Adel publica Manifesto em Defesa da Democracia

Neste momento crítico da nossa História e seguindo as premissas do nosso Regimento Interno e atuação, enquanto parte ativa da sociedade civil organizada, apresentamos nosso manifesto em defesa da democracia, dos direitos humanos e de um modelo de desenvolvimento sustentável como política pública para o Brasil.

A sociedade civil organizada, da qual fazemos parte, precisa assumir no atual contexto, sua responsabilidade ética, como segmento que acompanha as realidades do país de perto. Que interage com as bases sociais e, em tantos casos, gera lugar de fala para pessoas, grupos e comunidades que lidam com imensos desafios para se fazer representar nos processos decisórios de interesse público.

Por conhecer e reconhecer que o Brasil, como um todo, deve se posicionar a favor de um projeto de desenvolvimento que seja social, econômico e culturalmente inclusivo e justo, assumimos nossa posição nestas Eleições. Não por um candidato ou outro. Não por um partido ou outro. Mas sim por um projeto civilizatório, por uma plataforma em que haja compromisso com os valores e princípios que, para nós, são centrais em um modelo de desenvolvimento e de governança para o Brasil.

Eleições 2022

Nas eleições gerais no Brasil em 2022, agendadas para o dia 2 de outubro, para o primeiro turno, e em 30 de outubro em caso de um segundo turno, não vamos apoiar nenhum candidato em específico. Mantemos nossa posição de absoluta neutralidade partidária. Mas manifestamos aqui nosso total repúdio ao fascismo e a plataformas políticas que não assumam compromisso com a democracia, os direitos humanos e com uma agenda em prol de um modelo de desenvolvimento sustentável, em todas as dimensões da vida em sociedade e das relações ecológicas da sociedade com o meio ambiente. Mantemos nossa posição de repúdio a candidatos e partidos que promovam ou realizem agressões, de qualquer tipo, à democracia.

Durante o período eleitoral, não vamos participar de nenhum evento de cunho político partidário, bem como não convidaremos nenhum candidato ou aliado para participar das nossas atividades. Também não autorizamos nenhuma pessoa se manifestar em nosso nome a favor de algum candidato ou partido.

Vamos manter o diálogo com as instituições públicas e a nossa postura institucional, seguindo advogando em defesa de causas, valores e preceitos que são fundamentais à nossa missão e visão como organização da sociedade civil. Após as eleições, as atividades e projetos que contam com o apoio de órgãos públicos em andamento seguirão o seu curso, bem como novos diálogos e parcerias poderão surgir neste âmbito.

Leia o Manifesto na íntegra: Manifesto em Defesa da Democracia

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *