Jovens selecionados para a VI Jornada Nacional do Jovem Rural

Adel divulga lista dos jovens selecionados para a VI Jornada Nacional do Jovem Rural, evento realizado pela Rede Jovem Rural, que acontecerá em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 22 de outubro de 2015.

Cerca de 76 jovens dos oito municípios atendidos pela Adel no território (Apuiarés, Pentecoste, General Sampaio, Tejuçuoca, São Gonçalo do Amarante, Caucaia, São Luís do Curu e Umirim) se inscreveram para a Jornada. Mas, apenas 25 estarão representando a Rede de Jovens Empreendedores Rurais do Território.

O processo seletivo aconteceu por meio de uma inscrição online e avaliação da equipe de gestão da Adel, que levou em consideração os seguintes critérios: participação no Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER); ser um empreendedor na sua comunidade; ter entre 16 e 32 anos e disponibilidade de acordo com os dias estipulados; e, não estar fazendo nenhum tipo de tratamento de saúde.

Além dos jovens, participarão da Jornada quatro pessoas da equipe da Adel, que estarão discutindo com representantes de todas as regiões do país questões que envolvem a temática jovem rural. Esta é a 6ª edição da Jornada do Jovem Rural e a 4ª participação da Adel no evento. A edição deste ano tem como tema “Cultura e Cidadania nos Territórios Rurais”.

Clique aqui e confira a lista completa dos jovens que irão representar a Adel e o nosso Estado.

Jovens selecionados para a VI Jornada Nacional do Jovem Rural

Adel divulga lista dos jovens selecionados para a VI Jornada Nacional do Jovem Rural, evento realizado pela Rede Jovem Rural, que acontecerá em Nova Friburgo, região serrana do Rio de Janeiro, entre os dias 19 e 22 de outubro de 2015.

Cerca de 76 jovens dos oito municípios atendidos pela Adel no território (Apuiarés, Pentecoste, General Sampaio, Tejuçuoca, São Gonçalo do Amarante, Caucaia, São Luís do Curu e Umirim) se inscreveram para a Jornada. Mas, apenas 25 estarão representando a Rede de Jovens Empreendedores Rurais do Território.

O processo seletivo aconteceu por meio de uma inscrição online e avaliação da equipe de gestão da Adel, que levou em consideração os seguintes critérios: participação no Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER); ser um empreendedor na sua comunidade; ter entre 16 e 32 anos e disponibilidade de acordo com os dias estipulados; e, não estar fazendo nenhum tipo de tratamento de saúde.

Além dos jovens, participarão da Jornada quatro pessoas da equipe da Adel, que estarão discutindo com representantes de todas as regiões do país questões que envolvem a temática jovem rural. Esta é a 6ª edição da Jornada do Jovem Rural e a 4ª participação da Adel no evento. A edição deste ano tem como tema “Cultura e Cidadania nos Territórios Rurais”.

Clique aqui e confira a lista completa dos jovens que irão representar a Adel e o nosso Estado.

Adel participa da 3ª Conferência Municipal de Juventude em Pentecoste

Ontem (24/09), a Adel participou da 3ª Conferência Municipal de Juventude em Pentecoste. O evento aconteceu na EEEP Alan Pinho Tabosa e contou com a presença de estudantes, autoridades locais, professores e jovens de várias comunidades do município.

Com a tema “Com voz, vez e lugar a juventude de Pentecoste mostra onde quer chegar”, o evento integra as atividades em preparação a 3ª Conferência Nacional de Juventude, um espaço de debate e participação sobre o que a juventude quer para o Brasil. 
O objetivo da 3ª Conferência Nacional é atualizar a agenda da juventude para o desenvolvimento do Brasil, reconhecendo e potencializando as múltiplas formas de expressão juvenil, além de fortalecer o combate a todas as formas de preconceito. As propostas e resoluções da etapa nacional servirão de subsídio para a elaboração do Plano Nacional de Juventude.

Em todo o país está acontecendo etapas seletivas,  para escolher jovens de povos e comunidades tradicionais como delegados e delegadas para o encontro nacional que acontecerá em Brasília, no mês de dezembro.

Professor Manoel Andrade Neto, palestrante.

A Conferência da Juventude em Pentecoste abordou o papel do jovem como protagonista. O evento contou com a palestra do professor Manoel Andrade Neto sobre Protagonismo, debates sobre dos diversos eixos temáticos, elaboração da ata com as demandas de cada eixo e a escolha dos delegados.

Para Neto Ribeiro, jovem e monitor educacional da Adel, o evento é muito importante para a construção de novas agendas que priorizem a juventude. “Vemos a conferência da juventude como um espaço onde podemos construir as políticas púbicas que atenda nossa necessidade em várias áreas, porque entendemos que somos o presente, e é agora o momento de participar”, enfatiza.

Adel participa da 3ª Conferência Municipal de Juventude em Pentecoste

Ontem (24/09), a Adel participou da 3ª Conferência Municipal de Juventude em Pentecoste. O evento aconteceu na EEEP Alan Pinho Tabosa e contou com a presença de estudantes, autoridades locais, professores e jovens de várias comunidades do município.

Com a tema “Com voz, vez e lugar a juventude de Pentecoste mostra onde quer chegar”, o evento integra as atividades em preparação a 3ª Conferência Nacional de Juventude, um espaço de debate e participação sobre o que a juventude quer para o Brasil. 

O objetivo da 3ª Conferência Nacional é atualizar a agenda da juventude para o desenvolvimento do Brasil, reconhecendo e potencializando as múltiplas formas de expressão juvenil, além de fortalecer o combate a todas as formas de preconceito. As propostas e resoluções da etapa nacional servirão de subsídio para a elaboração do Plano Nacional de Juventude.

Em todo o país está acontecendo etapas seletivas,  para escolher jovens de povos e comunidades tradicionais como delegados e delegadas para o encontro nacional que acontecerá em Brasília, no mês de dezembro.

Professor Manoel Andrade Neto, palestrante.

A Conferência da Juventude em Pentecoste abordou o papel do jovem como protagonista. O evento contou com a palestra do professor Manoel Andrade Neto sobre Protagonismo, debates sobre dos diversos eixos temáticos, elaboração da ata com as demandas de cada eixo e a escolha dos delegados.

Para Neto Ribeiro, jovem e monitor educacional da Adel, o evento é muito importante para a construção de novas agendas que priorizem a juventude. “Vemos a conferência da juventude como um espaço onde podemos construir as políticas púbicas que atenda nossa necessidade em várias áreas, porque entendemos que somos o presente, e é agora o momento de participar”, enfatiza.

Jovem cria oficina metalúrgica

Patrícia Rocha da Silva, 27 anos, natural de São Gonçalo do Amarante/Ceará, filha do pedreiro e agricultor, Joaquim Lima e da dona de casa, Selma da Rocha, aprendeu desde muito cedo o valor do trabalho.

Aos quatorze anos, apenas com o fundamental completo, ela começou a prestar serviços domésticos em casas de famílias da comunidade para ajudar sua família. Mesmo com o pai trabalhando como pedreiro para complementar a renda, ela conta que na época não existia muitas demandas, pois a maioria das casas eram de taipe e barro.

“Como não tinha muito serviço na área, meu pai se dedicava mais a agricultura, mas devido algumas estiagens também teve que parar e se virá como podia, foi a partir disso que passei trabalhar e ajudar em casa”.

Durante cinco anos Patrícia se dedicou ao trabalho e ajudar sua mãe nas atividades domésticas. Sem grandes expectativas diante da realidade que vivia, conheceu Antônio Adelmo Araújo, 26 anos, com quem teve seus dois filhos Tâmia Émile e Ector Brayam, e decidiu morar na comunidade de São Luís do Curu, onde vivem até hoje.

Com os filhos ainda pequenos, Patrícia passou a cuidar das crianças e da própria casa. Adelmo começou a ajudar seu irmão em uma pequena oficina na restauração de portões e materiais de metal, alimentando um desejo de ter no futuro um pequeno negócio.

As dificuldades financeiras adiavam a realização do sonho compartilhado pelo casal. Certo dia, a caminho do colégio dos filhos, Patrícia ouviu a divulgação do curso realizado pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Adel e não hesitou em buscar informações e fazer sua inscrição. De imediato, ela viu que o PJER era uma oportunidade de investir no sonho da sua família.

O casal Patrícia e Adelmo na oficina metalúrgica

Em 2014, ela participou do Curso de Empreendedorismo e Gestão de Negócios do PJER, e após a formação, acessou uma linha de crédito do Fundo Veredas, uma estratégia da Adel para apoiar a abertura e o desenvolvimento de empreendimentos de jovens empreendedores rurais, e investiu em uma oficina metalúrgica com o seu companheiro.

Eles criaram a Metal do Vale há quatro meses e funcionam em um ponto comercial alugado em São Luís do Curu. Segundo Patrícia, todos os dias surgem demanda de serviços e a experiência de Adelmo juntamente com o seu conhecimento de gestão fortalece o empreendimento. Com este sonho realizado, Patrícia quer seguir novos passos, o primeiro é voltar a estudar, concluir o ensino básico e fazer um curso técnico na área.

“Foi um grande aprendizado tudo o que passei durante a formação da Adel, o conteúdo nos repassado não é só técnico, é muito humano também, os nossos professores são maravilhosos, e tudo isso mudou minha vida. Comecei a enxergar oportunidades que não via antes, e hoje juntamente com minha família estou colhendo os frutos do conhecimento, da dedicação e da fé de sempre acreditar em nossos sonhos”.

Patrícia Rocha é uma das jovens beneficiadas pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) desenvolvido pela Adel, patrocinado pela Petrobras, e apoiado pela Fundação Interamericana (IAF), Oi Futuro e Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante.

Jovem cria oficina metalúrgica

Patrícia Rocha da Silva, 27 anos, natural de São Gonçalo do Amarante/Ceará, filha do pedreiro e agricultor, Joaquim Lima e da dona de casa, Selma da Rocha, aprendeu desde muito cedo o valor do trabalho.

Aos quatorze anos, apenas com o fundamental completo, ela começou a prestar serviços domésticos em casas de famílias da comunidade para ajudar sua família. Mesmo com o pai trabalhando como pedreiro para complementar a renda, ela conta que na época não existia muitas demandas, pois a maioria das casas eram de taipe e barro.

“Como não tinha muito serviço na área, meu pai se dedicava mais a agricultura, mas devido algumas estiagens também teve que parar e se virá como podia, foi a partir disso que passei trabalhar e ajudar em casa”.

Durante cinco anos Patrícia se dedicou ao trabalho e ajudar sua mãe nas atividades domésticas. Sem grandes expectativas diante da realidade que vivia, conheceu Antônio Adelmo Araújo, 26 anos, com quem teve seus dois filhos Tâmia Émile e Ector Brayam, e decidiu morar na comunidade de São Luís do Curu, onde vivem até hoje.

Com os filhos ainda pequenos, Patrícia passou a cuidar das crianças e da própria casa. Adelmo começou a ajudar seu irmão em uma pequena oficina na restauração de portões e materiais de metal, alimentando um desejo de ter no futuro um pequeno negócio.

As dificuldades financeiras adiavam a realização do sonho compartilhado pelo casal. Certo dia, a caminho do colégio dos filhos, Patrícia ouviu a divulgação do curso realizado pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Adel e não hesitou em buscar informações e fazer sua inscrição. De imediato, ela viu que o PJER era uma oportunidade de investir no sonho da sua família.

O casal Patrícia e Adelmo na oficina metalúrgica

Em 2014, ela participou do Curso de Empreendedorismo e Gestão de Negócios do PJER, e após a formação, acessou uma linha de crédito do Fundo Veredas, uma estratégia da Adel para apoiar a abertura e o desenvolvimento de empreendimentos de jovens empreendedores rurais, e investiu em uma oficina metalúrgica com o seu companheiro.

Eles criaram a Metal do Vale há quatro meses e funcionam em um ponto comercial alugado em São Luís do Curu. Segundo Patrícia, todos os dias surgem demanda de serviços e a experiência de Adelmo juntamente com o seu conhecimento de gestão fortalece o empreendimento. Com este sonho realizado, Patrícia quer seguir novos passos, o primeiro é voltar a estudar, concluir o ensino básico e fazer um curso técnico na área.

“Foi um grande aprendizado tudo o que passei durante a formação da Adel, o conteúdo nos repassado não é só técnico, é muito humano também, os nossos professores são maravilhosos, e tudo isso mudou minha vida. Comecei a enxergar oportunidades que não via antes, e hoje juntamente com minha família estou colhendo os frutos do conhecimento, da dedicação e da fé de sempre acreditar em nossos sonhos”.

Patrícia Rocha é uma das jovens beneficiadas pelo Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) desenvolvido pela Adel, patrocinado pela Petrobras, e apoiado pela Fundação Interamericana (IAF), Oi Futuro e Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante.

Programa da Adel é apoiado pelo Fundo Socioambiental Caixa

Na última sexta-feira (18/09), a Adel assinou um acordo financeiro com a Caixa Econômica Federal para desenvolver o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) no Território do Vale do Curu. O PJER foi um dos 10 projetos selecionados na Chamada Pública 001/2014 do Fundo Socioambiental – Projetos Premiados ODM Brasil.

A proposta da Adel visa contribuir para inclusão socioprodutiva e permanência no campo dos jovens do Território do Vale do Curu, semiárido cearense, para que sejam atores de transformações sociais e econômicas positivas na agricultura familiar e promotores do desenvolvimento local sustentável e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Em 2014 a Adel foi uma das 30 organizações vencedores da 5ª edição do Prêmio ODM Brasil com o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), o que nos credenciou a concorrer ao Edital da Fundo Socioambiental Caixa.

“Estamos bem felizes com a parceria com a Caixa, com certeza irá oportunizar o desenvolvimento de negócios de jovens empreendedores rurais no semiárido cearense”. Enfatiza Wagner Gomes, diretor executivo da Adel.

Programa da Adel é apoiado pelo Fundo Socioambiental Caixa

Na última sexta-feira (18/09), a Adel assinou um acordo financeiro com a Caixa Econômica Federal para desenvolver o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) no Território do Vale do Curu. O PJER foi um dos 10 projetos selecionados na Chamada Pública 001/2014 do Fundo Socioambiental – Projetos Premiados ODM Brasil.

A proposta da Adel visa contribuir para inclusão socioprodutiva e permanência no campo dos jovens do Território do Vale do Curu, semiárido cearense, para que sejam atores de transformações sociais e econômicas positivas na agricultura familiar e promotores do desenvolvimento local sustentável e o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Em 2014 a Adel foi uma das 30 organizações vencedores da 5ª edição do Prêmio ODM Brasil com o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), o que nos credenciou a concorrer ao Edital da Fundo Socioambiental Caixa.

“Estamos bem felizes com a parceria com a Caixa, com certeza irá oportunizar o desenvolvimento de negócios de jovens empreendedores rurais no semiárido cearense”. Enfatiza Wagner Gomes, diretor executivo da Adel.

Jovens iniciam atividades do Programa Novos Rurais

Jovens de São Gonçalo do Amarante iniciaram as atividades do Novos Rurais, programa realizado pela Adel no Ceará, em parceria com o Instituto Souza Cruz.

O primeiro módulo foi trabalhado no dia 14/09 e teve como tema: “Novo Rural como ambiente – Agricultura Familiar como suporte para empreendimentos de jovens rurais”, uma temática importante para compreensão do meio familiar e rural em que a juventude está inserida.

O Novos Rurais tem como objetivo fomentar estratégias de diversificação produtiva e comercial entre os jovens que vivem no campo, e funciona em duas etapas. A primeira tem como foco a formação e a segunda etapa apoia a implantação dos empreendimentos dos jovens.

Saiba mais: Página Novos Rurais Site Instituto Souza Cruz

Jovens iniciam atividades do Programa Novos Rurais

Jovens de São Gonçalo do Amarante iniciaram as atividades do Novos Rurais, programa realizado pela Adel no Ceará, em parceria com o Instituto Souza Cruz.

O primeiro módulo foi trabalhado no dia 14/09 e teve como tema: “Novo Rural como ambiente – Agricultura Familiar como suporte para empreendimentos de jovens rurais”, uma temática importante para compreensão do meio familiar e rural em que a juventude está inserida.

O Novos Rurais tem como objetivo fomentar estratégias de diversificação produtiva e comercial entre os jovens que vivem no campo, e funciona em duas etapas. A primeira tem como foco a formação e a segunda etapa apoia a implantação dos empreendimentos dos jovens.

Saiba mais: Página Novos Rurais Site Instituto Souza Cruz