Curso de Beneficiamento e comercialização de produtos da sociobiodiversidade no Crato

Entre os dias 26 a 30 de maio, o projeto Captação de Projetos de Temática Ambiental (CAPTA), realizado pelo Instituto Sociedade População e Natureza (ISPN), realizou em Crato/CE, o curso de Beneficiamento e comercialização de produtos da sociobiodiversidade.

O projeto CAPTA tem como objetivo a promoção da conservação do Cerrado e da Caatinga e a melhoria da qualidade de vida de seus povos e comunidades tradicionais, por meio da valorização da floresta em pé e do uso sustentável da biodiversidade.

O jovem Neto Ribeiro, integrante do Programa Jovem Empreendedor Rural, participou da formação representando a Adel, e relata que a iniciativa é bastante significativa por fomentar a atuação socioambiental das organizações. “Já é o segundo módulo que participo e vejo o quanto é importante enxergarmos que a qualidade de vida dos povos e comunidades tradicionais depende diretamente da valorização e do uso sustentável da biodiversidade”, enfatiza.

Após a formação, espera-se que os participantes ampliem o acesso a recursos e elevem as ações de conservação e promoção do uso sustentável da biodiversidade. Na Adel, a ideia inicial é impulsionar o
processo de comercialização dos produtos apícolas de maneira sustentável, através do projeto “Sertão produtivo e agroecológico” realizado em parceria com o ISPN.

Leia mais sobre o projeto CAPTA: http://migre.me/jvoC2

Curso de Beneficiamento e comercialização de produtos da sociobiodiversidade no Crato

Entre os dias 26 a 30 de maio, o projeto Captação de Projetos de Temática Ambiental (CAPTA), realizado pelo Instituto Sociedade População e Natureza (ISPN), realizou em Crato/CE, o curso de Beneficiamento e comercialização de produtos da sociobiodiversidade.

O projeto CAPTA tem como objetivo a promoção da conservação do Cerrado e da Caatinga e a melhoria da qualidade de vida de seus povos e comunidades tradicionais, por meio da valorização da floresta em pé e do uso sustentável da biodiversidade.

O jovem Neto Ribeiro, integrante do Programa Jovem Empreendedor Rural, participou da formação representando a Adel, e relata que a iniciativa é bastante significativa por fomentar a atuação socioambiental das organizações. “Já é o segundo módulo que participo e vejo o quanto é importante enxergarmos que a qualidade de vida dos povos e comunidades tradicionais depende diretamente da valorização e do uso sustentável da biodiversidade”, enfatiza.

Após a formação, espera-se que os participantes ampliem o acesso a recursos e elevem as ações de conservação e promoção do uso sustentável da biodiversidade. Na Adel, a ideia inicial é impulsionar o
processo de comercialização dos produtos apícolas de maneira sustentável, através do projeto “Sertão produtivo e agroecológico” realizado em parceria com o ISPN.

Leia mais sobre o projeto CAPTA: http://migre.me/jvoC2

Adel apresenta os vencedores do Prêmio A Nova Cara do Sertão

A noite do último dia 29 de maio, entrará para a história da Adel como um momento de celebração e reconhecimento pelo sólido trabalho realizado desde 2007 por jovens filhos de agricultores rurais que criaram a organização e, hoje, premiam outros jovens que estão empreendendo na região e dando uma Nova Cara ao Sertão.

Os três jovens empreendedores rurais vencedores da 1ª edição do Prêmio A Nova Cara do Sertão foram apresentados no evento de premiação, que aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em Fortaleza.

Nesta edição, o prêmio reconheceu jovens empreendedores rurais do território dos municípios do Médio Curu (Apuiarés, General Sampaio, Pentecoste e Tejuçuoca), que se destacam tanto pelo negócio que empreendem quanto por sua contribuição para o desenvolvimento econômico e social de sua comunidade.

Miriam Leitão (FIEC), Giliard Gama (1º Lugar) e Wagner Gomes (Adel)

O jovem Giliard Gama, 28 anos, residente no distrito rural de Serrota/Pentecoste, conquistou o 1º lugar. Neto e filho de agricultor escolheu também esta profissão para sua vida e, após participar em 2012, do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) realizado pela Adel, decidiu investir na produção de coco com seu pai.

Após acessar a linha de crédito do Fundo Veredas da Adel, Giliard implantou um sistema de irrigação por microaspersão na produção de coco, que além de economizar água, permitiu um desenvolvimento melhor do plantio, elevando a produção. “Estou muito feliz por ter ganhado o prêmio, e compartilho com os sete finalistas, os demais jovens do PJER e toda a equipe da Adel que representa A Nova Cara do Sertão”, relatou.

Conquistou o segundo lugar o jovem Joilson Marques, 25 anos, da comunidade de Lagoa das Pedras/Apuiarés. Sócio da Associação de Apicultores viu na apicultura, principal atividade desenvolvida na comunidade, a oportunidade de montar o seu empreendimento. Fabrica e comercializa equipamentos apícolas (colmeias, ninhos, melgueiras, quadros e telas excluidoras) e móveis (guarda-roupas, mesas e cadeiras).

O terceiro lugar foi conquistado pelos jovens Alisson Bezerra (22 anos) e Jocileide Chaves (30 anos), da comunidade de Boa Vista/Pentecoste. Eles criaram o empreendimento “Aves do Sertão”, e vendem mensalmente 200 kg de carne para o PNAE (Programa Nacional de Apoio a Merenda Escolar de Pentecoste) e para o consumidor final, na própria região.

A cerimônia de premiação reuniu cerca de 60 pessoas e teve a apresentação musical da Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz. Participaram do evento, representantes das organizações parceiras da Adel, jovens e familiares dos finalistas.

Adel apresenta os vencedores do Prêmio A Nova Cara do Sertão

A noite do último dia 29 de maio, entrará para a história da Adel como um momento de celebração e reconhecimento pelo sólido trabalho realizado desde 2007 por jovens filhos de agricultores rurais que criaram a organização e, hoje, premiam outros jovens que estão empreendendo na região e dando uma Nova Cara ao Sertão.

Os três jovens empreendedores rurais vencedores da 1ª edição do Prêmio A Nova Cara do Sertão foram apresentados no evento de premiação, que aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em Fortaleza.

Nesta edição, o prêmio reconheceu jovens empreendedores rurais do território dos municípios do Médio Curu (Apuiarés, General Sampaio, Pentecoste e Tejuçuoca), que se destacam tanto pelo negócio que empreendem quanto por sua contribuição para o desenvolvimento econômico e social de sua comunidade.

Miriam Leitão (FIEC), Giliard Gama (1º Lugar) e Wagner Gomes (Adel)

O jovem Giliard Gama, 28 anos, residente no distrito rural de Serrota/Pentecoste, conquistou o 1º lugar. Neto e filho de agricultor escolheu também esta profissão para sua vida e, após participar em 2012, do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) realizado pela Adel, decidiu investir na produção de coco com seu pai.

Após acessar a linha de crédito do Fundo Veredas da Adel, Giliard implantou um sistema de irrigação por microaspersão na produção de coco, que além de economizar água, permitiu um desenvolvimento melhor do plantio, elevando a produção. “Estou muito feliz por ter ganhado o prêmio, e compartilho com os sete finalistas, os demais jovens do PJER e toda a equipe da Adel que representa A Nova Cara do Sertão”, relatou.

Conquistou o segundo lugar o jovem Joilson Marques, 25 anos, da comunidade de Lagoa das Pedras/Apuiarés. Sócio da Associação de Apicultores viu na apicultura, principal atividade desenvolvida na comunidade, a oportunidade de montar o seu empreendimento. Fabrica e comercializa equipamentos apícolas (colmeias, ninhos, melgueiras, quadros e telas excluidoras) e móveis (guarda-roupas, mesas e cadeiras).

O terceiro lugar foi conquistado pelos jovens Alisson Bezerra (22 anos) e Jocileide Chaves (30 anos), da comunidade de Boa Vista/Pentecoste. Eles criaram o empreendimento “Aves do Sertão”, e vendem mensalmente 200 kg de carne para o PNAE (Programa Nacional de Apoio a Merenda Escolar de Pentecoste) e para o consumidor final, na própria região.

A cerimônia de premiação reuniu cerca de 60 pessoas e teve a apresentação musical da Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz. Participaram do evento, representantes das organizações parceiras da Adel, jovens e familiares dos finalistas.

Adel promove o 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão

A Adel apresenta hoje (29/5), a partir das 18h, no auditório José Flávio, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em Fortaleza, os três (3) jovens empreendedores rurais vencedores do 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão.

Sete iniciativas dos jovens estão na final do 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão, que dar visibilidade a jovens empreendedores rurais, que superaram os desafios e criaram soluções criativas para desenvolver seus projetos e negócios em suas comunidade.

Troféu A Nova Cara do Sertão produzido por Antonio Félix da Silva, artista plástico de Pentecoste

Os empreendimentos dos jovens finalistas são bastante diversos, envolve desde a produção de coco e de galinha caipira à prestação de serviços no meio rural, com empreendimentos na área de tecnologias, marcenaria, estética e moda.

Nesta edição serão premiados três (3) jovens, a partir dos seguintes critérios: criatividade; mobilização; aprendizado; resiliência; articulação com o desenvolvimento local; visão de futuro e sustentabilidade. Os vencedores vão receber recursos financeiros para investir na melhoria ou expansão do seu negócio, notebooks e tutoria (“mentoring”) em aceleração de comunicação estratégica e marketing.

“O prêmio é uma oportunidade para reconhecer as iniciativas empreendedoras dos jovens e um momento de celebração do Programa Jovem Empreendedor Rural, desenvolvido pela Adel nos últimos 05 anos no Médio Curu, que se encontra em fase de expansão para outros munícipios do Ceará”, ressalta Aurigele Alves, Gerente do Programa Jovem Empreendedor Rural da Adel.

O Prêmio A Nova Cara do Sertão é realizado pela Adel, com o apoio do Instituto Souza Cruz, Oi Futuro, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Rummos e Movimento Nós Podemos Ceará. Em seus objetivos gerais, visa contribuir para o desenvolvimento sustentável no semiárido cearense através do empreendedorismo dos jovens.

Conheça a história do sete (7) finalistas: http://anovacaradosertao.blogspot.com.br/

Adel promove o 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão

A Adel apresenta hoje (29/5), a partir das 18h, no auditório José Flávio, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), em Fortaleza, os três (3) jovens empreendedores rurais vencedores do 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão.

Sete iniciativas dos jovens estão na final do 1º Prêmio A Nova Cara do Sertão, que dar visibilidade a jovens empreendedores rurais, que superaram os desafios e criaram soluções criativas para desenvolver seus projetos e negócios em suas comunidade.

Troféu A Nova Cara do Sertão produzido por Antonio Félix da Silva, artista plástico de Pentecoste

Os empreendimentos dos jovens finalistas são bastante diversos, envolve desde a produção de coco e de galinha caipira à prestação de serviços no meio rural, com empreendimentos na área de tecnologias, marcenaria, estética e moda.

Nesta edição serão premiados três (3) jovens, a partir dos seguintes critérios: criatividade; mobilização; aprendizado; resiliência; articulação com o desenvolvimento local; visão de futuro e sustentabilidade. Os vencedores vão receber recursos financeiros para investir na melhoria ou expansão do seu negócio, notebooks e tutoria (“mentoring”) em aceleração de comunicação estratégica e marketing.

“O prêmio é uma oportunidade para reconhecer as iniciativas empreendedoras dos jovens e um momento de celebração do Programa Jovem Empreendedor Rural, desenvolvido pela Adel nos últimos 05 anos no Médio Curu, que se encontra em fase de expansão para outros munícipios do Ceará”, ressalta Aurigele Alves, Gerente do Programa Jovem Empreendedor Rural da Adel.

O Prêmio A Nova Cara do Sertão é realizado pela Adel, com o apoio do Instituto Souza Cruz, Oi Futuro, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Rummos e Movimento Nós Podemos Ceará. Em seus objetivos gerais, visa contribuir para o desenvolvimento sustentável no semiárido cearense através do empreendedorismo dos jovens.

Conheça a história do sete (7) finalistas: http://anovacaradosertao.blogspot.com.br/

Adel recebe Prêmio ODM 2014

No último dia 23 de maio, Wagner Gomes, Diretor Executivo da Adel, recebeu das mãos da própria presidenta Dilma Rousseff, em Brasília, o troféu do Prêmio ODM 2014, um reconhecimento pelo sólido trabalho realizado nos últimos cinco anos de apoio a jovens empreendedores rurais no Médio Curu.

O Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), tecnologia social desenvolvida pela Adel ficou entre os 30 vencedores da 5ª edição do Prêmio ODM Brasil por contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e oportunizar o desenvolvimento de negócios de jovens empreendedores rurais.

Presidenta Dilma entrega Prêmio ODM 2014 a Wagner Gomes (Diretor Executivo Adel)

O Prêmio ODM é uma iniciativa do Governo Federal, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Reconhece iniciativas exitosas do Brasil que têm colaborado com a redução da desigualdade social e a construção de um país melhor.

Wagner Gomes, Neto Ribeiro e Aurigele Alves da Adel, celebram com Eliene Brasileiro do Nós Podemos Ceará

Aurigele Alves, que coordena as ações do PJER, destaca a atuação do Programa que vem contribuindo o desenvolvimento econômico e social de diversas comunidades do Médio Curu. “Este prêmio é um marco histórico do programa e nos anima a seguir em frente. Este ano aceitamos o desafio de expandir o PJER para outros municípios e multiplicar ainda mais o número de jovens empreendedores rurais. Agradecemos a todos que acreditam nessa ideia e tem nos apoiado”, enfatiza.

Conquistado por muitas mãos, a Adel compartilha esse reconhecimento com os jovens empreendedores rurais, agricultores familiares, amigos, parceiros e equipe que não mede esforços para colocar em prática os objetivos estratégicos da instituição.

Adel recebe Prêmio ODM 2014

No último dia 23 de maio, Wagner Gomes, Diretor Executivo da Adel, recebeu das mãos da própria presidenta Dilma Rousseff, em Brasília, o troféu do Prêmio ODM 2014, um reconhecimento pelo sólido trabalho realizado nos últimos cinco anos de apoio a jovens empreendedores rurais no Médio Curu.

O Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), tecnologia social desenvolvida pela Adel ficou entre os 30 vencedores da 5ª edição do Prêmio ODM Brasil por contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e oportunizar o desenvolvimento de negócios de jovens empreendedores rurais.

Presidenta Dilma entrega Prêmio ODM 2014 a Wagner Gomes (Diretor Executivo Adel)

O Prêmio ODM é uma iniciativa do Governo Federal, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Reconhece iniciativas exitosas do Brasil que têm colaborado com a redução da desigualdade social e a construção de um país melhor.

Wagner Gomes, Neto Ribeiro e Aurigele Alves da Adel, celebram com Eliene Brasileiro do Nós Podemos Ceará

Aurigele Alves, que coordena as ações do PJER, destaca a atuação do Programa que vem contribuindo o desenvolvimento econômico e social de diversas comunidades do Médio Curu. “Este prêmio é um marco histórico do programa e nos anima a seguir em frente. Este ano aceitamos o desafio de expandir o PJER para outros municípios e multiplicar ainda mais o número de jovens empreendedores rurais. Agradecemos a todos que acreditam nessa ideia e tem nos apoiado”, enfatiza.

Conquistado por muitas mãos, a Adel compartilha esse reconhecimento com os jovens empreendedores rurais, agricultores familiares, amigos, parceiros e equipe que não mede esforços para colocar em prática os objetivos estratégicos da instituição.

Adel participa do evento Arena da Participação Social

Ontem (21/5) teve início em Brasília, o evento Arena da Participação Social, promovido pela Secretaria Geral da Presidência da República (SG/PR), juntamente com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade (MNCS).

O evento reúne representantes da sociedade civil, da iniciativa privada, gestores públicos, convidados e autoridades internacionais e nacionais, que debatem sobre a participação social na construção da agenda pautada pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e sobre um novo paradigma de desenvolvimento no pós-2015.

A abertura do evento aconteceu ontem (21/5), às 18h, e contou com a participação de mais de 2.500 pessoas. Na solenidade, estiveram presentes, ministros, chefes da Delegação da União Europeia no Brasil, representantes da ONU, do PNUD, e da sociedade civil, que foi representada pela Gerente de Programas da Adel, Aurigele Alves.

Aurigele Alves (a direita) representa a sociedade civil na solenidade de abertura do evento

Segundo Aurigele o evento é um marco histórico para o país, pois reuni pessoas de diversas regiões do Brasil para pensar estratégias para o desenvolvimento sustentável. “A arena da participação social é um espaço de construção, de vitória e, sobretudo de celebração das metas alcançadas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). A Adel sente-se muito feliz em fazer parte dessa conquista e de representar todas as organizações da sociedade civil que concorreram ao Prêmio ODM”, enfatiza.

O evento segue até amanhã (23/5), quando será realizada a cerimônia de premiação da 5ª Edição do Prêmio ODM Brasil, o qual a Adel é vencedora, com a iniciativa do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). Participam do evento representando a Adel, Wagner Gomes (Diretor Executivo), Mirlania Lima (Diretora Financeira), Aurigele Alves (Gerente de Programas) e Neto Ribeiro (Articulador da Rede Jovem Empreendedor Rural).

Adel participa do evento Arena da Participação Social

Ontem (21/5) teve início em Brasília, o evento Arena da Participação Social, promovido pela Secretaria Geral da Presidência da República (SG/PR), juntamente com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade (MNCS).

O evento reúne representantes da sociedade civil, da iniciativa privada, gestores públicos, convidados e autoridades internacionais e nacionais, que debatem sobre a participação social na construção da agenda pautada pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e sobre um novo paradigma de desenvolvimento no pós-2015.

A abertura do evento aconteceu ontem (21/5), às 18h, e contou com a participação de mais de 2.500 pessoas. Na solenidade, estiveram presentes, ministros, chefes da Delegação da União Europeia no Brasil, representantes da ONU, do PNUD, e da sociedade civil, que foi representada pela Gerente de Programas da Adel, Aurigele Alves.

Aurigele Alves (a direita) representa a sociedade civil na solenidade de abertura do evento

Segundo Aurigele o evento é um marco histórico para o país, pois reuni pessoas de diversas regiões do Brasil para pensar estratégias para o desenvolvimento sustentável. “A arena da participação social é um espaço de construção, de vitória e, sobretudo de celebração das metas alcançadas pelos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). A Adel sente-se muito feliz em fazer parte dessa conquista e de representar todas as organizações da sociedade civil que concorreram ao Prêmio ODM”, enfatiza.

O evento segue até amanhã (23/5), quando será realizada a cerimônia de premiação da 5ª Edição do Prêmio ODM Brasil, o qual a Adel é vencedora, com a iniciativa do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). Participam do evento representando a Adel, Wagner Gomes (Diretor Executivo), Mirlania Lima (Diretora Financeira), Aurigele Alves (Gerente de Programas) e Neto Ribeiro (Articulador da Rede Jovem Empreendedor Rural).