A Adel lhe deseja Boas Festas!

Estaremos de recesso no período de 23/12/2013 à 03/01/2014, por isso antecipamos nosso desejo de boas festas. Desejamos a todos um Natal de muita luz e um 2014 de muita paz e harmonia!

A Adel lhe deseja Boas Festas!

Estaremos de recesso no período de 23/12/2013 à 03/01/2014, por isso antecipamos nosso desejo de boas festas. Desejamos a todos um Natal de muita luz e um 2014 de muita paz e harmonia!

PJER encerra as atividades do ano com o IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural

As atividades do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) se encerram este ano com o IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural, que teve início ontem (17/12) e segue até sexta-feira (20/12).

O Intercâmbio é uma oportunidade para os jovens trocarem experiências, conhecerem outras realidades, outras técnicas agrícolas e tecnologias alternativas, que podem ser aplicadas em seus empreendimentos produtivos.

Durante quatro dias, os 30 jovens dos municípios de Apuiarés, Pentecoste, General Sampaio e Tejuçuoca, conhecem de perto empreendimentos com práticas inovadoras desenvolvidas por empreendedores no território do Vale do Curu e Aracatiaçu.

Desde ontem (17/12), os jovens estão acampados no Assentamento Macéio, em Itapipoca, onde conheceram a história de luta dos assentados, o projeto Algas Marinhas coordenado por jovens e a Escola do Campo.

Amanhã (19/12), o grupo vai conhecer a Fábrica de beneficiamento de peixe em São Gonçalo do Amarante, e por último, o Complexo Portuário do Pecém que viabiliza a operação de atividades portuárias e industriais integradas no Estado.

Para Aurigele Alves, coordenadora do Programa, a atividade amplia bastante a visão da turma. “Eles ficam muito estimulados para iniciar seus empreendimentos, pois ao conhecer as experiências veem que apesar das dificuldades é possível alcançar os objetivos desejados. No Intercâmbio eles aumentam a interação entre eles e com outros atores do Território, isso é muito importante”, relata.

O IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural é realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), com o apoio do Criança Esperança, Instituto Oi Futuro, Novos Rurais e o Fundo Itaú Excelência Social.

PJER encerra as atividades do ano com o IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural

As atividades do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) se encerram este ano com o IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural, que teve início ontem (17/12) e segue até sexta-feira (20/12).

O Intercâmbio é uma oportunidade para os jovens trocarem experiências, conhecerem outras realidades, outras técnicas agrícolas e tecnologias alternativas, que podem ser aplicadas em seus empreendimentos produtivos.

Durante quatro dias, os 30 jovens dos municípios de Apuiarés, Pentecoste, General Sampaio e Tejuçuoca, conhecem de perto empreendimentos com práticas inovadoras desenvolvidas por empreendedores no território do Vale do Curu e Aracatiaçu.

Desde ontem (17/12), os jovens estão acampados no Assentamento Macéio, em Itapipoca, onde conheceram a história de luta dos assentados, o projeto Algas Marinhas coordenado por jovens e a Escola do Campo.

Amanhã (19/12), o grupo vai conhecer a Fábrica de beneficiamento de peixe em São Gonçalo do Amarante, e por último, o Complexo Portuário do Pecém que viabiliza a operação de atividades portuárias e industriais integradas no Estado.

Para Aurigele Alves, coordenadora do Programa, a atividade amplia bastante a visão da turma. “Eles ficam muito estimulados para iniciar seus empreendimentos, pois ao conhecer as experiências veem que apesar das dificuldades é possível alcançar os objetivos desejados. No Intercâmbio eles aumentam a interação entre eles e com outros atores do Território, isso é muito importante”, relata.

O IV Intercâmbio do Jovem Empreendedor Rural é realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), com o apoio do Criança Esperança, Instituto Oi Futuro, Novos Rurais e o Fundo Itaú Excelência Social.

Sítio do Meio e Vila Soares recebem Arca das Letras

Nos dias 11 e 13/12, aconteceu na comunidade de Sítio do Meio, em Pentecoste, e Vila Soares, em Apuiarés, respectivamente, a entrega da Arca das Letras, programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que implanta bibliotecas nas comunidades rurais.

O objetivo do programa é facilitar o acesso ao livro e à informação no meio rural. Com isso, busca parceria nas próprias comunidades para o acompanhamento e motivação da leitura. Em Sítio do Meio e Vila Soares, a parceria é com os jovens do Centro Integrado de Tecnologias (Cit), implantado pela Adel com o apoio do Instituto Oi Futuro.

Entrega da Arca das Letras em Sítio do Meio, Pentecoste.

Nos Cit’s, as crianças, jovens e adultos tem acesso à internet, mas também são estimulados a utilizar as tecnologias em prol do desenvolvimento local. A vinda das bibliotecas traz para estas comunidades o acesso à leitura e motivou a realização de outros projetos. Em Vila Soares o grupo iniciou o projeto Leitura Poética “Declamar” com as crianças.

Entrega da Arca das Letras em Vila Soares, Apuiarés. (Foto: Nud)

Além destas comunidades, outras duas serão beneficiadas ainda este ano, com a Arca das Letras, Cipó e Providência, ambas em Pentecoste. O Programa Arca das Letras foi articulado para estas comunidades pela Rede de Jovens Empreendedores Rurais junto a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA).

Segundo Marcos Rocha, um dos articuladores da Rede de Jovens Empreendedores Rurais e facilitador do projeto Casa Digital desenvolvido pela SDA, o acesso à inclusão digital e a leitura contribui para aumentar as oportunidades de permanência dos jovens nos seus lugares de origens.

Saiba mais sobre o Arca das Letras: http://portal.mda.gov.br/portal/sra/programas/arcadasletras

Sítio do Meio e Vila Soares recebem Arca das Letras

Nos dias 11 e 13/12, aconteceu na comunidade de Sítio do Meio, em Pentecoste, e Vila Soares, em Apuiarés, respectivamente, a entrega da Arca das Letras, programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) que implanta bibliotecas nas comunidades rurais.

O objetivo do programa é facilitar o acesso ao livro e à informação no meio rural. Com isso, busca parceria nas próprias comunidades para o acompanhamento e motivação da leitura. Em Sítio do Meio e Vila Soares, a parceria é com os jovens do Centro Integrado de Tecnologias (Cit), implantado pela Adel com o apoio do Instituto Oi Futuro.

Entrega da Arca das Letras em Sítio do Meio, Pentecoste.

Nos Cit’s, as crianças, jovens e adultos tem acesso à internet, mas também são estimulados a utilizar as tecnologias em prol do desenvolvimento local. A vinda das bibliotecas traz para estas comunidades o acesso à leitura e motivou a realização de outros projetos. Em Vila Soares o grupo iniciou o projeto Leitura Poética “Declamar” com as crianças.

Entrega da Arca das Letras em Vila Soares, Apuiarés. (Foto: Nud)

Além destas comunidades, outras duas serão beneficiadas ainda este ano, com a Arca das Letras, Cipó e Providência, ambas em Pentecoste. O Programa Arca das Letras foi articulado para estas comunidades pela Rede de Jovens Empreendedores Rurais junto a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA).

Segundo Marcos Rocha, um dos articuladores da Rede de Jovens Empreendedores Rurais e facilitador do projeto Casa Digital desenvolvido pela SDA, o acesso à inclusão digital e a leitura contribui para aumentar as oportunidades de permanência dos jovens nos seus lugares de origens.

Saiba mais sobre o Arca das Letras: http://portal.mda.gov.br/portal/sra/programas/arcadasletras