Adel e CEPFS realizam Intercâmbio de Saberes e Aprendizados

Na última quinta-feira (19/01), a Adel recebeu a equipe do Centro de Educação Popular e Formação Social (CEPFS), de Teixeira, Paraíba, para dá continuidade ao Intercâmbio de Saberes e Aprendizados entre Adel e CEPFS. O intercâmbio foi viabilizado pela linha de apoio a Arranjos Colaborativos da BrazilFoundation.

Em novembro de 2016, a Adel esteve em Teixeira, para conhecer as tecnologias sociais implementadas pelo CEPFS no Sertão da Paraíba. Na ocasião, a equipe da Adel conheceu a Área Experimental implantada pela organização, em Riacho das Moças, Matureia, e os Fundos Rotativos Solidários. Ambos foram criados com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar.

Agora foi a vez da Adel receber a equipe do CEPFS no Ceará, e refletir juntos quais os saberes e aprendizagens de cada organização podem ser experimentados nos espaços onde atuam. A equipe do CEPFS foi composta por Aurilene Venâncio, Coordenadora Pedagógica; Rubenildo Pereira, jovem agricultor e educador; Adailson Vital, Coordenador Técnico de Projeto; e, Renale Benício, Assessora de Comunicação.

Reunião com lideranças da União das Associações do Vale do Rio Canindé (UAVRC)

Durante a visita, a equipe do CEPFS conheceu o trabalho da Adel no território e as experiências com microcrédito realizadas com os agricultores familiares. No período da manhã, a equipe do CEPFS reuniu-se na sede da Adel em Pentecoste, para discutir como é possível através das tecnologias de Fundos Rotativos Solidários potencializar a capacidade produtiva das comunidades rurais. No período da tarde, eles estiveram em campo, visitando a experiência do Fundo Rotativo Solidário de Acesso à Água promovido pela Adel em parceria com a União das Associações do Vale do Rio Canindé (UAVRC).

A UAVRC é uma rede que reúne cerca de quinze associações comunitárias do Vale do Rio Canindé para pensar o desenvolvimento das comunidades rurais. Desde 2013, a UAVRC coordena junto com a Adel o Fundo Rotativo Solidário de Acesso à Água com o intuito de promover e facilitar o acesso às tecnologias de segurança hídrica entre os agricultores da região.

Paulo Ricardo (à esquerda), jovem beneficiado com o Fundo Rotativo Solidário de Acesso à Água e Adailson Vital (à direita), Coordenador Técnico de Projetos do CEPFS

Através deste Fundo, 25 famílias foram beneficiadas com o modelo de cisternas desenvolvido pelo CEPFS, que tem um sistema de boia para lavagem do telhado e uma bomba d’água, denominada “trampolim”, acoplada para facilitar a coleta de água sem contaminação. A replicação desta ideia do CEPFS no Ceará foi a primeira troca de saberes entre Adel e CEPFS.

Desta vez, as experiências com Fundos Rotativos Solidários serão sistematizadas e compartilhadas entre as duas organizações. Com o apoio da BrazilFondation, a Adel e CEPFS vão divulgar através de uma cartilha os conhecimentos e técnicas desenvolvidas com os agricultores familiares e os jovens rurais em prol do desenvolvimento do Sertão do Nordeste brasileiro.

Segundo Adailson Vital, Coordenador Técnico de Projeto do CEPFS, o intercâmbio é uma troca de experiência entre agricultores, técnicos e entidades de suma importância para o fortalecimento e aprimoramento da nossa formação e de diversos saberes. “Foi muito construtivo participar desta experiência entre Adel e CEPFS”.

“A troca de conhecimento entre as instituições e as comunidades, na qual cada uma mostra os pontos positivos e negativos das formas de condução dos projetos, é de extrema importância para o fortalecimento das mesmas”, enfatiza Anderson Vieira, Assistente de Projetos da Adel, que esteve presente nos dois momentos do intercâmbio.

Intercâmbio de Saberes e Aprendizados

O Intercâmbio de Saberes e Aprendizados entre Adel e CEPFS foi viabilizado pela BrazilFoundation através do Programa Arranjos Colaborativos. O intuito é promover aprendizagens e fortalecer o trabalho das organizações participantes.

Equipe Adel e CEPFS em Pentecoste

Através do Programa Arranjos Colaborativos a Adel teve a oportunidade de participar de dois intercâmbios. O primeiro com os povos da Floresta (Casa do Rio) e o segundo com o Sertão (CEPFS). Ambas as experiências foram fundamentais para conhecer a diversidade e as expertises de cada instituição e planejar a replicação de algumas tecnologias sociais.

A exemplo, a Casa do Rio, após conhecer o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) desenvolvido pela Adel, planejam construir o Centro de Empreendedorismo Tupigá, às margens do rio Tupana (AM), que irá beneficiar as comunidades amazonenses.

Para Evilene Abreu, Diretora de Comunicação da Adel, os intercâmbios são bastante significativos. “Eles nos ajudam a refletir sobre nossas práticas, nos desperta e nos encoraja a reinventar nossas ações. Conhecer as expertises das outras organizações e quais os desafios elas encontraram na implantação dos projetos nos fortalece e nos faz perceber o quanto é valoroso os caminhos que decidimos trilhar”.

Adel inicia as atividades do Projeto Caroá

Na última segunda-feira (16/01), a Adel iniciou as atividades do Projeto Caroá – Cooperativa de Jovens Empreendedores Rurais que busca contribuir para inclusão socioprodutiva dos jovens rurais.

Selecionado em edital do Programa Ideia da Gente promovido pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), o Projeto Caroá beneficia jovens empreendedores rurais e estimula a cooperação e a formação de uma cooperativa territorial.

O objetivo é aprimorar as práticas produtivas, comerciais e gerenciais na agricultura familiar em comunidades rurais de cinco municípios do Ceará – São Gonçalo do Amarante, Caucaia, São Luís do Curu, Paracuru e Pentecoste.

Em longo prazo, a iniciativa vai contribuir para aumentar a produtividade e rentabilidade das atividades produtivas, gerando oportunidades de trabalho e renda para os jovens empreendedores rurais do território.

“Nós acreditamos que através da inclusão socioprodutiva dos jovens eles podem ser agentes de transformações sociais e econômicas positivas em suas comunidades”, ressalta Aurigele Alves, Diretora de Programas da Adel e Coordenadora do Projeto.

Rayssa Duarte, Neto Ribeiro e Vitor Esteves, jovens empreendedores rurais e articuladores do Projeto; Aurigele Alves e Tales Rilton, Diretora de Programas e Assessor de Formação da Adel , respectivamente

O Projeto conta com a colaboração de três jovens empreendedores rurais egressos do Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Adel – Neto Ribeiro, Rayssa Duarte e Vitor Esteves, que  atuam como articuladores do Projeto.

Em conjunto com a equipe da Adel eles estarão nos próximos dias elaborando um diagnóstico sobre as oportunidades e os desafios para o empreendedorismo de jovens de comunidades rurais e semirurais no território.

Após o diagnóstico, o Projeto vai formar e assessorar 25 jovens empreendedores rurais em técnicas de produção, gestão e comercialização dos produtos da agricultura familiar. Além das atividades de formação, os jovens beneficiados vão participar de intercâmbios e conhecer outras experiências cooperativistas no Nordeste que estão fortalecido o desenvolvimento local.

Para Rayssa Duarte, participar deste Projeto é o início de intensa jornada de jovens que pensam na cooperação como desenvolvimento da agricultura familiar. “O Programa Ideia da Gente junto com a Adel são muito importantes no processo de desenvolvimento desse projeto de imenso impacto social que é a Caroá. Tudo isso é gratificante, e nos motiva a persistir ainda mais”.

Projeto Caroá – Cooperativa dos Jovens Empreendedores Rurais

A ideia do Projeto Caroá – Cooperativa de Jovens Empreendedores Rurais surgiu desde 2014, após percebermos que os jovens egressos do Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) da Adel estavam com dificuldades de comercializar e escoar seus produtos da agricultura familiar.

Jovens Empreendedores Rurais beneficiados com o Projeto Caroá

A partir deste período, alguns jovens começaram a compartilhar desta ideia e aos poucos a estratégia da Caroá foi se fortalecendo no território. Em 2016, o grupo participou do I Prêmio de Inovação Comunitária, realizado pela BrazilFoundation em parceria com a Adel.

O apoio do Prêmio de Inovação Comunitária culminou na mobilização de outros jovens para pensar as atividades da Cooperativa e a participação no Curso de Cooperativismo ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Ceará (SESCOOP/CE).

Ainda em 2016, a Adel apresentou a proposta para o Programa Ideia da Gente da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), o qual foi aprovada. No dia 22 de dezembro do mesmo ano, o Projeto foi lançando no território.

Em 2017, a Adel em parceria com a CSP apoiam jovens empreendedores rurais dos municípios de São Gonçalo do Amarante, Caucaia, São Luís do Curu, Paracuru e Pentecoste, estimulando a cooperação e a formação da Cooperativa Caroá, que terá uma abrangência territorial.

Registro do lançamento do Projeto Caroá em São Gonçalo do Amarante – jovens, integrantes do Programa Ideia da Gente (CSP) e equipe da Adel

Durante o evento de lançamento do Projeto, Sarah Roriz, Coordenadora de Relações com Comunidades da CSP, enfatizou a importância do Projeto para o crescimento do território. “Saio daqui encantada com o compromisso, com os investimentos, com a seriedade e o desenvolvimento territorial. É um prazer, um orgulho para CSP fazer parte desse trabalho e está junto com o Projeto Caroá. Acredito que será um novo ano de muito trabalho e novas conquistas”.

BrazilFoundation lança II Prêmio de Inovação Comunitária


A Adel, em parceria com a BrazilFoundation, tem o prazer de anunciar a segunda edição do Prêmio de Inovação Comunitária. A ideia é premiar iniciativas informais (OPs) que colaboram com o desenvolvimento do território.

O Prêmio de Inovação Comunitária foi lançado em 2016 pela BrazilFoundation e a Adel foi umas das organizações “Madrinha”, responsável por identificar, monitorar e orientar as iniciativas. A OP significa Outra Parada, iniciativa informal, individual ou coletiva, que atua para transformar pessoas e comunidades.

Em 2016, três OPs foram apoiadas pela Adel e a perspectiva é este ano apoiar iniciativas que atuam com foco no Fortalecimento Comunitário e de Lideranças, Empreendedorismo e Geração de Renda, Agricultura Familiar e Comunicação Comunitária.

“A ideia surge para aproveitar a sabedoria e o conhecimento da nossa rede de parceiros em seus respectivos territórios e áreas de atuação. Assim conseguiremos democratizar o acesso a recursos, incentivando a inovação e descoberta de novas tecnologias sociais” – diz Patrícia Lobaccaro, Presidente da BrazilFoundation.

As propostas serão avaliadas por uma banca composta por líderes das organizações madrinhas e pela BrazilFoundation. As OPs selecionadas vão receber um prêmio de R$ 5.000,00 e as melhores iniciativas vão concorrer ao II Prêmio de Inovação Comunitária, com escolha feita pelas organizações madrinhas e equipe da BrazilFoundation.

Os três primeiros colocados receberão renovação de apoio, integrarão a Rede de Lideranças da BrazilFoundation e participarão dos workshops de capacitação em 2018. Um representante da iniciativa com mais votos ganhará uma viagem para os EUA junto a um representante da Organização Madrinha, para compartilhar experiências.

Instituições apoiadas pela Adel e BrazilFoundation em 2016

Na primeira edição do Prêmio de Inovação Comunitária em 2016, lançado pela BrazilFoundation, a Adel foi uma das organizações madrinhas e três iniciativas do território, dentre 144 inscrições foram selecionadas – Beco Cultural, Cozinha da Horta e Grupo de Jovens Cooperativas.

Apresentação Beco Cultural

Com o apoio financeiro de 5 mil reais e mentoria da Adel estas iniciativas ampliaram o trabalho realizado nas comunidades rurais. O Beco Cultural foi umas das iniciativas vencedora do Prêmio de Inovação Comunitária e criou um espaço cultural ativo na cidade de Apuiarés/CE. O Beco Cultural reúne artistas de diversas linguagens artísticas e promove oficinas e eventos culturais.

O Projeto Cozinha da Horta segue compartilhando os bons hábitos de se consumir uma boa e saudável alimentação através da produção dos canteiros de hortaliças e plantas medicinais no Assentamento Barra do Leme, em Pentecoste. E, o Grupo de Jovens Cooperativistas amplia a cada dia, as possibilidades de consolidação da Caroá, primeira cooperativa de jovens empreendedores rurais do território.

Sobre as inscrições

As inscrições para o II Prêmio de Inovação Comunitária são on-line e estão abertas até 3 de fevereiro. Para confirmar a participação no Prêmio, preencha os campos do formulário com as seguintes informações:

Organização madrinha: ADEL – Agência de Desenvolvimento Econômico Local

Mentor: Aurigele Alves

Faça sua inscrição: https://brazilfoundation.org/premio-de-inovacao-comunitaria/