Adel realiza projetos no Nordeste em parceria com a Neoenergia

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), por meio da sua área de Novos Negócios, realiza, em parceria com a Neoenergia e apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), três (3) projetos de desenvolvimento em dois (2) estados do Nordeste – Paraíba e Rio Grande do Norte.

Os projetos fazem parte do Programa SER – Saúde, Educação e Renda, uma estratégia desenvolvida com o apoio do Instituto Neoenergia que visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades de influência da Neoenergia, gerando impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos.

Após a realização de Diagnósticos Socioeconômicos dos territórios de atuação dos projetos, a equipe de campo da Adel começou, no último mês, a mobilização das famílias e jovens para participarem dos projetos. Esta atividade consiste na apresentação em cada território da estratégia e inscrição dos participantes.

Para o Diretor de Novos Negócios da Adel, Wagner Gomes, a parceria com a Neoenergia é uma oportunidade de expandir e consolidar a atuação da instituição no Nordeste. “É extraordinário para Adel ampliar suas ações nas comunidades do Rio Grande do Norte e expandir sua atuação para o Estado da Paraíba. Com toda certeza, vamos aprender bastante com a implantação e o desenvolvimento destes projetos. A Neoenergia, assim como a Adel, acredita e investe no desenvolvimento sustentável de territórios rurais por meio de ações de educação e geração de renda com vista a melhoria nas condições socioeconômicas e ambientais das famílias”.

Espera-se que estes projetos contribuam com a elevação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos cinco (5) municípios contemplados: Bodó e Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte; Dona Inês, São José do Sabugi e Santa Luzia, na Paraíba. No município Dona Inês, em específico, a iniciativa acontece na comunidade quilombola Cruz da Menina, formada por 73 famílias e reconhecida desde 26 de março de 2008, como uma Comunidade Remanescente de Quilombo pela Fundação Palmares.

As comunidades beneficiadas pelos projetos são de alta vulnerabilidade socioeconômica e ambiental. São territórios com grandes dificuldades de acesso à água, saneamento básico e educação. Territórios resilientes e com um potencial criativo imenso, capazes de se desenvolverem a partir da implantação de novas tecnologias sociais, do acesso ao conhecimento e da geração de renda.

Saiba mais sobre o Programa Ser: http://www.institutoneoenergia.org.br/pt/como-atuamos/acao-social/Paginas/programa-ser.aspx

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *