Adel e EDP abrem inscrições para PJER LGBTQIAP+ Oportunidades

Estão abertas as inscrições para mais uma turma do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER) com foco na promoção da diversidade. Podem participar jovens LGBTQIAP+ com idade entre 18 e 32 anos, que tenham concluído o ensino médio e residam em São Gonçalo do Amarante/CE. As inscrições são gratuitas e estão abertas até o dia 26 de setembro neste link: https://forms.gle/cFJSEW5Xgf9YnsbCA.

Vinte (20) pessoas serão selecionadas para o PJER LGBTQIAP+ Oportunidades. A iniciativa conta com apoio da EDP, administradora da UTE Pecém. A inclusão socioprodutiva desses jovens é um ponto crítico hoje no meio rural e empreender é uma alternativa para que tenham autonomia e possam exercer papéis protagonistas em suas próprias histórias e de suas comunidades.

A formação inclui um curso com carga horária de 40 horas/aula, realizado totalmente à distância, com momentos síncronos, isto é, todos juntos numa sala virtual e atividades assíncronas, onde os participantes podem aprofundar os conhecimentos por meio de conteúdos complementares em diferentes formatos.

Composto por três módulos: (1) O meu mundo; (2) O mundo em sociedade e (3) O mundo lá fora, o curso irá trabalhar desde o autoconhecimento, construção de identidades, cidadania, direitos da população LGBTQIAP+, até estratégias de protagonismo e empreendedorismo de negócios e de impacto social. A aula inaugural do curso está prevista para o dia 30 de setembro.

Sobre o Projeto

Desde 2018, a Adel vem atuando para promover a inclusão socioprodutiva de jovens LGBTQIAP+, ao se aproximar da realidade dessa população, principalmente de jovens do meio rural. A Adel reconhece que os desafios dos jovens LGBTQIAP+ vão além dos âmbitos de trabalho e renda.

É necessário formar uma geração de jovens LGBTQIAP+ que sejam lideranças comunitárias capazes de construir uma ética de diversidade, inclusão social, cultural e econômica. Os jovens da população LGBTQIAP+ formados pelo Programa já atuam em diversos espaços de governança no território, influenciando de forma positiva nas agendas locais.

Adel contrata Auxiliar Administrativo

A Adel trabalha na promoção do desenvolvimento sustentável de territórios rurais por meio do empreendedorismo e do protagonismo de jovens, agricultoras e agricultores. Busca profissional com interesse em desenvolvimento pessoal e afinidade com os valores e a missão da organização. A pessoa contratada irá exercer uma função de suporte no dia a dia da administração institucional e da operação do escritório de gestão em Fortaleza, com possibilidade de viagens ocasionais para outras cidades do Nordeste.

O/a profissional contratado/a prestará total suporte e atendimento aos diversos públicos da organização, assim como suporte ao gerenciamento de estruturas, equipamentos e no funcionamento de espaços de trabalho no dia a dia.

A vaga de Auxiliar Administrativo possui tempo indeterminado, com carga horária de 40h/semanais, de preferência de segunda à sexta, de 8h às 12h e 13h às 17h. Vínculo CLT, com regime compensatório por meio de banco de horas.

Requisitos/Perfil desejado

Ensino Médio concluído e experiência sólida anterior na função de auxiliar administrativo, com nível básico de conhecimentos em informática (pacote Microsoft Office e softwares de produção, edição e diagramação de textos, planilhas, apresentações e documentos em geral). Disponibilidade para viagens para outros municípios na região e para outros estados.

Possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria B.

Principais tarefas 

Atendimento ao público de forma presencial, por telefone ou e-mail. Elaboração e preenchimento de planilhas; lançamento de dados em planilhas e sistemas; controle do envio e recebimento de mensagens e documentos. Elaboração de relatórios técnicos, operacionais e administrativos; arquivamento de documentos; suporte em organização e gerenciamento de estruturas, equipamentos e no funcionamento de espaços de trabalho no dia a dia. Suporte logístico e operacional, gerenciamento de almoxarifado. Apoio à área comercial, administrativa e financeira e demais atividades inerentes ao cargo.

A vaga é CLT com todos os benefícios contratuais

Salário compatível com o mercado; vale transporte; vale alimentação; seguro de vida; plano de saúde (50%); plano odontológico com tarifa reduzida.

Local de trabalho

Escritório de Gestão Institucional em Fortaleza/CE.

Como se candidatar

Os interessados deverão enviar o CV com pretensão salarial já no próprio arquivo do currículo, até 20/09/21, para oportunidades@adel.org.br com o assunto: Auxiliar Administrativo.

Adel e o Instituto Lina Galvani iniciam Curso Protagonismo e Cultura Digital

Na última semana, a Adel (Agência de Desenvolvimento Econômico Local) e o Instituto Lina Galvani (ILG) iniciaram as atividades do projeto Juventude.com. Seguindo todos os protocolos de saúde e segurança, foi realizada a abertura do Curso Protagonismo e Cultura Digital, na Casa de Diálogo, sede da Associação Rede Social de Angico dos Dias, em Campo Alegre de Lourdes, na Bahia.

Além dos 25 jovens locais selecionados, estiveram presentes o Diretor Executivo da Adel, Adriano Batista, a Diretora de Programas da organização, Aurigele Alves; Ricardo Mastroti, Diretor Executivo do ILG, Marcos Reis, Supervisor de Responsabilidade Social ILG e Jennifer França, Analista de Responsabilidade Social ILG. 

Os jovens receberam kits com camisas, cadernos, canetas e ainda o livro Todxs Podem Empreender, publicado pela Adel e que apresenta os primeiros passos para uma jornada empreendedora, que servirá também como instrumento de estudo durante o Curso. Eles participaram ainda de momentos formativos sobre Cidadania, Protagonismo e Liderança e, sobre Comunidade, Juventude e Projeto de Vida.

“Visualizamos que por meio do Curso, esses jovens conseguirão identificar potencialidades no território para sua atuação como protagonistas sociais. É importantíssimo gerar oportunidades de ampliação de capacidades para a juventude. Pensar em condições que conectem, engajem e estimulem os jovens a protagonizarem histórias diversas na comunidade, é uma honra fazer parte desse processo”, ressalta Aurigele Alves.

Aurigele Alves, Diretora de Programas Adel, ministrando oficina para jovens beneficiados.

Para Marcos Reis, Supervisor de Responsabilidade Social do ILG, foi emocionante e bastante satisfatório participar de um momento presencial com a equipe e os jovens. “O ILG ficou muito feliz com o início do projeto Juventude.com. Foi emocionante ver a Casa da Comunidade, espaço de convivência social, tomada por 25 jovens muito interessados em aprender. O Projeto Juventude.com, que tem o objetivo de criar protagonismo jovem e cultura digital no povoado de Angico dos Dias, é um marco tanto para o ILG quanto para essa comunidade. Queremos levar aos jovens mais perspectivas de futuro e estimular esses jovens na busca por mais conhecimento, para que tenham mais escolhas”, destaca Marcos.

Segundo o Supervisor, a Adel fez um trabalho incrível, usando uma metodologia que busca sempre estimular os jovens a serem protagonistas da mudança que desejam fazer em suas próprias vidas e em suas comunidades. “Foi bonito ver os jovens interessados na formação, participando ativamente das discussões, pensando em projetos de vida, desenhando e ajudando a pensar nos problemas e soluções para a comunidade”.

Sobre o Projeto

O projeto Juventude.com busca contribuir com o protagonismo e o empreendedorismo rural da juventude em Angico dos Dias, unindo o potencial existente no território às novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e outras soluções digitais, para gerar transformações sociais, econômicas e culturais positivas na comunidade nos próximos anos.

Para Dorinha Oliveira, 19, a experiência já tem sido gratificante. “O conteúdo é muito bem explicado, os trabalhos estão sendo bem desenvolvidos, sem contar que tem gente vencendo a timidez”, comemora. Além da formação, o projeto prevê a implantação na comunidade de um Centro Integrado de Acesso à Tecnologia da Informação e Comunicação, para garantir o acesso de jovens e de toda a comunidade a novas tecnologias de conexão digital.

Adel e Echoenergia realizam oficina sobre Protagonismo Social e Empreendedorismo com jovens em Pernambuco

No último mês, a Adel em parceria com a Echoenergia, realizou a Oficina Protagonismo Social e Empreendedorismo, que contou com a participação de 38 jovens das comunidades Grota, Grotão, Juremal e Pontais, em Venturosa/PE. A oficina integra o Programa Echosocial: Ventos que Transformam, iniciativa da Echoenergia, realizada com o apoio do BNDES e executada pela área de Novos Negócios da Adel.

A proposta da oficina foi ampliar as capacidades técnicas e gerenciais dos jovens, para que compreendam seus contextos e ambientes de atuação. Assim, eles poderão identificar oportunidades e potencialidades para a criação de projetos de negócios e/ou de impacto socioambiental em suas comunidades. O protagonismo e o empreendedorismo podem ser escolhas em seus projetos de vida, caminhos alternativos e possíveis para que se tornem agentes de transformações positivas.

A oficina aconteceu via webconferência e contou com o apoio dos grupos locais e da Escola Municipal Manoel Alves de Araújo. Para Maria Karolina, 23, o momento foi gratificante. “Agradecemos a Adel e a Echoenergia pela oportunidade e queremos dizer que estamos sempre à disposição para mais projetos aqui na comunidade, é uma forma de aprimorarmos ainda mais o nosso conhecimento“, reforça. Já a jovem Andressa Vitória, 17, acredita que projetos que incentivem a educação são cruciais para o desenvolvimento da comunidade.

Captura de tela durante o encontro online.

Esta foi a primeira ação da Adel e da Echoenergia com os jovens de Venturosa. É fundamental construir com os jovens conhecimentos e habilidades que respeitem os saberes e a cultura local, a fim de promover a democratização de oportunidades e a construção de possibilidades de convivência com o Semiárido.

Sobre o Programa Echosocial Ventos que Transformam 

O foco do Programa Echosocial Ventos que Transformam é contribuir para o desenvolvimento local dos territórios no entorno dos complexos eólicos da empresa, gerando impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos. Tem como premissa o conceito de desenvolvimento humano, entendido como a ampliação das liberdades pelas pessoas, pelas famílias e pelas comunidades, através da aquisição de capacidades por esses atores sociais.

Jovens LGBTQIA+ concluem Curso de Empreendedorismo

A Adel (Agência de Desenvolvimento Econômico Local) realizou na última terça, dia 10, o evento de encerramento da etapa formativa do Projeto “Diversidade e Desenvolvimento Rural: Jovens LGBTQ+ Protagonistas no Semiárido do Ceará”, apoiado pelo Itaú e Mais Diversidade. O evento marca a finalização do Curso Empreendedorismo e Protagonismo Social, incluindo a entrega de certificados aos jovens beneficiados.

Cerca de 20 jovens dos municípios de Apuiarés, Paracuru, Pentecoste, São Luís do Curu e Tejuçuoca concluíram a etapa formativa e poderão acessar os demais componentes do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), que consiste na aliança entre quatro (4) eixos: acesso a conhecimento, crédito orientado, apoio no fortalecimento organizativo e acesso às tecnologias de informação e comunicação.

Jovens beneficiados pelo projeto e colaboradoras da Adel

Seguindo os protocolos de saúde e segurança, o evento aconteceu em dois locais, no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Apuiarés/CE e no Buffet H Festas e Eventos, em São Luís do Curu/CE. As duas ocasiões contaram com a participação da equipe da Adel, jovens beneficiados e lideranças locais.

Para Rafaella Alves, jovem LGBTQIA+ e representante da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Apuiarés, projetos como esse são de extrema importância para ajudar a população LGBTQIA+ do Semiárido. “Ver parcerias como essa do Itaú, Mais Diversidade e Adel, nos impulsiona a acreditar em dias melhores, pois promover oportunidades para essa população, tão estigmatizada e marginalizada, enche-me de orgulho e esperança de um futuro melhor para todes. Que honra poder ter acompanhado de perto o desenvolvimento desses jovens empreendedores da minha cidade e região”, comemora.

Rafaella Alves, jovem LGBTQIA+ e representante da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Apuiarés

Esta é a segunda edição do Projeto, que integra as ações do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), da Adel. A iniciativa buscou jovens LGBTQIA+ com histórico de participação e engajamento em movimentos sociais, atividades comunitárias e/ou projetos de impacto socioambiental.

Além do apoio financeiro do Itaú e Mais Diversidade, essa turma tem como parceiros articuladores a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social de Apuiarés/CE e a Associação Comunitária Cultura Educacional e Agrícola Vale do Curu em São Luís do Curu/CE.

Etapa Formativa

No mês de junho, seguindo todas as recomendações de saúde e segurança diante o contexto pandêmico, a Adel iniciou a formação dos jovens selecionados, alternando momentos presenciais e à distância. Os jovens foram distribuídos em duas turmas, uma na sede de Apuiarés/CE e outra na sede de São Luís do Curu/CE.

Os participantes receberam orientação durante todo o processo, facilitando as atividades que deveriam ser realizadas de forma individual e em casa. Os encontros presenciais foram realizados em locais arejados, amplos e com estruturas que garantiram o distanciamento necessário para manter a segurança de todas as pessoas envolvidas. As atividades complementares foram disponibilizadas através de encontros virtuais, tutorias online, ligações e vídeo chamadas.

Jovens beneficiados pelo projeto

Nessa etapa, os jovens aprenderam sobre Desenvolvimento Local; Empreendedorismo; Comunicação e Marketing; Educação Financeira, dentre outros temas imprescindíveis ao fomento do empreendedorismo, seja de negócios ou de cunho socioambiental. Eles receberam também, o apoio necessário para elaborarem seus Projetos de Negócios, que foram apresentados ao final do curso.

Outra atividade da etapa formativa realizada foram os encontros focais online. Nestes encontros outros jovens do PJER que estão empreendendo e se reinventando no território compartilharam suas experiências. Foram (4) encontros que abordaram temas como resiliência, empreendedorismo e a importância da comunicação para os empreendimentos.

Para Alan Mendes, 18, beneficiado pelo projeto, o sentimento é de pura gratidão. “Gratidão Adel, Mais Diversidade, Itaú e todos que compõem esse projeto, pela oportunidade única e inclusiva que foi o PJER Diversidade. Especialmente grato às nossas tutoras que deram seu máximo para conhecer o nosso mundo, nossas singularidades, nossos sonhos. Por mais desafiador que fosse o papel de ensinar, elas sempre foram pacientes frente às nossas dificuldades. Ser LGBTQIA+ é, de fato, uma luta constante contra o preconceito, mas seguimos firmes com o apoio de iniciativas como essa”, reforça.

Alan Mendes, jovem beneficiado pelo projeto e Aurigele Alves, Diretora de Programas da Adel

Sobre o Projeto

O Projeto “Diversidade e Desenvolvimento Rural: Jovens LGBTQ+ Protagonistas no Semiárido do Ceará” tem como intuito formar e assessorar jovens para criarem e darem início ao desenvolvimento de seus projetos de negócios e/ou de impacto social em suas comunidades.

O principal objetivo é promover a inclusão socioprodutiva de jovens LGBTQIA+ a partir da ampliação de suas capacidades, do aproveitamento de sua resiliência, de suas potencialidades e vocações. Esses jovens são, também, orientados e assistidos para integrarem redes territoriais e para iniciarem um processo de formação como lideranças e protagonistas locais. Para que sejam agentes de transformações estruturantes na cultura de empreendedorismo e diversidade no território.

Programa promove o acesso à água e valoriza a cultura quilombola na Paraíba

Com o objetivo de ampliar as oportunidades de aprendizagem e valorizar a cultura quilombola, a Adel e a Neoenergia iniciaram em 2019, por meio do Programa SER – Saúde, Educação e Renda, estratégia desenvolvida com o apoio do Instituto Neoenergia, dois projetos com a comunidade quilombola Cruz da Menina, localizada no município Dona Inês, na Paraíba.

Os projetos têm como foco o acesso à água de qualidade para consumo humano e produção; e, a ampliação de capacidades das famílias, sobretudo das mulheres, por meio de ações educativas para promover a cidadania e a geração de trabalho e renda. A iniciativa inclui a construção de um Centro Cultural Quilombola. O espaço busca fortalecer o artesanato, o turismo rural e a culinária local, bem como o empreendedorismo e o protagonismo das mulheres.

A comunidade Cruz da Menina surgiu por volta de 1850. É formada por 100 famílias e foi reconhecida em 2008, como Comunidade Remanescente de Quilombo, pela Fundação Cultural Palmares. As famílias quilombolas de Cruz da Menina buscam superar a prática da cultura de subsistência e continuar respeitando seus valores ancestrais, ao mesmo tempo em que investem em estratégias de desenvolvimento sustentável, para garantir uma vida digna.

Bianca Cristina, 38, agricultora, graduada em letras e representante da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ), é uma das lideranças da comunidade que acredita no protagonismo das mulheres quilombolas para promoção do desenvolvimento local. Desde os 12 anos, Bianca realiza trabalhos sociais na comunidade, e atualmente é Diretora Cultural da Associação local. Ela também é Presidente da Coordenação Estadual das Comunidades Negras Quilombolas da Paraíba (CECMEQ).

Segundo Bianca, as mulheres quilombolas são fundamentais no combate à invisibilidade social da cultura local. “Essas comunidades são espaços de manutenção e resistência da cultura negra, até mesmo das suas ancestralidades africanas, o que tem a sua sobrevivência vinculada à liderança de mulheres negras”, destaca.

Cruz da Menina ainda mantêm viva as tradições herdadas de seus antepassados e preserva vários traços de sua cultura e história. Entre as manifestações culturais da comunidade estão os grupos de Coco de Roda e de Ciranda, formados principalmente por mulheres, que se apresentam em eventos culturais e educacionais na Paraíba e em outros estados brasileiros.

Na pandemia as atividades socioculturais foram reduzidas, mas Bianca enfatiza que a Associação continuou com a ajuda de parceiros realizando algumas ações de apoio às famílias. “Uma das principais frentes da comunidade é essa liderança que temos, esse é o espírito do nosso trabalho. Sempre fazíamos campanhas, mas quase que parou tudo por conta do vírus, mas com a ajuda de parceiros encontramos a força para continuar a luta.  A gente vem atendendo muitas famílias carentes de comunidade locais, doamos quase cinco mil cestas básicas para as famílias. Mais uma conquista do movimento quilombola que veio em uma boa hora.”

Ações do Programa SER

As ações do Programa SER – Saúde, Educação e Renda foram iniciadas em Cruz da Menina após a realização de um estudo diagnóstico com a comunidade em 2019 para perceber as oportunidades e demandas locais. Devido ao contexto pandêmico, somente em abril de 2021, a equipe da Adel, entidade executora do Programa, revitalizou o poço profundo que abastece a comunidade.

Para Bianca, a ação veio para fortalecer as expertises dos moradores locais e contribuir com a comunidade. “A gente ver esse projeto como um complemento para melhorar o que a gente já vem desenvolvendo. No momento estamos indo com calma por conta da pandemia, mas esperamos poder participar de mais oficinas em breve. Seguimos acreditando em dias melhores e na força importante de ter ajuda de parceiros e instituições como a Adel e a Neoenergia”, destaca.

Nos próximos meses, estão previstas a realização de oficinas sobre: associativismo e cooperação para o desenvolvimento Local; convivência com o semiárido; gestão das águas; sistema de dessalinização das águas; empreendedorismo e gestão de pequenos e médios empreendimentos; artesanato e design feito à mão; turismo rural; e culinária. Também serão realizadas a instalação de um sistema de dessalinização de água; a construção do Centro Cultural Quilombola Cruz da Menina; e, sessões de assessoria técnica para gestão e gerenciamento dos equipamentos coletivos instalados.

 

 

 

Diretor Executivo da Adel participa do projeto Diálogos na UFCA

Na última quarta-feira (28), Adriano Batista, Diretor Executivo da Adel, participou do encontro remoto da Disciplina: Estado, Sociedade e Economia Brasileira, do Curso de Administração Pública e Gestão Social (APGS) promovido pelo Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Universidade Federal do Cariri (UFCA).

A iniciativa faz parte do projeto Diálogos: Partilhando Experiências, Saberes e Conhecimentos – APGS 10 anos. Busca contribuir com a formação técnico-política e ética de profissionais e pesquisadores para atuarem como administradores públicos e/ou gestores sociais, capazes de interpretar os desafios da contemporaneidade e comprometidos com o desenvolvimento sustentável local e global.

O encontro foi mediado pelo Professor Alberto Teixeira, que reiterou o papel da Adel no contexto político-social e a importância das tecnologias sociais implementadas para promoção do desenvolvimento local. Adriano apresentou para os estudantes a sua trajetória acadêmica e profissional, o trabalho da Adel realizado nos últimos treze anos, o surgimento e o cenário atual da organização.

“ A Adel surgiu a partir do nosso desejo de levar o conhecimento técnico e científico para as comunidades. Nós começamos a trocar ideias com os jovens e os agricultores e decidimos empreender. Compartilhar conhecimentos é fundamental para avançarmos em estratégias efetivas de desenvolvimento local”, relatou Adriano.

Captura de tela durante o curso online.

A criação da Adel é resultado da mobilização de jovens de comunidades rurais no semiárido do Ceará que tiveram a oportunidade de cursar a universidade na capital do Ceará, Fortaleza, e optaram por retornar à região, onde nasceram e foram criados, para investir os conhecimentos e as habilidades adquiridas em prol do desenvolvimento local.

Em 2007, esses jovens se organizaram e começaram a atuar na região de Pentecoste, no norte do Ceará, onde fundaram a Adel para apoiar pequenos produtores rurais em situação de vulnerabilidade com foco no fortalecimento da agricultura familiar. Hoje, a instituição atua em toda a região Nordeste.

Conforme destacou Adriano no encontro, a expansão da Adel é resultado do seu modelo de governança. “Nos últimos anos, nós avançamos na implantação de um modelo de governança adequado à profissionalização. Priorizamos processos de análise e tomada de decisão em nível estratégico e aprimorarmos os mecanismos internos de controle e planejamento”.

A Adel realiza parcerias com professores, pesquisadores e empreendedores com o  objetivo de sistematizar, avaliar e produzir referências sobre desenvolvimento local. Todo esse conhecimento é compartilhado com o mercado e com a academia para engajar novos atores em um diálogo técnico sobre conceitos e estratégias de desenvolvimento no Brasil. Colaborar com a formação dos estudantes da UFCA faz parte dessa estratégia.

Live sobre Protagonismo jovem e cultura digital marca lançamento do Projeto Juventude.com

Na próxima segunda-feira (02/08), às 16h, a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) em parceria com o Instituto Lina Galvani promovem a live de lançamento do Projeto Juventude.com realizado com jovens da comunidade Angico dos Dias, no município Campo Alegre de Lourdes, na Bahia.

O evento acontece ao vivo no canal do YouTube da Adel. Com o tema “Protagonismo jovem e cultura digital” a live vai contar com a participação de Eduarda Ribeiro, Comunicadora Digital e integrante do Palmas Lab; Ranislene Fernandes, jovem liderança comunitária em Angico dos Dias; e Talmon Lima, Youtuber e Roteirista na Vetinflix.

Os três jovens vão partilhar suas experiências de protagonismo a partir dos seus contextos locais, apresentando os desafios e sonhos. O momento marca o início das atividades formativas do Projeto Juventude.com.

O projeto visa fortalecer o protagonismo juvenil e o empreendedorismo rural em Angico dos Dias, aliando ao potencial existente no território às novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e outras soluções digitais, para gerar transformações sociais, econômicas e culturais positivas na comunidade nos próximos anos.

O evento segue disponível, acompanhe:

Live sobre Segurança Alimentar marca o dia da Agricultura Familiar

Na semana, em que é comemorado o Dia Internacional da Agricultura Familiar, a Adel vai realizar, na próxima quinta-feira (29), às 18h, no seu canal do YouTube e LinkedIn, a Live “O papel da Agricultura Familiar na Segurança Alimentar”.

O evento conta com a participação do Professor da Universidade Federal do Ceará, José Arimatea Bezerra, especialista em Educação Popular em Saúde e Coordenador de Gestão do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE/UFC).  A mediação ficará por conta da Assessora de Negócios da Adel, Régma Queiroz, profissional com experiência em gestão de programas de desenvolvimento rural.

A agricultura familiar é o principal regime de organização da produção rural no Brasil. É a atividade responsável pela produção da maior parte da comida que chega nas mesas brasileiras hoje. Não apenas no Brasil, mas no mundo: de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), a agricultura familiar é responsável por 80% da produção mundial de alimentos.

São cerca de 15 milhões de trabalhadores rurais, 74% da mão de obra empregada no campo, em 4 milhões de estabelecimentos rurais, respondendo por quase 40% do Produto Interno Bruto agropecuário nacional, sendo a principal fonte de alimentos do Brasil. A Região Nordeste concentra aproximadamente 50% dos estabelecimentos de agricultura familiar do país.

Apesar da agricultura familiar ser peça chave na garantia da segurança alimentar e nutricional da população, as políticas públicas voltadas para sua promoção vêm sofrendo gradativa desestruturação, em especial o Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Essa situação colabora para o agravamento da insegurança alimentar no país, intensificada pela Pandemia da Covid-19. Segundo dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Penssan) divulgados em 2020, são 19 milhões de brasileiros em situação de insegurança alimentar.

De acordo com Gláucio Gomes, Diretor de Desenvolvimento na Adel, nas pequenas propriedades rurais vivem famílias que produzem comida que contribui para atender, com oferta de preços mais justos, à demanda de todo o país e que, ao mesmo tempo, integram o segmento social mais afetado por cenários de pobreza extrema e insegurança alimentar no Brasil.

“Essa é uma das grandes contradições de nossa sociedade. O desenvolvimento sustentável e com justiça social passa pelo fortalecimento da agricultura familiar. E agricultoras e agricultores precisam de acesso a conhecimento e tecnologia, de suporte técnico, de investimento e da disponibilidade de políticas públicas que formem uma rede de proteção social sólida para garantia de seus direitos fundamentais. O ganho de produtividade e de rentabilidade na agricultura familiar no Brasil representaria impacto social positivo ímpar e uma verdadeira transformação na realidade do campo no país”, ressalta.

Na Live desta semana, a Adel espera reforçar o debate sobre as políticas públicas voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar e como essa atividade pode auxiliar no combate à fome, fenômeno social, político e econômico que vem se intensificando no Brasil. Para participar do encontro, inscreva-se no canal da Adel do YouTube.

O evento segue disponível, acompanhe:

Adel realiza projetos no Nordeste em parceria com a Neoenergia

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel), por meio da sua área de Novos Negócios, realiza, em parceria com a Neoenergia e apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), três (3) projetos de desenvolvimento em dois (2) estados do Nordeste – Paraíba e Rio Grande do Norte.

Os projetos fazem parte do Programa SER – Saúde, Educação e Renda, uma estratégia desenvolvida com o apoio do Instituto Neoenergia que visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida nas comunidades de influência da Neoenergia, gerando impactos sociais, econômicos, ambientais e educacionais positivos.

Após a realização de Diagnósticos Socioeconômicos dos territórios de atuação dos projetos, a equipe de campo da Adel começou, no último mês, a mobilização das famílias e jovens para participarem dos projetos. Esta atividade consiste na apresentação em cada território da estratégia e inscrição dos participantes.

Para o Diretor de Novos Negócios da Adel, Wagner Gomes, a parceria com a Neoenergia é uma oportunidade de expandir e consolidar a atuação da instituição no Nordeste. “É extraordinário para Adel ampliar suas ações nas comunidades do Rio Grande do Norte e expandir sua atuação para o Estado da Paraíba. Com toda certeza, vamos aprender bastante com a implantação e o desenvolvimento destes projetos. A Neoenergia, assim como a Adel, acredita e investe no desenvolvimento sustentável de territórios rurais por meio de ações de educação e geração de renda com vista a melhoria nas condições socioeconômicas e ambientais das famílias”.

Espera-se que estes projetos contribuam com a elevação do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos cinco (5) municípios contemplados: Bodó e Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte; Dona Inês, São José do Sabugi e Santa Luzia, na Paraíba. No município Dona Inês, em específico, a iniciativa acontece na comunidade quilombola Cruz da Menina, formada por 73 famílias e reconhecida desde 26 de março de 2008, como uma Comunidade Remanescente de Quilombo pela Fundação Palmares.

As comunidades beneficiadas pelos projetos são de alta vulnerabilidade socioeconômica e ambiental. São territórios com grandes dificuldades de acesso à água, saneamento básico e educação. Territórios resilientes e com um potencial criativo imenso, capazes de se desenvolverem a partir da implantação de novas tecnologias sociais, do acesso ao conhecimento e da geração de renda.

Saiba mais sobre o Programa Ser: http://www.institutoneoenergia.org.br/pt/como-atuamos/acao-social/Paginas/programa-ser.aspx