Local (Adel), conquistou o prêmio nacional concedido pelo Fundo Itaú de
Excelência Social – o FIES 2012 – concorrendo com mais de 1.200 projetos em
todo o Brasil.

Na edição de
2012, o FIES selecionou programas que atuam no atendimento direto à crianças e
adolescentes e na formação de educadores nas áreas de educação infantil,
educação ambiental e educação para o trabalho, que estejam em execução há pelo
menos dois anos.
O Programa Jovem
Empreendedor Rural, que participou da premiação na categoria educação para o
trabalho, oportuniza o desenvolvimento de negócios rurais protagonizados por
jovens empreendedores dos municípios de Pentecoste, Apuiarés, Tejuçuoca e
General Sampaio, localizados no semiárido cearense. 
O Programa
oferece serviços de formação técnica e gerencial, assistência técnica, crédito
orientado para implantação dos planos negócios, articulação de arranjos
produtivos locais e acesso às tecnologias de informação e comunicação.
Para o Diretor
Executivo da Adel, Wagner Gomes, o prêmio do Fundo Itaú de Excelência Social,
foi um belo presente de Natal antecipado: “mais do que o valor em dinheiro,
esta premiação tem uma importância fundamental para a Adel, pois, por possuir
concorrentes de todo o Brasil, possibilita visibilidade nacional e a
concretização de novas parceiras”, afirmou ele. No total, 15 organizações foram
premiadas, sendo apenas três na mesma categoria da qual a Adel participou. 
O FIES investe
em ações de empresas socialmente responsáveis e destina 50% da sua taxa de
administração para projetos educacionais desenvolvidos por organizações não
governamentais. De 2004 até o final deste ano, o FIES terá destinado mais de 20
milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil
crianças e 2 mil educadores.
Confira a lista completa
dos vencedores do prêmio aqui.

Projeto Empreendedorismo Juvenil e Agricultura Urbana realiza Intercâmbio

Na última sexta-feira (07/12) aconteceu o Intercâmbio dos jovens participantes do projeto Empreendedorismo Juvenil e Agricultura Urbana na Fundação Nacional do Índio (FUNAI), localizada no município de Maracanaú/CE.

Os jovens dos municípios de Pentecoste e Apuiarés que participam do projeto tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho realizado pela Fundação na área de Agricultura Urbana, as atividades realizadas pelos indígenas nas suas comunidades e a cultura local.


O intercâmbio é a atividade de conclusão do curso “Empreendedorismo em Agricultura Urbana” que os jovens participaram nos últimos meses. Além disso, é um incentivo para eles desenvolverem seus quintais produtivos, atividade da próxima etapa do projeto.

Segundo Anderson Vieira, que coordena as atividades do projeto em Pentecoste, o intercâmbio foi um momento muito importante para os jovens e de muitas aprendizagens, que foram além das técnicas de agricultura. “Eles tiveram a oportunidade de conhecer outra cultura, outras formas de produção, levando com eles informações importantes para sua formação de vida”, comenta ele.

O projeto Empreendedorismo Juvenil em Agricultura Urbana é realizado pela Adel em parceria com o Fundo de Juventude do Programa das Nações Unidas de Assentamentos Urbanos (ONU-Habitat) e o apoio da EEEP Alan Pinho Tabosa e Prefeitura Municipal de Apuiarés.

Projeto Empreendedorismo Juvenil e Agricultura Urbana realiza Intercâmbio

Na última sexta-feira (07/12) aconteceu o Intercâmbio
dos jovens participantes do projeto Empreendedorismo Juvenil e Agricultura
Urbana na Fundação Nacional do Índio (FUNAI), localizada no município de
Maracanaú/CE.
Os jovens dos municípios de Pentecoste e Apuiarés
que participam do projeto tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho
realizado pela Fundação na área de Agricultura Urbana, as atividades realizadas
pelos indígenas nas suas comunidades e a cultura local.
O intercâmbio é a atividade de conclusão do curso
“Empreendedorismo em Agricultura Urbana” que os jovens participaram nos
últimos meses. Além disso, é um incentivo para eles desenvolverem seus
quintais produtivos, atividade da próxima etapa do projeto.
Segundo Anderson Vieira, que coordena as
atividades do projeto em Pentecoste, o intercâmbio foi um momento muito
importante para os jovens e de muitas aprendizagens, que foram além das
técnicas de agricultura. “Eles tiveram a oportunidade de conhecer outra
cultura, outras formas de produção, levando com eles informações importantes
para sua formação de vida”, comenta ele.

O projeto Empreendedorismo Juvenil em Agricultura
Urbana é realizado pela Adel em parceria com o Fundo de Juventude do Programa
das Nações Unidas de Assentamentos Urbanos (ONU-Habitat) e o apoio da EEEP Alan
Pinho Tabosa e Prefeitura Municipal de Apuiarés.

Realizada a formatura da segunda turma do PEJR no Ceará

Na última sexta-feira (07/12), aconteceu em Apuiarés a cerimônia de entrega dos certificados de conclusão da formação do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR), realizado pela Adel em parceria com o Instituto Souza Cruz, desde 2009.

Esta foi a segunda turma do programa no Ceará a concluir a formação. Composta por 30 jovens (15 meninas e 15 meninos), de quatro municípios do Território dos vales do Curu e Aracatiaçu (Apuiarés, Pentecoste, Tejuçuoca e General Sampaio).

Ao longo de um ano de formação no PEJR, e no decorrer das 15 sequências de alternância cada jovem elaborou um projeto de vida para construir, de forma qualificada e sustentável, uma proposta de negócio rural para gerar oportunidades e renda no campo, para a família e a comunidade.

Os projetos desenvolvidos pela segunda turma apresentam como diferencial o desejo de implantarem projetos agrícolas e não-agrícolas. Raimundo Gerfeson, residente na comunidade de Providência é um jovens que pretende desenvolver um projeto não-agrícola na comunidade. Seu desejo é implantar a Panificadora Provipan, oferecer um serviço de qualidade e quem sabe até trazer seus pais para trabalhar com ele. “Através do PEJR eu aprendi a valorizar ainda mais o local onde moro, e penso que através do meu empreendimento vou contribuir com o desenvolvimento da minha comunidade, gerar renda suficiente para minha família, e quem sabe trazer meus pais que moram em Fortaleza, por não ter trabalho em Providência, para trabalhar comigo”, enfatiza.

A maioria dos projetos expressam a vontade inovadora e política dos jovens em apostarem numa atividade geradora de trabalho e renda, que lhes garantam autonomia na Unidade Familiar e contribua para sua permanência no campo com qualidade de vida e benefícios para si e para a comunidade.

Segundo a educadora Aurigele Alves o PEJR através da metodologia e da proposta pedagógica permite ao longo da formação muitas transformações na vida dos jovens. “Ao longo de um ano vi o crescimento de cada um deles, e na última sequência pude ouvir os depoimentos e perceber o desejo de cada jovem de construir um meio rural com melhores condições de vida. Para nós educadores é muito gratificante chegar ao fim de uma formação com uma turma preparada e convicta do que construíram neste ano”, afirma ela.

Além do Instituto Souza Cruz, a Adel contou com o apoio das Prefeituras Municipais de Apuiarés, General Sampaio e Tejuçuoca para executar o programa. A primeira turma do PEJR no Ceará concluiu a formação em julho de 2011. A maioria dos jovens formados estão com seus empreendimentos consolidados e/ou atuando como Agentes de Desenvolvimento Rural (ADR) no Médio Curu.

Realizada a formatura da segunda turma do PEJR no Ceará

Na última sexta-feira (07/12),
aconteceu em Apuiarés a cerimônia de entrega dos certificados de conclusão da
formação do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR), realizado pela
Adel em parceria com o Instituto Souza Cruz, desde 2009.
Esta foi a segunda turma do
programa no Ceará a concluir a formação. Composta por 30 jovens (15 meninas e
15 meninos), de quatro municípios do Território dos vales do Curu e Aracatiaçu
(Apuiarés, Pentecoste, Tejuçuoca e General Sampaio).
Ao longo de um ano de formação no
PEJR, e no decorrer das 15 sequências de alternância cada jovem elaborou um
projeto de vida para construir, de forma qualificada e sustentável, uma
proposta de negócio rural para gerar oportunidades e renda no campo, para a
família e a comunidade.
Os projetos desenvolvidos pela
segunda turma apresentam como diferencial o desejo de implantarem projetos
agrícolas e não-agrícolas. Raimundo
Gerfeson, residente na comunidade de Providência é um jovens que pretende desenvolver
um projeto não-agrícola na comunidade. Seu desejo é implantar a Panificadora
Provipan, oferecer um serviço de qualidade e quem sabe até trazer seus pais
para trabalhar com ele. “Através do PEJR eu aprendi a valorizar ainda mais o
local onde moro, e penso que através do meu empreendimento vou contribuir com o
desenvolvimento da minha comunidade, gerar renda suficiente para minha família,
e quem sabe trazer meus pais que moram em Fortaleza, por não ter trabalho em
Providência, para trabalhar comigo”, enfatiza.
A maioria dos projetos expressam a
vontade inovadora e política dos jovens em apostarem numa atividade geradora de
trabalho e renda, que lhes garantam autonomia na Unidade Familiar e contribua
para sua permanência no campo com qualidade de vida e benefícios para si e para
a comunidade.
Segundo a educadora Aurigele Alves o PEJR através
da metodologia e da proposta pedagógica permite ao longo da formação muitas
transformações na vida dos jovens. “Ao longo de um ano vi o crescimento de cada
um deles, e na última sequência pude ouvir os depoimentos e perceber o desejo
de cada jovem de construir um meio rural com melhores condições de vida. Para
nós educadores é muito gratificante chegar ao fim de uma formação com uma turma
preparada e convicta do que construíram neste ano”, afirma ela.
Além do Instituto Souza Cruz, a Adel contou
com o apoio das Prefeituras Municipais de Apuiarés, General Sampaio e Tejuçuoca
para executar o programa. A primeira turma do PEJR no Ceará concluiu a formação
em julho de 2011. A maioria dos jovens formados estão com seus empreendimentos
consolidados e/ou atuando como Agentes de Desenvolvimento
Rural (ADR) no Médio Curu.

Adel realiza a I Mostra de Projetos do Jovem Empreendedor Rural do Médio Curu

Ontem (06/12), aconteceu no Centro de Pesquisas Ictiológicas do DNOCS, em Pentecoste, a I Mostra de Projetos do Jovem Empreendedor Rural do Médio Curu. Ao todo 30 jovens da 2ª Turma do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR) apresentaram os projetos que eles desejam implementar em 2013.

O evento iniciou com a apresentação da educadora Aurigele Alves sobre o processo de formação dos jovens e a importância da Mostra que representa a culminância de um ano de estudos da turma. Em seguida, Evilene Abreu, sócio-fundadora da Adel e coordenadora de comunicação da instituição apresentou as perspectivas do Programa Jovem Empreendedor Rural desenvolvido pela Adel para os próximos anos.

Na sequência o jovem Raimundo Jefferson falou da importância do momento, enfatizando os tipos de projetos elaborados por cada jovem. E por último os avaliadores e visitantes da Mostra apreciaram os projetos expostos pelos jovens.


Para o jovem Marcos Rocha, do Assentamento Chaparral, em Tejuçuoca, a mostra foi uma oportunidade para apresentar à comunidade suas expectativas e seu projeto. “A Mostra foi importante para demonstrar para os nossos pais, amigos e avaliadores os conhecimentos adquiridos durante todo o ano. Eu fiquei muito emocionado em ouvir as sugestões do avaliador e ser parabenizado pelo o meu projeto”, enfatiza o jovem.


A Mostra de Projetos contou com a participação dos pais, educadores, avaliadores e demais pessoas da comunidade, e o apoio do Instituto Souza Cruz.

Adel realiza a I Mostra de Projetos do Jovem Empreendedor Rural do Médio Curu

Ontem
(06/12), aconteceu no Centro de Pesquisas Ictiológicas do DNOCS, em Pentecoste,
a I Mostra de Projetos do Jovem Empreendedor Rural do Médio Curu. Ao todo 30
jovens da 2ª Turma do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR) apresentaram
os projetos que eles desejam implementar em 2013.
O
evento iniciou com a apresentação da educadora Aurigele Alves sobre o processo
de formação dos jovens e a importância da Mostra que representa a culminância
de um ano de estudos da turma. Em seguida, Evilene Abreu, sócio-fundadora da
Adel e coordenadora de comunicação da instituição apresentou as perspectivas do
Programa Jovem Empreendedor Rural desenvolvido pela Adel para os próximos anos.
Na
sequência o jovem Raimundo Jefferson falou da importância do momento,
enfatizando os tipos de projetos elaborados por cada jovem. E por último os
avaliadores e visitantes da Mostra apreciaram os projetos expostos pelos
jovens.
Para
o jovem Marcos Rocha, do Assentamento Chaparral, em Tejuçuoca, a mostra foi uma
oportunidade para apresentar à comunidade suas expectativas e seu projeto. “A
Mostra foi importante para demonstrar para os nossos pais, amigos e avaliadores
os conhecimentos adquiridos durante todo o ano. Eu fiquei muito emocionado em
ouvir as sugestões do avaliador e ser parabenizado pelo o meu projeto”, enfatiza
o jovem.
A
Mostra de Projetos contou com a participação dos pais, educadores, avaliadores e
demais pessoas da comunidade, e o apoio do Instituto Souza Cruz.

Adel participa do evento de divulgação dos projetos que receberão apoio do Criança Esperança em 2013

Na última terça-feira (04/12) Helano Luz Lopes, Diretor Técnico da Adel, e Gláucio Gomes, Coordenador de Desenvolvimento Institucional, participaram do evento de divulgação dos projetos que receberão apoio do Criança Esperança em 2013, no Espaço Tom Jobim, Rio de Janeiro.

Durante o evento a Unesco anunciou os 86 projetos que receberão apoio financeiro do Criança Esperança em 2013. Os projetos foram divididos em 8 categorias: “Preparação para o o mundo do trabalho e protagonismo social” (16 projetos selecionados); “Fortalecimento e apoio à educação formal” (14 projetos); “Inclusão de pessoas com deficiência” (10 projetos); “Diversidade racial e de gênero” (7 projetos); “Fortalecimento da rede de proteção social e garantia de direitos” (8 projetos); “Esporte e desenvolvimento” (8 projetos); “Educação para o desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente” (5 projetos); “Arte e cultura” (18 projetos).

O projeto Formação de Jovens Empreendedores Rurais, desenvolvido pela Adel, é um dos projetos que serão apoiados em 2013. Ao todo 70 jovens dos municípios do Médio Curu serão beneficiados diretamente por esta ação que proporciona o acesso ao conhecimento e estimula o empreendedorismo e o desenvolvimento econômico local.

Adel participa do evento de divulgação dos projetos que receberão apoio do Criança Esperança em 2013

Na
última terça-feira (04/12) Helano Luz Lopes, Diretor Técnico da Adel, e Gláucio
Gomes, Coordenador de Desenvolvimento Institucional, participaram do evento de divulgação
dos projetos que receberão apoio do Criança Esperança em 2013, no Espaço Tom
Jobim, Rio de Janeiro.
Durante
o evento a Unesco anunciou os 86 projetos que receberão apoio financeiro do
Criança Esperança em 2013. Os projetos foram divididos em 8 categorias:
“Preparação para o o mundo do trabalho e protagonismo social” (16
projetos selecionados); “Fortalecimento e apoio à educação formal” (14
projetos); “Inclusão de pessoas com deficiência” (10 projetos);
“Diversidade racial e de gênero” (7 projetos); “Fortalecimento da
rede de proteção social e garantia de direitos” (8 projetos);
“Esporte e desenvolvimento” (8 projetos); “Educação para o
desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente” (5 projetos);
“Arte e cultura” (18 projetos).
O
projeto Formação de Jovens Empreendedores Rurais, desenvolvido pela Adel, é um
dos projetos que serão apoiados em 2013. Ao todo 70 jovens dos municípios do
Médio Curu serão beneficiados diretamente por esta ação que proporciona o
acesso ao conhecimento e estimula o empreendedorismo e o desenvolvimento
econômico local.