Adel realiza diagnóstico socioeconômico de comunidades rurais no interior do Ceará

Um dos nossos serviços é a elaboração de diagnósticos socioeconômicos e ambientais em territórios rurais e estudos de caracterização de força de trabalho local para subsidiar a elaboração de programas e projetos socioambientais. Nosso trabalho mais recente aconteceu nos últimos meses, no entorno do Complexo Eólico Mandacaru, da AES Brasil, que abrange os municípios de Trairi e Amontada, no estado do Ceará.

Foram mais de dez comunidades visitadas: Barrinha do Norte, Cana-Brava, Carrapicho, Cotese, Criancó, Curimãs, Guajiru, Lagoa de Dentro, Manguinho, Peixinho, Pernambuquinho e Timbaúba. O estudo diagnóstico socioeconômico incluiu o mapeamento de stakeholders e as possíveis estratégias de intervenção local para o impacto social nas áreas de influência do Complexo Eólico Mandacaru.

Foram realizadas cerca de 300 entrevistas semiestruturadas, incluindo agricultores, agricultoras e lideranças locais. A população dessas localidades apresenta, de maneira geral, ocupação econômica associada primordialmente à agricultura de subsistência, realizada de forma rudimentar (não mecanizada), à pesca artesanal e à criação de animais. Algumas comunidades se destacam também pelo turismo e o artesanato.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O trabalho de escuta e reconhecimento da realidade desses territórios, abre espaço para o diálogo e uma relação de cordialidade com as comunidades. Por meio do Diagnóstico, coletamos informações para subsidiar o plano de ação do projeto socioambiental a ser definido pela AES Brasil, identificando as demandas sociais. Por meio do estudo, também foi possível oferecer recomendações para os projetos sociais, com o objetivo de gerenciar as situações de crise, bem como estabelecer uma relação harmônica entre os moradores e o empreendimento. O conhecimento e as informações qualificadas sobre as comunidades são a base para a construção de propostas que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável dos territórios, gerando impactos positivos para todas as pessoas envolvidas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *