Caprinovinoculture project brings new perspectives for small producers in the interior of Ceará

After a year of work, it is possible to gather examples of transformation that make a difference in the municipalities of Pentecost and Apuiarés. With the implementation of an audacious Caprinovinoculture project, the lives of nine goat and sheep producers has been transforming.

Until you participate in the Productive Social Cells Program, desenvolvido pela a Agência de Desenvolvimento Econômico Local (ADEL), Gilberto Bezerra, teve uma vida de associativismo bastante extensa.

Nascido em Canafístula, Apuiarés/EC, Since 1987 participa da Associação Comunitária. Nos anos de 1991 the 1995, não exerceu o cargo de presidente, mas continuou sendo uma liderança bastante forte. De volta à Presidência, in 1996, iniciou um trabalho em prol do desenvolvimento da região do Vale do Rio Canindé.

Agrupando e motivando outras lideranças comunitárias, foi um dos fundadores da UAVRC (União das Associações do Vale do Rio Canindé), in 2005, entidade que agrupa 13 organizações da região , sendo o presidente da instituição por quatro (04) years. currently, está na presidência da ACAC (Canafístula farmers ' Community Association) e participa do projeto de Caprinovinocultura, como coordenador local.

Em entrevista a equipe de comunicação da ADEL, Gilberto fala sobre a importância do projeto que hoje é uma das principais referências em associativismo na microrregião do Médio Curu.

1.ADEL: Como você avalia o trabalho da ADEL durante o ano de 2008?
Produtor: Foi positivo, por que é um trabalho sério, e também por ter conseguido um projeto para beneficiar duas comunidades.

2.ADEL: Qual o diferencial do trabalho desenvolvido pelo Programa Células Sociais Produtivas?
Produtor: A diferença é que é um trabalho associativo, precisa-se pensar no coletivo. Pode dar certo, dependendo da força do grupo. A ADEL ajuda na organização.

3.ADEL: A caprinovinocultura era, antes do projeto, uma atividade estimulada na comunidade?
Produtor: Sim, através de financiamentos, mas era um dinheiro gasto sem direcionamento, sem acompanhamento e muitas vezes nem era aplicado na atividade.

4.ADEL:O que mudou com a implantação do projeto?
Produtor:Com o trabalho da ADEL recebemos acompanhamento dos técnicos, orientações de como se deve produzir, além da melhoria genética de nossos rebanhos.

5.ADEL: Qual o papel da ADEL nesse cenário de mudanças?
Produtor:O papel maior foi na organização e orientação.

6.ADEL: Como você vê a participação do projeto no fortalecimento da Caprinovino-cultura da região?
Produtor: Na organização, na melhoria genética dos rebanhos, no descarte orientado de animais, na castração, etc.

7.ADEL: O que você percebe de diferente em sua vida e na dos outros produtores?
Produtor: Eu tô sendo mais orientado, me preocupando mais com o rebanho (identificando animais com baixo desempenho produtivo e reprodutivo, for example). Eu e os demais produtores do grupo. Outros produtores, que não fazem parte do projeto, perguntam sobre o projeto e querem adotar algumas técnicas de manejo que são realizadas pela ADEL, como a castração.

8.ADEL: Para você, a atividade é capaz de gerar renda?
Produtor:Sim, e muito, se todos começarem a aceitar as orientações da equipe técnica da ADEL.

*Gilberto Bezerra, 61 years, produtor de ovinos e caprinos.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *