Rebrotando Olhos D’água e compartilhando Tecnologias Socioambientais no Semiárido

dsc7665238

No dia (16/09), a Adel realizou a Mesa Redonda: Rebrotando Olhos D’água e compartilhando Tecnologias Socioambientais no Semiárido em apoio ao Projeto Rebrotando Olhos Dágua, iniciativa de jovens e agricultores do Assentamento Barra do Leme, em Pentecoste.

Cerca de cinquenta jovens e produtores rurais compareceram ao evento e discutiram a importância das tecnologias socioambientais para o desenvolvimento local sustentável. O casal de agricultores Ivânia Maria e Manoel Inácio, idealizadores do Projeto Rebrotando Olhos D´água apresentaram a tecnologia desenvolvida no Assentamento e como é possível replicar em outras comunidades.

Mesa Redonda e apresentação do Projeto Rebrotando Olhos D´água

Mesa Redonda e apresentação do Projeto Rebrotando Olhos D´água

 

Além de Ivânia Maria e Manoel Inácio, Helano Luz, Agrônomo e Diretor Financeiro da Adel, e o Sr. Antônio Bandeira, representante da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Ceará (FETRAECE) falaram da importância das tecnologias socioambientais e da viabilidade do Projeto Rebrotando Olhos D´água.

Para Ivânia, rebrotar os olhos d´água não é uma técnica difícil de implementar, pois é uma prática presente na memória e no cotidiano das pessoas que vivem no meio rural. “Se formos conversar com nossos avós, com nossos familiares a respeito da época de abundância em que viviam, poderíamos compreender a importância dos olhos d´águas e a qualidade de vida que eles proporcionavam para as pessoas que os preservavam”, lembra Ivânia.

“O Rebrotando Olhos D´água é uma forma que encontramos para revitalizar o meio natural em que vivemos sem agredi-lo, investindo em técnicas sustentáveis para suprir nossas necessidades de água limpa, perene, de alimentos orgânicos gerados através dessa água que vai fortalecer todo um ciclo natural desgastado com o tempo de depreciação do homem”, responde Manoel Inácio ao ser questionado sobre as motivações para criação do projeto.

 

Manoel Inácio e Ivânia Maria, idealizadores do Rebrotando Olhos Dágua, e Helano Luz, Adel (da direita para esquerda)

Manoel Inácio e Ivânia Maria, idealizadores do Rebrotando Olhos Dágua, e Helano Luz, Adel (da direita para esquerda)

 

Além de jovens e agricultores, os meliponicultores da Rede Néctar do Sertão, iniciativa que conta com o apoio da Adel, também estiveram no evento. Os participantes parabenizaram os integrantes do projeto pela ousadia e manifestaram o apoio e o desejo de implementar a tecnologia em suas propriedades.

D. Marilac, agricultora da comunidade de Boa Vista, Apuiarés, parabenizou o casal pela iniciativa e manifestou o desejo de visitar o Assentamento para conhecer na prática a iniciativa. “Fiquei com uma vontade muito grande de visitar a propriedade de vocês e replicar a ideia na minha, porque são ações como essa que melhora a nossa qualidade de vida. Sou uma senhora de quase setenta anos, mas tenho um espirito jovem que tem sede de lutar para o bem da minha comunidade”.

Além da Mesa Redonda foi realizado uma Rifa em prol do Projeto Rebrotando Olhos D’água. Promovida pela Adel, o sorteio contou com a colaboração da equipe da organização, sendo sorteado um kit da Campanha Rebrotando Olhos D´águas, uma Cesta de Produtos da Rede Néctar do Sertão e uma Cesta de Produtos da Agricultura Familiar. Os vencedores do sorteio foram Evilene Abreu, Wagner Gomes e o jovem Rafael Marques, respectivamente.
Helano Luz entrega brinde da Rifa para o jovem empreendedor Rafael Marques

Helano Luz entrega brinde da Rifa para o jovem empreendedor Rafael Marques

Projeto Rebrotando Olhos Dágua

O Rebrotando Olhos D´água é um projeto socioambiental de criação de um sistema subterrâneo de reservatórios de água interligados no Assentamento Barra do Leme, em Pentecoste/CE.

Idealizado pelo casal de agricultores do Assentamento Barra do Leme – Ivânia Maria e Manoel Inácio, a iniciativa trata-se de um projeto piloto para uma tecnologia adaptável à maior parte das áreas que compõem o Semiárido Brasileiro. As características de solo e subsolo fundamentais para sua aplicabilidade estão presentes em 80% da extensão das áreas pertencentes a este domínio morfoclimático.

Ivânia Maria e Manoel Inácio, idealizadores do Projeto Rebrotando Olhos D´águas

Ivânia Maria e Manoel Inácio, idealizadores do Projeto Rebrotando Olhos D´águas

 

Acredita-se portanto que esta tecnologia denominada de Artiquífero ou Sistema Cisterrâneo é uma ferramenta importante para a construção de uma convivência com o Semiárido de forma digna, sadia e equilibrada, baseada na utilização dos recursos de forma consciente e planejada em contraposição aos métodos tradicionais de combate à seca, que se mostraram insuficientes diante da problemática.

A ideia é aplicar o projeto piloto no Assentamento Barra do Leme, que será compartilhado com outras comunidades e assentamentos no Semiárido por meio de caravanas de intercâmbio realizadas de bicicleta.

Para concretização do projeto, você pode colaborar acessando a Campanha Rebrotando Olhos D´água no Catarse: https://www.catarse.me/rebrotandovida

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *