Jovens de Trairi concluem Curso de Empreendedorismo

Trinta (30) jovens do município de Trairi, no litoral cearense, concluíram este mês, o Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais. O Curso faz parte das atividades do Projeto de Formação e Apoio a Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais.

O Projeto é uma estratégia de fomento ao desenvolvimento de empreendimentos de negócios e de impacto socioambiental com jovens de comunidades rurais do município litorâneo, idealizado pela Qair Brasil e executado pela Adel desde setembro de 2019.

O Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais abordou os primeiros passos para os jovens empreenderem e serem protagonistas de suas histórias de vida. A formação se propôs a auxiliar os jovens no desenvolvimento de suas capacidades técnicas e gerenciais, bem como na elaboração de projetos de negócios que desejam implementar em suas comunidades. A cerimônia de entrega de certificados aconteceu no dia 6 de fevereiro na comunidade Canaã, em Trairi.

Armando Abreu CEO, Qair Brasil; Juliana Aquino, Especialista Ambiental Qair Brasil; Sulamita Holanda, Assessora Socioambiental Qair Brasil e Evilene Abreu, Diretora de Comunicação Adel entregando certificados aos jovens concludentes (da esquerda para a direita)

Para a jovem Conceição Cordeiro, participante do Projeto, o período de imersão nas atividades permitiu ir além dos primeiros passos para empreender. “Aprendemos a olhar para nosso território com mais compromisso, com mais estratégia e atenção. Nos preparamos para contribuir com o desenvolvimento local, através dos projetos de negócios que elaboramos e vamos implantar na próxima etapa do projeto”, reforça.

Além dos jovens do Projeto, a cerimônia de entrega de certificados contou com a presença dos pais, lideranças comunitárias e membros da equipe da Qair Brasil e da Adel. Estiveram presentes no evento: Armando Abreu, CEO da Qair Brasil, Juliana Aquino, Gerente de Meio Ambiente e Relações com as Comunidades da Qair Brasil, Sulamita Holanda, Assessora Socioambiental da Qair Brasil, Hanná Louretto, Assessora de Comunicação da Qair Brasil, Aurigele Alves, Diretora de Programas da Adel, Evilene Abreu, Diretora de Comunicação da Adel, Raquel Ferreira, Coordenadora de Projetos da Adel, Fábia Oliveira, Assistente de Projetos da Adel e Elionardo Oliveira, Assistente de Comunicação da Adel.

Para Armando Abreu, a parceria com a Adel é extremamente importante, pois busca criar meios e condições para que cada um dos jovens do projeto implantem o projeto dos seus sonhos. “Além de toda a parte teórica, de toda a parte prática, este projeto possibilita também, em termos de financiamento, que isso se torne uma realidade. Acima de tudo, o que nós pretendemos é formar seres humanos, é ter uma sociedade mais equitativa possível e que se lembre daqui uns anos da Qair Brasil e da Adel por um trabalho social e ambiental que fizeram e não apenas pelas turbinas que implantaram”, ressaltou.

O Projeto

O Projeto de Formação e Apoio a Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais visa a promoção do desenvolvimento econômico, social e sustentável do município de Trairi por meio do empreendedorismo e protagonismo dos jovens rurais.

A segunda etapa do Projeto se dará pelo acesso ao crédito. Os jovens egressos do Curso Empreendedorismo e Gestão de Negócios Rurais podem acessar uma linha de crédito semente por meio do Fundo Veredas, iniciativa de crédito própria e particular criada e gerida pela Adel que contará com investimentos financeiros da Qair Brasil. Na terceira etapa, os jovens serão assessorados por uma equipe especializada da Adel.

Adel e BNB realizam Seminário com produtores de leite em Sobral

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) realizaram na última terça, 4, o Seminário Bovinocultura de Leite e Desenvolvimento Rural Sustentável, no Sistema Integrado de Saneamento Rural (SISAR), no município de Sobral/CE.

O Seminário marca o lançamento do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite realizado pela Adel e BNB em quatro municípios na região de Sobral. O evento promoveu um debate sobre os principais desafios da Cadeia Produtiva da Bovinocultura de Leite no território e as possíveis estratégias de superação. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes.

O Seminário iniciou com a fala dos parceiros. Em seguida, a Gerente Executiva Estadual do BNB, Jeânia Rogério Gomes, apresentou o Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER) desenvolvido pelo BNB. Adriano Batista, Diretor Executivo da Adel, fez uma breve apresentação do Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite, iniciativa da Adel com apoio do PRODETER/BNB.

Jeânia Rogério Gomes, Gerente Executiva Estadual do BNB

Para Jeânia Gomes, a parceria com a Adel é de grande importância para o Banco do Nordeste, assim como para os outros parceiros e produtores do território. “Eu acredito muito no trabalho da Adel, eu já tive a oportunidade de trabalhar com a organização. É uma equipe muito comprometida com o que faz”, reforça. Para Jeânia o sentimento é de gratidão pela parceria e acredita que os produtores só têm a ganhar com todas as atividades que serão desenvolvidas.

Após as apresentações, aconteceu o Painel Desafios da Cadeia Produtiva da Bovinocultura de Leite no território do Polo de Sobral I e estratégias de superação. O Professor do IFCE/Campus Limoeiro do Norte, Dr. Cleber Medeiros Barreto; e, o Prof. Dr. Magno José Duarte Cândido do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e Coordenador do Núcleo de Ensino e Estudos em Forragicultura (NEEF/UFC), trouxeram contribuições valorosas sobre a cadeia produtiva do leite. O Painel foi mediado por Alano Luna, Dr. em Zootecnia e Especialista de Projetos da Adel.

Segundo Alano Luna, o Seminário foi de extrema importância para fortalecer o contato entre as entidades executoras do Projeto e seus beneficiários. “O Seminário possibilitou o encontro entre produtores de leite, parceiros de órgãos públicos e privados no mesmo local, discutindo o fortalecimento da cadeia produtiva do leite na região”, reforça Alano.

Para Adriano Batista, a expectativa é contribuir com o aumento da produtividade e da rentabilidade na atividade de bovinocultura de leite de forma sustentável nos territórios de atuação do Projeto. “É muito importante para os produtores entenderem melhor quais são os desafios da cadeia produtiva e também quais são as soluções”, enfatizou o Diretor. As ações do Projeto buscam contribuir com a eficiência das áreas leiteiras, investindo na especialização e articulação dos profissionais. Destacando questões como o fortalecimento dos cuidados sanitários, alimentação do rebanho e controle econômico da atividade, fatores que influenciam diretamente no rendimento da produção.

Segundo o IBGE, o Brasil segue com o maior rebanho comercial do mundo, com cerca de 213,5 milhões de cabeças de gado. O Ceará ocupa a 16ª colocação do ranking nacional de criação de bovinos, com uma participação de 1,1% do rebanho brasileiro. Já em relação à produção de leite, o país produziu 33,8 bilhões de litros em 2018, com projeções de crescimento para os próximos anos.

Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite

O Projeto Estruturação da Cadeia Produtiva do Leite na região de Sobral busca ampliar as capacidades técnicas e de gestão das pequenas propriedades rurais; fortalecer as estruturas organizativas para aumentar a efetividade de estratégias de desenvolvimento da atividade econômica; e, difundir entre os produtores conhecimentos, soluções e tecnologias que gerem resultados efetivos em curto e longo prazo.

Evaristo Barbosa, produtor de leite de Irauçuba, afirma ser engajado em ações que valorizam a sua atividade. “É muito importante trazer essas informações para nós produtores, para aplicarmos na nossa propriedade. Achei de grande valia a parte de forragens com ensinamentos para o nosso dia a dia”, destaca Evaristo.

As atividades do Projeto são divididas em três eixos: capacitação, assessoria e difusão de tecnologias. Desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER). Cento e vinte e cinco (125) pequenos produtores de leite de quatro municípios (Sobral, Irauçuba, Miraíma e Santana do Acaraú) serão beneficiados diretamente durante um ano.

Oficina para valorização da Caatinga é realizada em Pernambuco

Quitonga, Caetés/PE

Na última semana, o Programa Echosocial Ventos que Transformam, da Echoenergia chegou à comunidade Quitonga, em Caetés/PE, por meio da oficina “Uso Sustentável dos Recursos Naturais e Conservação da Caatinga no Semiárido“. A oficina foi realizada pela Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), entidade executora do Programa no Território. Trinta (30) moradores participaram da atividade, na Sede da Associação dos Agricultores Familiares do Sítio Quitonga.

As oficinas estão sendo realizadas desde o final de 2019 em diversas comunidades pernambucanas atendidas pelo Programa Echosocial. Visam o desenvolvimento de capacidades e conscientização das famílias e lideranças locais sobre o uso e conservação dos recursos naturais do Bioma Caatinga, estimulando um processo de autorreflexão sobre a realidade e boas práticas de convivência com o semiárido.

Por meio de um trabalho coletivo, os participantes discutiram sobre o princípio da responsabilidade intergeracional ambiental e o conceito de recursos naturais. A partir de trabalhos lúdicos, os agricultores/as construíram um mapa de ocupação da Caatinga, com a finalidade de visualizarem a abrangência do bioma no país. Discutiu-se também a existência de tecnologias sociais que podem ser desenvolvidas nas comunidades rurais de acordo com suas realidades.

Práticas sustentáveis para as atividades de plantio tiveram destaque, sendo de extrema necessidade e interesse pelos participantes. Os agricultores participaram ainda de uma exposição de sementes variadas, dialogando sobre o princípio da biodiversidade, diversificação produtiva e manejo adequado dos recursos naturais.

Para conviver com a limitação de água os participantes aprenderam técnicas como o uso de cobertura morta para manutenção da umidade no plantio durante e após a irrigação, bem como o incremento de matéria orgânica no solo. Destacando-se o uso de adubação verde, com exposição de sementes de algumas espécies locais, comumente, consideradas sem utilidade pelos agricultores e agricultoras da região. Foram distribuídas sementes de crotalárias, utilizadas para fixação de nitrogênio no solo, bem como outras leguminosas comuns como feijão guandu, feijão de porco e mucuna preta.

O grupo participou ainda de uma atividade prática para a construção coletiva de uma composteira, utilizando galhos secos e restos de vegetais. Dependendo dos materiais utilizados, pode-se obter o produto pronto para ser utilizado na adubação com aproximadamente 90 dias e utilizá-lo nas hortas e culturas presentes na propriedade.

Para Morgana Costa, Presidente da Associação de Quitonga, a temática é muito relevante. “A atividade foi muito boa e todos da Associação ficaram muito interessados nos conteúdos passados”, reforça. A agricultora Josefa Maria da Silva destaca “Foi muito legal apreender mais sobre nossa terra”.

Sobre o Programa

O Programa Echosocial Ventos que Transformam da Echoenergia busca contribuir com o desenvolvimento local dos territórios do entorno dos complexos eólicos da empresa, a fim de gerar impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos. A oficina “Uso Sustentável dos Recursos Naturais e Conservação da Caatinga no Semiárido”, realizada na comunidade Quitonga, em Caetés/PE, é parte das atividades do Projeto Segurança Hídrica executado pela Adel por meio da Diretoria de Novos Negócios.

A Adel disponibiliza um leque de serviços a empresas, governos e outros atores da sociedade civil para colaborar com suas próprias estratégias de promoção do desenvolvimento humano, incorporar ou disseminar práticas de sustentabilidade corporativa ou ainda compensar, controlar e mitigar impactos derivados de suas operações.